17 de fev de 2016


[Música] Grammy: A noite mais importante da música


A cada ano que passa menor é meu interesse pelos famosos awards. Acho meio pretensioso definir “o melhor...” uma vez que não sabemos os critérios utilizados e quem faz parte das academias, mas dentre todas as premiações o Grammy se destaca pela sua diversidade, seja você fã de pop, indie, rock, hip hop ou country certamente estará representado no palco da noite mais importante da música.

O segredo do Grammy é a ausência de medo em ser popular na sua principal categoria “album of the year” disputavam artistas como Alabama Shakes, uma pequena banda indie ligada à música soul e Taylor Swift, a maior estrela pop do momento. Por falar nela, Taylor foi a vencedora nessa categoria e encerra a era 1989 sendo a primeira mulher a ganhar duas vezes “álbum do ano”.


Outro destaque da noite foram os tributos, porém o que mais me chamou atenção foi a pouca relação que o Grammy tem com a qualidade musical: Gaga que já ganhou seis prêmios homenageou divinamente Bowie, que em toda sua carreira ganhou apenas um.


Outro exemplo da discrepância e incompreensível supervalorização do Grammy por alguns artistas é o fato de Rolling Stones, Elvis Presley e Brian Wilson, lendário líder dos Beach Boys, têm, somados, sete estatuetas. Sozinha, a cantora Sheryl Crow tem nove prêmios (oi?).

O Brasil estava concorrendo em três categorias com discos brasileiros, a pianista Eliane Elias foi a única premiada. Radicada nos EUA, ela venceu a categoria melhor álbum de jazz latino com “Made In Brazil” seu 24° álbum.

Foram 83 categorias nesta edição e para não transformar a festa numa transmissão interminável, alguns prêmios foram entregues numa parte não televisionada da cerimônia, já as categorias mais populares entraram nas três horas e meia de transmissão ao vivo. A sensação que eu tive é que mais uma vez o Grammy celebrou a indústria fonográfica e desprezou a relevância artística.
Comentários
16
Compartilhe

16 comentários:

  1. Já para não falar nas falhas graves de som que ocorreram em certas cerimónias, inclusivé na actuação da Adele.

    ResponderExcluir
  2. A noite parece ter sido bem intensa, com bastantes acontecimentos. Não entendo muito de música, e também não curto a Taylor o bastante p/ dizer que ela mereceu. Lady Gaga arrasou! Acho que a culpa do show da Adele não foi da cantora. Abraços :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Definitivamente, não foi culpa dela ...
      obrigado pelo comentário =]

      Excluir
  3. João, todo ano eu acompanho á premiação, mas infelizmente este ano eu não consegui assistir. Mas soube das pessoas premiadas e de todos os acontecimentos depois.
    Apesar de não confiar plenamente nestas cerimônias, eu gosto muito pelo fato de estar presente muitos talentosos cantores e que eu tenho uma leve admiração ;)
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro isso no Grammy, boa parte dos estilos musicais estão representados !

      Excluir
  4. lady gaga sempre causando. nao gosto mto dessas cerimonias mas bacana a noticia.

    ResponderExcluir
  5. Olá...sinceramente eu acho que é tudo "carta marcada"..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostaria de saber os critérios que eles utilizam ...

      Excluir
  6. João!
    Uma pena isso, né?
    a capacidade fica aquém da venda.
    E que bom que pelo menos uma brasileira ganhou...
    “O início da sabedoria é a admissão da própria ignorância. Todo o meu saber consistem em saber que nada sei.” (Sócrates)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Top Comentarista fevereiro, 4 livros e 3 ganhadores, participe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, pelo menos fomos representados =]

      Excluir
  7. Hoje em dia eu não ouço mais musicas pop, rock, country entre outras. Agora que eu estou na igreja só gospel tah kkkkk. Mas quando eu ouvia, sem duvida a minha preferida era a mama monster. Mesmo que eu não gosto das musicas, eu ainda gosto das personalidades e cara, ainda sou grande fã do lado "pessoa" gaga. A taylor não tem o que falar. Com Certeza a maior influencia da musica, até mesmo maior que muitos cantores. Sem o que falar dessas duas ae.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniel, existem categorias de música gospel no Grammy, porém, elas não são televisionadas. Na categoria de Melhor Performance/Canção Gospel concorriam Israel & NewBreed, Anthony Brown & Group Therapy, Kirk Franklin, Travis Greene e Brian Courtney Wilson.O kirk foi o vencedor.

      Excluir
  8. Eu nao acompanhei, só vi que a Adele ficou pu*** da vida com o problema de som.

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Esse ano não deu para mim assisti ao Grammy, mas vi algumas noticias e principalmente envolvendo a Adele e os problemas no som !!

    ResponderExcluir
  10. Bom Dia.
    Confesso que estou meia perdida, não me interesso pelo Grammy e nem Oscar nada do tipo, gosto de algumas musicas da Taylor Swift, porem não passa disso.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações