24 de nov de 2015


[Resenha] Tocando as Estrelas - Rebecca Serle

Ficha Técnica

Título: Tocando as Estrelas
Título Original: Famous in Love
Autor: Rebecca Serle
ISBN: 978-85-8163-733-4
Páginas: 224
Ano: 2015
Tradutor: Leonardo Gomes Castilhone
Editora: Novo Conceito
41Quando Paige Townsen deixa de ser uma simples aluna do ensino médio para se tornar uma celebridade, sua vida muda do dia para a noite. Em menos de um mês, ela troca as ruas da sua cidade natal por um set de filmagem no Havaí e agora está conhecendo melhor um dos homens mais sexies do planeta segundo a revista People. Tudo estaria perfeito se o problemático astro Jordan Wilder não fincasse o pé em uma das pontas desse triângulo cinematográfico. E Paige começa a acreditar que a vida, pelo menos para ela, imita a arte.

Resenha


Selo-Parceiros-Novo-Conceito42222322Tocando as Estrelas me apresentou a escrita da Rebecca Serle, que eu curti bastante, por ser fluída e rápida. Nesse livro conhecemos a Paige, uma jovem de dezessete anos que sempre sonhou ser atriz, mas sendo a caçula de quatro irmãos, esse sonho sempre pareceu muito distante. Vendo o histórico de sua família, onde nenhum deles era o que de fato um dia já haviam sonhado ser, porque justo o dela se tornaria realidade? Por esse motivo, sempre que conseguia participar de algum teste, fosse para pequenas peças em Portland, comerciais ou seja lá o que fosse, Paige nunca dizia a ninguém, afinal, se não conseguisse o papel, não decepcionaria ninguém além de si mesma.
Ao contrário do restante da família, meu pai não desencoraja minhas ambições de ser atriz. Minha irmã acha que sou muito egocêntrica; meus irmãos não entendem do assunto, porque não tem a ver com esportes. Minha mãe acha que atuar é para aqueles que sonham acordados e para produções esporádicas na comunidade, não é coisa da "vida real".
Pág. 18
Mas a vida de Paige muda quando ela descobre que farão audições em Portland para o filme Locked, que será baseado no livro homônimo de grande sucesso no momento, o qual sua amiga Cassandra é fã de carteirinha. Ao fazer o teste, a mudança se inicia, pois Paige conseguiu o papel principal do filme e logo já está no Havaí gravando o filme.

É nesse período em Maui que Paige passa a viver o seu sonho e descobre que ser atriz é muito mais do que simplesmente atuar, mas todas as outras situações, assistentes, câmeras, diretor exigente, assessores, pessoas atendendo aos seus pedidos rapidamente, outras lhe reconhecendo nas ruas, mas o que mais lhe surpreendeu foi o fato de atuar com Rainer Devon, um grande astro de Hollywood.
Rainer é sofisticado, lindíssimo e seguro de si, como se o mundo nunca tivesse mostrado motivo nenhum para ele achar que não poderia ser um vencedor.
Pág. 37
Ao contrário do que Paige poderia acreditar, Rainer se mostra interessado por ela, então, além de ser seu par romântico no filme, ao que tudo indica também o será na realidade. Mas tudo seria mais simples se outro fator não entrasse nessa equação, Jordan Wilder. O problemático ator de Hollywood chegou no set para ser a outra ponta do triângulo amoroso do filme, mas também mexeu com o coração de Paige.
Passei dezessete anos sem nenhum namorado, sem nada além de uma paixonite, e agora eles são dois. Dois caras tão diferentes, como se fossem de espécies distintas, e, ainda assim, o jeito como eu me sinto perto deles... Nunca pensei que alguém pudesse ter sentimentos por duas pessoas ao mesmo tempo. Parece ridículo. Cassandra se apaixonava constantemente, e eu sempre a chamei de volúvel. Mas agora é como se, dentro de mim, Jordan e Rainer estivessem disputando um lugar no meu coração. E eu não sei por quem torcer, porque, se eu pensar em um, sinto que estou traindo o outro.
Pág. 193
Mas não é apenas sobre romance que o livro conta, também fala sobre o sucesso, sobre ir em busca dos seus objetivos com determinação mesmo quando tudo parece ir contra. A relação de amizade de Paige, Jake e Cassandra é de muita cumplicidade, mas como tudo muda quando crescemos, com a mudança dela para o Havaí durante a gravação do filme, muitas mudanças se mostram na amizade deles. Além disso, vemos a relação dela com a família, como ela interage com eles no período em que está afastada deles. O crescimento profissional, dando os passos com as próprias pernas, sem os pais para decidir por você o que fazer.
Essa é uma verdade sobre o sucesso. Muita coisa muda, mas nem tudo. Você ainda tem dias de cabelo ruim. Amizades que desfizeram não serão reparadas milagrosamente. E pessoas que não amavam você antes continuarão a não amar. Uma coisa que o sucesso não muda, não importa a que nível você chegue, são as coisas que já viraram passado.
Pág. 179
A leitura de Tocando as Estrelas é rápida como falei para vocês, a forma como a Rebecca nos conduz na estória nos deixa curiosos o tempo todo para saber como a Paige irá lidar com as situações que se apresentam para ela. E, fiquei ainda mais feliz em saber que esse livro faz parte de uma trilogia, então tem mais livros com a continuação a essa estória. Só uma dica, quando terminarem de ler o livro, leiam novamente o prólogo e entenderão o que quero dizer. Espero que a Novo Conceito lance logo esse livro.
Não posso fugir só porque o caminho é difícil. Como diria Jake, "é preciso reconhecer o impacto que você provica no mundo".
Pág. 191 
Compare e Compre
Comentários
7
Compartilhe

7 comentários:

  1. Oi Layane! Esse livro me interessou bastante. Principalmente o fato de a personagem sofrer uma transformação radical em sua vida faz com que imaginemos como seria se estivéssemos em seu lugar. Acho bem bacana, gosto de livros assim. Acho que até superaria a minha "cara torta" com o gênero romance. Ótima resenha!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Layane, amei a sinopse desse livro nunca tinha lido nenhuma resenha desse livro é a primeira vez e eu amei com certeza vou ler esse livro e obrigada pela dica bjs.

    ResponderExcluir
  3. Olá, Lay.
    Confesso que esse livro não me chamou muito a atenção. Primeiro porque não sou muito chegado a triângulos amorosos e menos ainda a tramas meio previsíveis. Sendo assim, acho pouco provável curtir mesmo a leitura.
    De toda forma, adorei a sua resenha. Bem escrita como sempre.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de novembro. Você pode ganhar um livro incrível!

    ResponderExcluir
  4. A capa do livro não me chama atenção. Ou melhor: chama sim. mas não de um jeito bom... Por causa dela nunca senti interesse em conhecer a história. Agora que eu conheço posso dizer que com certeza não tenho interesse no livro. Achei a história muito sessão da tarde, sabe?
    Gostei do nome da amiga dela: Cassandra. Me lembra Skins UK.

    ResponderExcluir
  5. Lay!
    O livro que fala sobre os bastidores do mundo artístico e ainda tem um romance adolescente deve ser interessante.
    Infelizmente não li ainda e fiquei feliz em saber que é uma série, tomara que os outros livros saiam logo.
    “Sem a música, a vida seria um erro.”(Friedrich Nietzsche)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  6. Ainda não tinha ouvido falar dessa série. Não me chamou muito a atenção, mas deve ser um bom livro para passar o tempo, já que a leitura é fluída. Um ponto positivo é que vai um pouco além de um simples romance, se tornando um livro um pouco reflexivo e até pode estimular a nunca desistir do se quer.

    ResponderExcluir
  7. Eu já tinha visto a capa do livro algumas vezes, mas essa foi a primeira vez que li a sinopse e junto uma resenha maravilhosa! Me interessei bastante pelo livro, vou ver a possibilidade de ler em breve.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações