27 de dez de 2015


[Resenha] Descubra-me - Maya Banks

Ficha Técnica

Título: Descubra-me 
Título Original: Safe at Last
Autor: Maya Banks
ISBN: 978-85-8235-331-8
Páginas: 256
Ano: 2015
Tradutor: Marcelo Salles
Editora: Gutenberg
41Duas vidas entrelaçadas nos mistérios de um passado que precisa ser revelado. Há 12 anos, Zack perdeu o amor de sua vida. Sem saber se Gracie morreu ou se ela o abandonou, ele procura qualquer pista sobre o seu paradeiro, tentando pôr um fim ao tormento. Sua carreira no futebol americano foi deixada de lado, pois nada teria mais importância que descobrir o motivo de Gracie ter desaparecido. Empregado pela DSS, a empresa de segurança dos irmãos Devereaux, Zack se torna o braço direito de Caleb e Beau, atento a qualquer informação que o desperte do seu pior pesadelo e traga de volta a sua felicidade. Há 12 anos, Anna-Grace foi traída pelo homem que havia jurado jamais lhe fazer mal. Escondendo um passado terrível enquanto se mantém sobre a proteção do poderoso Wade Sterling, ela quer apenas se manter longe de todas as memórias que a destruíram por completo: esquecer o homem que a arruinou e que ela um dia havia amado. Anna-Grace queria esquecer que um dia amou Zack.

Resenha


Gente, ainda bem que a Gutenberg lançou toda a Trilogia Slow Burn em um único ano, porque vou dizer para vocês, adorei a escrita da Maya Banks. Eu devorei Proteja-me e Salve-me, em sequência, em menos de uma semana e assim que recebi Descubra-me passei ele na frente de muitos livros mesmo, porque quando li a sinopse fiquei muito curiosa, afinal, Zack Convington, desde que apareceu em Salve-me, com seu jeito introspectivo e perceptivo chamou minha atenção.

A Maya escreveu essa trilogia com personagens tão cativantes que, por mim passaria de trilogia para uma série facilmente, afinal ainda queremos conhecer mais os outros irmãos Devereaux, Quinn e Tori, além da Eliza e do Dane que na minha opinião mereciam estórias próprias.

Mas voltando, ou melhor iniciando, Descubra-me nos revelará o misterioso passado de Zack. Vindo de um lar desestruturado, Zack encontrou em Anna-Grace o seu futuro, mesmo tendo vinte anos na época e ela dezesseis, eles tinham certeza absoluta de que o futuro deles era ficar juntos, construir uma família grande e feliz. Zack foi criado apenas pelo pai, pois sua mãe abandonou o lar quando ele era apenas uma criança. O pai, chefe de polícia da pequena cidade onde viviam, nunca aprovou o romance com Gracie, afinal a garota mal tinha onde viver. Zack era tudo o que ela tinha. Mas certa noite, quando voltou da faculdade para passar o final de semana com ela, Zack descobriu que Gracie havia desaparecido.

Como não ficar preocupado e intrigado quando o relacionamento era tão forte e a pessoa simplesmente evapora sem deixar rastros? A mente de Zack não consegue pensar em nada positivo e é claro que o pai o apóia na busca, na verdade ele fica até muito feliz, acreditando que sem Gracie, Zack poderá finalmente focar em sua carreira como jogador de futebol americano profissional.

Mas Zack não estava nem ligando para isso, ele só pensava em Gracie e quando se lesionou na sua segunda temporada como jogador profissional, ele deixou a carreira e seguiu para o ramo de segurança onde poderia ter acesso a informações e treinamento que ajudasse a encontrar Gracie.

Ele praticamente vegetou por doze anos, e não tem como não imaginar o tamanho do amor de Zack e quanto mais conhecemos sobre o relacionamento dos dois, mais nos apaixonamos e questionamos o sumiço de Gracie.
Zack tinha lhe dado tudo. Seu coração, sua alma. Ele tinha prometido a ela que seria pela eternidade. E ele falou sério. Não eram muitos os universitários que sabiam o que queriam do futuro. Mas ele sabia. A partir do momento em que Gracie entrou em sua vida, ele teve foco absoluto. Zack sabia que sua vida iria girar em torno dela para sempre.
Pág. 67
Quando finalmente decidiu seguir em frente, o destino lhe deu uma rasteira mais uma vez e colocou na sua frente Gracie, que quando viu Zack ficou absolutamente apavorada com a visão dele.
Seu olhar era de pavor, e seu rosto ficou pálido como o de um cadáver. Seus olhos castanhos refletiam o mais puro terror.
Pág. 40
Com o passar dos capítulos, vamos descobrindo aos poucos o que causou o desaparecimento de Gracie, assim como situações desconhecidas de ambos. Confesso que quanto mais eu descobria, mais eu pensava que não poderia ter algo pior. E lá vinha a Maya para me contradizer.

Existe uma situação no livro que liga os demais através da DSS, empresa de segurança criada pelos irmãos Devereaux, e que, ao meu ver, foi bem concluída, mas levando-se em consideração que esse é o último livro da trilogia, acredito que merecíamos mais páginas para falar um pouco mais sobre o final de outros personagens também importantes na trama. Também senti que ficou vago o desfecho da situação que Gracie viveu em seu passado, não dá para detalhar aqui, mas o final ficou subentendido, para mim ele deveria ter sido bastante claro para os leitores.

Entretanto, nem de longe, isso afeta minha opinião sobre a série e sobre o livro. Para mim esse foi o melhor dos três, e isso se deu basicamente por Zack e seu amor incondicional, sua teimosia e determinação em não deixar Gracie sair de sua vida mais uma vez sem entender o que ocorreu doze anos atrás.
Por favor, Deus, me mostre uma maneira de fazê-la superar isso. Conceda-me a coragem para encarar nossos passados. E que nós dois possamos nos curar. Juntos. Para que assim nós possamos finalmente viver o sonho que tanto queríamos, em vez de um pesadelo de doze anos.
Pág. 84
Absolutamente lindo e, para quem viu nas tags classificado como hot e ficou com o pé atrás, não se preocupe, nos livros da série quase não existem cenas assim, embora os livros estejam com essa classificação pela editora, em Descubra-me então, existe apenas uma cena  e bem básica, então, sem problemas. O livro gira muito mais em torno do mistério e da reconquista da confiança e do amor.

Compare e Compre
Comentários
10
Compartilhe

10 comentários:

  1. Olá, Lay.
    Mesmo não tendo uma grande quantidade de cenas hots, não sei se leria a obra. Se bem que a premissa dessa obra parece ser mais interessante do que das anteriores, principalmente por causa do clima de mistério, o que me agrada demais.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de dezembro. Serão dois vencedores!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Lay.
    Acho que não existe coisa melhor em um livro, quando o pegamos e adoramos a forma como o autor narra a história, quando gostamos de seu estilo de escrita. Já ouvi muitos elogios sobre a Maya Banks, mas no entanto não sei se gostaria de ler. Geralmente, esses gêneros de livro, mesmo que não seja hot, não me convence muito. Mas talvez, eu daria uma oportunidade a depender do momento e como tem mistério, seria bem capaz.

    Lucas - Carpe Liber
    http://livrosecontos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Layane! Ouço falar muito bem desses livros, mas não me interesso muito. Livros romances, ainda mais sendo do tipo HOT, não chamam muito minha atenção. Já mistério é uma coisa que me fascina, por isso esse já me interessou um pouco mais que os anteriores. Com tantas opiniões positivas sobre a autora, talvez um dia eu venha a lê-los.

    ResponderExcluir
  4. Oi Layane, eu já outros livros da Maya Banks mas esse eu nunca tive interesse eu amei a sinopse e a resenha o livro parece ter um mistério com certeza vou le-lo obrigada pela dica bjs.

    ResponderExcluir
  5. Gostei bastante do livro, ainda não conheço a escritora, sua resenha está excelente e me fez interessar bastante pelo livro, fiquei curiosa pra saber o motivo do sumiço de Gracie e o desfecho da história. Obrigada pela sugestão!

    ResponderExcluir
  6. Não gosto muito do estilo Hot, então não leria o livro, apesar de já ter ouvido ótimas críticas sobre a autora.
    Livros nesse estilo ultimamente estão em alta,mas ainda assim não me interessa.
    ótima resenha

    ResponderExcluir
  7. não gosto mto de livros no estilo new adult e hot.. por isso apesar de estarem fazendo sucesso não estoulendo no momento. mas jha ouvi falar mto bem da autora...e adorei tua resenha

    ResponderExcluir
  8. Amor eterno para as editoras que lançam a serie no mesmo ano! hahah...pq morrer de ansiedade, ninguem merece e qdo param de publicar no meio da serie??? é de chorar!
    A serie Slow Burn eu ja to de olho tem um tempo, nao ha um que fale mal da trilogia e da escrita da Maya Banks.
    Eu achei que os livros fossem um hot pesado, mas gostei de saber que o foco é sobre misterio e reconquista da confiança no amor.
    Beijos

    Blog Livros e Sushi
    https://livrosesushi.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  9. Bem ay!
    Se tem trechos hots, já me atrai ainda mais.
    A série parece boa mesmo, só leio elogios sobre a escritora.
    É uma das séries que está entre as desejadas.
    Desejo um 2016 carregado de saúde, realizações e muito sucesso em tudo que empreender.
    “O Ano Novo começa literalmente quando nos desprendemos dos velhos vícios que carregamos dentro de nossos corações.Façamos do dia primeiro de janeiro um dia de libertação e começo de uma vida de superação e busca por dias melhores.” (Alison Aparecido Ferreira)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Eu gosto muito da escrita da Maya, mas não li muitos livros dela ainda. Esse parece ser interessante por conta do mistério que ronda o personagem, então fiquei empolgada para ler. E confesso que me surpreendi por não ter cena hot, porque achei que todos os livros dela fossem assim.
    Beijos!

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações