25 de ago de 2015


[Resenha] Fingindo - Cora Carmack

Ficha Técnica

Título: Fingindo
Título Original: Faking it
Autor: Cora Carmack
ISBN: 978-85-8163-666-5
Páginas: 336
Ano: 2015
Tradutor: Paulo Polzonoff Junior
Editora: Novo Conceito
41Meu nome é Cade Winston. Aluno de mestrado em belas-artes, voluntário, abraçador de mães e seu namorado pelas próximas vinte e quatro horas. Prazer em conhecê-la. Com seus cabelos coloridos, tatuagens e um namorado que combina com tudo isso, Max tem exatamente o estilo que seus pais mais desprezam... E eles nem sonham que a filha vive assim. Ela fica em apuros quando seus pais a visitam na faculdade e exigem conhecer o futuro genro. A solução que Max encontra para não ser desmascarada é pedir para um desconhecido se passar por seu namorado. Para Cade, a proposta veio em boa hora: é a chance que ele esperava para acabar com a sua fama de bom moço, que até hoje só serviu para atrapalhar sua vida. Um faz de conta com data marcada para terminar... E um casal por quem a gente vai adorar torcer. Fingindo vai seduzir você.

Resenha


Assim como adorei Perdendo-me, também amei "Fingindo", mais uma vez a escrita da Cora me cativou, principalmente pelo personagem principal ser o Cade, que eu amei desde o primeiro livro.

Selo-Parceiros-Novo-Conceito42222322Se você não leu o primeiro livro pode ficar meio perdido ao ler "Fingindo" porque a história aqui é exatamente uma sequência de Perdendo-me. Ainda que seja um outro casal de protagonistas, Bliss e Garrick aparecem no início da narrativa, afinal para quem leu deve se lembrar de que eles e Cade estão morando agora em Filadélfia. Complicado é pouco, não é verdade? Se apaixonar pela melhor amiga, perceber que o sentimento não é recíproco e vê-la apaixonada por outro cara. Além de tudo, Garrick é super gente boa e em nenhum momento tentou afastar Bliss do amigo, então nem raiva do cara dá para sentir direito!?! Mesmo tentando superar toda a situação, de ver a pessoa que ama morando junto com outro cara e morando na mesma cidade, onde conhece apenas eles, é realmente complicado.
Mas esse era, em parte, o problema. Mesmo que eu tivesse conseguido me livrar completamente dos meus sentimentos por Bliss, era a felicidade deles que inspirava meu ciúme.
Porque eu estava triste pra caralho. Tentei me ocupar, fiz alguns novos amigos e vivia uma vida decente aqui, mas simplesmente não era a mesma coisa.
Recomeçar era uma droga.
Pág. 08
Mas, mesmo vendo que o casal Bliss e garrick é perfeito, não tem como não torcer para que Cade tenha o seu final feliz, afinal ele é um cara do bem, esforçado e lindo. A Cora nos apresenta logo nas primeiras páginas a Mackenzie Miller, ou melhor, Max. Ela tem a aparência de uma mulher de atitude e que sabe o que quer, e isso chama a atenção de Cade assim que a vê, por ser tão diferente de Bliss. Mas o que a leva a conversar com Cade a primeira vez é totalmente inusitado.
- Meus pais vieram me visitar de surpresa e querem conhecer meu namorado. (...)
- E como eu posso ajudar?
- Bem, eu deveria apresentá-los a um namorado educado e gentil que conheci na biblioteca, alguém que não é o namorado que eu tenho na realidade. (...)
- E você acha que eu sou educado e gentil?
Ela deu de ombros.
- Parece. Sei que é loucura, mas eu adoraria se você fingisse ser meu namorado até eu conseguir me livrar deles. (...)
- Por favor? Eu vou falar por nós dois e vou pôr um fim nisso o mais rápido possível. Posso lhe pagar! - ela declarou. Eu franzi a testa, e ela continuou: - Certo, não posso lhe pagar, mas vou recompensá-lo. O que você quiser. (...)
- Posso fazer isso. - O corpo dela relaxou. Ela sorriu, e foi lindo. Depois acrescentei: - Em troca de um encontro.
Pág. 27
Acredito que um título melhor não poderia ter sido escolhido para esse livro, pois é exatamente disso que ele trata. Cade fingi ter superado o que sente por Bliss e todo o seu passado de rejeições, mas Max é pior, os dramas da vida dela são muito intensos e ela fingi ser uma pessoa completamente diferente para os pais. Longe deles ela pode ser quem realmente é, musicista, tatuada, com piercings, coisas que seus pais "perfeitos" abominam.
- Meu nome é Cade Winston. Aluno de mestrado em belas-artes, voluntário, abraçador de mães e seu namorado pelas próximas vinte e quatro horas. Prazer em conhecê-la.
Pág. 42
Tudo começa sim com fingimento, mas vemos os dois baixando suas defesas um para o outro. Max procura seu espaço e provar para si mesma e para a família que pode ser feliz e bem sucedida sem fingir ser outra pessoa, sem tentar ser "perfeita". Cade tenta superar seus dramas e sua mania de deixar as pessoas saírem de sua vida sem lutar por elas.  
- Há algumas coisas pelas quais vale a pena lutar, não importa o resultado, e você é uma delas.Pág. 313
Mais uma vez eu digo que adorei o livro e espero que o próximo livro, "Encontrando-me" seja logo publicado por aqui. O livro trará a Kelsey como protagonista, melhor amiga da Bliss e do Cade, que está viajando pela Europa agora que terminou a faculdade.

Até a próxima queridos!!!!!

Comentários
11
Compartilhe

11 comentários:

  1. Olá, Lay.
    Apesar de não ser um livro que me chame a atenção de cara, gostei da sua resenha e da forma que o livro aparentemente se desenrola. Fiquei curioso para saber como será a evolução da protagonista, visto que vive fingindo ser algo que não é. Quero entender como ela vai resolver esse conflito interno.
    Uma boa dica, sem dúvidas.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de agosto. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir
  2. Também amei o primeiro livro Perdendo-me e amei ainda mais esse, a escrita da Cora é ótima, o Cade é super fofo, tomara mesmo que o próximo livro Encontrando-me seja publicado logo.

    ResponderExcluir
  3. Tenho visto resenhas positivas sobre esse livro e com certeza quer mas eu não sabia que teria continuação, vou esperar lançarem o proximo assim poderei ler os tres livros juntos

    ResponderExcluir
  4. Nunca li nenhum livro da Cora, mas não foi por falta de vontade, sempre vi pessoas falando muito bem, nunca li mesmo por falta de oportunidade, pelo que li na sua resenha, parece ser um livro com acontecimentos que realmente acontecem no cotidiano, não é uma ficção improvável. Eu acabei de ver ele na promoção na submarino de 9,90. Acho que vou aproveitar.

    ResponderExcluir
  5. Sempre vejo esse livro em promoção e já queria comprar para pelo menos tentar conhecer sabe?!
    Mas foi so agora no blog que entendi do que se trata e já vi que é a minha cara viu!?
    Romance é comigo mesmo e gostei do que li aqui, nao sabia que se tratava de uma série.
    Me animei a conhecer os casais dos dois livros.
    bjus

    ResponderExcluir
  6. Lay!
    Adorei a leitura do livro.
    Me diverti muito com as trapalhadas da protagonista e com toda devoção que Cade tinha com ela.
    Passei o livro na torcida para que ficassem juntos...

    “A alegria evita mil males e prolonga a vida.”(William Shakespeare)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  7. Desde que vi o perdendo-me eu fiquei louca pra comprar, me interessei muito por ele, mas não sei pq não comprei, mas depois de ler essa resenha da continuação fiquei com mais vontade de ver ainda.

    ResponderExcluir
  8. Sabe que não me chamou tanto a atenção essa série? Porém, ameeeei as capas! A premissa não me ganhou, mas já li tantas resenhas positivas, que de ser, vou pelo menos tentar ler o primeiro, rs
    bjs

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia esse livro, mas como tem continuação, vou esperar lançarem os livros restantes para poder ler todos juntos, achei bem interessante a história.
    Sua resenha está muito boa.

    ResponderExcluir
  10. É triste ver que a Cade não pode mostrar seu verdadeiro eu para os pais. Fingir é tudo o que realmente resta para ela. Eu conheci o livro e acho que merece nota mil.

    ResponderExcluir
  11. Amei ver essa resenha aqui, porque esse livro está nos meus desejados há um tempinho, já, e ainda não tive a oportunidade de ler. Adoro essas leituras despretensiosas que nos divertem e nos deixam apaixonados pelo casal. Esses conflitos só servem para dar uma apimentada, né?

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações