23 de dez de 2015


Retrospectiva Literária 2015 - Tácio

Olá. Estamos nos últimos dias de 2015, e isso significa somente uma coisa: listas! Para todos os lados vemos as listas das melhores e piores coisas que aconteceram durante os últimos 12 meses. E por aqui não poderia ser diferente, logo vou compartilhar com vocês algumas surpresas e decepções literárias que aconteceram comigo neste ano que se passou.

Vamos começar com os números. Ano passado eu li 76 livros, e para minha surpresa até o momento (ainda tem uns dias para esse número mudar), foram nada mais nada menos do que 114 leituras, sendo assim, 38 a mais do que a do ano de 2014. Acredito que este seja o ano que eu mais li em minha vida! \o/

Seguindo em frente, vou falar logo das obras que me decepcionaram, que de alguma forma não cumpriram com o objetivo de agradar-me ou marcar-me. Dos sete livros que separei, quatro são de escritores que eu já conhecia, logo meu julgamento com estes livros foram mais rígidos por eu já ter intimidade com a escrita destes autores.

Naomi & Ely e a Lista do Não Beijo” (David Levithan & Rachel Cohn) e “Me Abrace Mais Forte” têm algo em comum: ambos possuem os dedos de David Levithan… além do fato de ambos estarem nessa listinha não tão legal assim. Na minha opinião o problema de ambos foi que eu conheço o trabalho de Levithan, e sei que ele poderia ter feito algo muito melhor, e não é atoa que um de seus livros também entrou na minha lista de melhores do ano. Espero ver no futuro mais obras dele no nível da que me agradou, do que destas duas que acabei de citar.

 

Outra leitura que foi bastante decepcionante para mim foi “O Despertar do Príncipe” da querida Colleen Houck. A autora me consquistou com sua saga dos tigres, o tanto que a coloquei na lista do ano passado. Porém, com essa nova série, Colleen praticamente copiou o esqueleto de seu último trabalho, ficando repetitiva e confusa com suas próprias ideias. Espero sinceramente que a série melhore com os próximos volumes.



Os outros livros são “Dilúvio”, segundo volume da série Teardrop da Lauren Kate. O livro é uma tragédia do começo ao fim, a autora conseguiu destruir tudo de bom que o primeiro livro da série tinha. “No Início Não Havia Bob” (Meg Rosoff) e “O Vitral Encantado” (Diana Wynne Jones) entram também nessa lista, pois a ideia geral de ambos eram maravilhosas, porém na hora de executá-las as coisas não foram tão agradáveis assim.

 



E o último livro foi um que li este mês. Uma bela capa, um avalanche de elogios por parte da crítica especializada, que chegaram a comparar o livro com “Garota Exemplar”. Porém, “A Mulher Silenciosa” (A.S.A. Harrison) é morno, e está bem longe de ter o brilho da maravilhosa obra de Gillian Flynn. Não que o livro seja ruim… ele só não é isso tudo que pintaram sobre ele.


Agora vamos para a parte legal. As boas surpresas, os livros que agradam e que ficarão para sempre de alguma forma em minha memória. Alguns foram conclusões de séries/sagas, e comecarei com eles.

Maze Runner: Prova de Fogo” (James Dashner) é maravilhoso, tão bom e inteligente quanto o primeiro livro da série, o autor mostra novamente sua qualidade na escrita. Infelizmente, a adaptação do filme que foi lançada este ano, não faz juz a magnitude da obra. O filme é simplesmente muito ruim comparado a grandiosidade que é o livro.

Sei que este livro não faz parte exatamente parte de uma série, porém os livros tem entre si uma conexão. “Isla e o Final Feliz” é mais uma obra radiante da simpática e romântica Stephanie Perkins. Havia um bom tempo que eu não lia um romance adolescente tão gostoso como este.

 


Para não enrolar muito, vou citar os outros livros que gostei bastante, e deixarei o desenvolvimento para os três finais. Essas obras são: “O Grande Ivan” (Katherine Applegate), “O Massacre da Serra Elétrica [Arquivos Sangrentos]” (Stefan Jaworzyn), “Objetos Cortantes” (Gillian Flynn), “Dois Garotos se Beijando” (David Levithan), “Onde Cantam os Pássaros” (Evie Wyld), “A Sorte do Agora” (Matthew Quick) e “O Retrato de Dorian Gray” (Oscar Wilde).

 


Pra fechar, compartilho aqui com vocês os livros que foram avassaladores, do tipo que você termina de ler e já quer devorá-lo de novo. Complexos, inteligentes, muito bem escritos e acima de tudo, verossímeis apesar de toda ficção por detrás deles.

“O Garoto Quase Atropelado” de Vinícius Grossos é uma dessas obras esplêndidas, e fico muito feliz de ver um ator nacional tão jovem com um talento absurdo. Não vejo a hora de poder conferir outros trabalhos de Grossos.


Este livro é um que Auri sempre me indicou, e me pergunto o motivo de não ter ouvido sua indicação antes. “E Não Sobrou Nenhum” da singular Agatha Christie é um dos melhores livros do ano, e também da minha vida. É tão perfeitamente construído, que não há uma vírgula fora do lugar, e não é atoa que este é um dos livros mais vendidos de todos os tempos. É para ler e reler durante a vida toda.



E por fim, “Caixa de Pássaros” (Josh Malerman), um livro que conseguiu me deixar nervoso e bastante tenso. Uma obra obscura, que aborda uma temática aparentemente impossível de acontecer, mas que relata o quão cruel e frágil o ser humano pode ser. Sem dúvidas um desses livros que gera reflexão, e um pouquinho de medo também. Sensacional.


Então, espero que vocês tenham gostado do meu ano literário, e espero que possam compartilhar comigo nos comentários suas preferências também, estou curioso para saber. Até 2016 e Boas Festas para todos! =D
Comentários
12
Compartilhe

12 comentários:

  1. Me Abrace Mais Forte eu passo longe porque não gostei do Will e Will.
    Caixa de Pássaros está na lista de presentes.
    Quero muito ler Isla e O Final Feliz. Adoro a Stephanie.
    Beijos
    Balaio de Babados | Participe da promoção Natal do Babado

    ResponderExcluir
  2. Oi Tácio nossa você leu 114 leituras nossa parabéns eu li muito pouco esse ano mais 2016 já esta ai e vou ler muito nesse novo ano que esta chegando bjs.

    ResponderExcluir
  3. Você é a primeira pessoa que vejo falando que o filme de Maze Runner deste ano foi ruim, e foi mesmo. Não sei se é porque eu estava esperando demais do filme, mas me decepcionou e muito.
    Ual você leu mt, esse ano foi mt corrido por isso não consegui ler mts livros, mas foi um ano mt bom também.

    ResponderExcluir
  4. Que postagem interessante, gostei bastante.
    Também não achei esse filme Prova de fogo, de Maze Runner lá essas coisas não. E quantos livros hein? Eu acho que não cheguei nem aos 76 que você leu ano passado.

    Beijos
    www.paginadaleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá, Tácio.
    O Garoto Quase Atropelado, eu já li. Assim como você, gostei bastante.
    Das suas demais leituras, pretendo ler, em breve, Caixa de Pássaros. Espero adorar tanto quanto você.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de dezembro. Serão dois vencedores!

    ResponderExcluir
  6. Oi Tácio, tudo bom?
    Esse é o ano que mais ki também, com certeza. E garanto isso mesmo sem ter feito as continhas ainda porque ainda temos mais uma dias pela frente. Alguns livros que VC citou eu tenho aqui e estou ansioso pra ler, como OGQA, de Grossos, Ondem cantam os pássaros também e Naomy e Ely. Estou louco pra ler Islã, adoro a Perkins. Mas posso dizer com toda certeza que o livro que mais me emocionou, me tocou profundamente foi Eu te darei o Sol, de Jandy Nelson. Surpreendente Maurício Gonyde também foi especial.

    Boas leituras e um lindo natal.
    Abraço.
    Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Tácio! Uau, quantas leituras... humilha mesmo, hahaha. Como esse é meu ano de vestibular li bem pouco. Espero o ano que vem (mesmo já estando na faculdade, se Deus quiser) compensar o ritmo e ler bem mais. Agatha Christie é muito bom mesmo, vale super a pena!! Abraço.

    ResponderExcluir
  8. Arrasou nas leituras! Acho que nem li metade de tudo isso, que ano que vem você Leia ainda mais livros!

    ResponderExcluir
  9. Tácio!
    Apesar de gostar de listas, essas listas nunca faço e é até uma ideia para o próximo ano.
    De todos os livros que listou, li apenas O Grande Ivan e realmente é maravilhoso!
    Parabéns pelos livros lidos em 2015.

    FELIZ NATAL!
    “Não esqueça que Natal não é do Papai Noel tão pouco para ganhar presentes materiais, mas é a data que recebemos o melhor presente para nossa existência, Jesus!” (Rogério Stankewski)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista de Dezembro, serão 6 livros e 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  10. Hello!
    Uma pena que tantos livros nao atigiram as suas expectativas, eu to louca pra ler o novo livro da Colleen Houck, a capa tao linda e por tratar da cultura egipcia me anima.
    EStou com o livro a Isla e o final feliz e saber que é um dos livros que vc gostou, me deixa animada de ler logo.
    Ainda quero mtooo conhcer o trabalho do David Levihan e pensei em começar pelo Dois Garotos se beijando, capa linda.
    Caixa de passaro acho q vou amar e morrer de medo, hehehe.
    Beijos.

    ♥ Blog Livros e Sushi ♥
    https://livrosesushi.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  11. dos que voce falou super quero ler isla. e caixa de passaros! obrigada pela dica.

    ResponderExcluir
  12. Dos livros desse o único que eu li foi Caixa de Pássaros e confesso que também fiquei bastante tensa. Mas a história é incrível e vale muito a pena. Isla e o Final Feliz parece ser bacana e eu quero ler!

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações