14 de fev de 2016


[Resenha] Eu Estive Aqui - Gayle Forman

Ficha Técnica

Título: Eu Estive Aqui
Título Original: I Was Here
Autor: Gayle Forman
ISBN: 978-85-8041-423-3
Páginas: 240
Ano: 2015
Tradutor: Fabiano Morais
Editora: Arqueiro
16Quando sua melhor amiga, Meg, toma um frasco de veneno sozinha num quarto de motel, Cody fica chocada e arrasada. Ela e Meg compartilhavam tudo... Como podia não ter previsto aquilo, como não percebera nenhum sinal? A pedido dos pais de Meg, Cody viaja a Tacoma, onde a amiga fazia faculdade, para reunir seus pertences. Lá, acaba descobrindo muitas coisas que Meg não havia lhe contado. Conhece seus colegas de quarto, o tipo de pessoa com quem Cody nunca teria esbarrado em sua cidadezinha no fim do mundo. E conhece Ben McCallister, o guitarrista zombeteiro que se envolveu com Meg e tem os próprios segredos. Porém, sua maior descoberta ocorre quando recebe dos pais de Meg o notebook da melhor amiga. Vasculhando o computador, Cody dá de cara com um arquivo criptografado, impossível de abrir. Até que um colega nerd consegue desbloqueá-lo... e de repente tudo o que ela pensou que sabia sobre a morte de Meg é posto em dúvida. Eu estive aqui é Gayle Forman em sua melhor forma, uma história tensa, comovente e redentora que mostra que é possível seguir em frente mesmo diante de uma perda indescritível.

Resenha


Após sua melhor amiga morrer, Cody percebe que acabou de perder a sua outra metade, sua metade mais importante. Meg era aquela pessoa com quem Cody podia dividir todos os bons e maus momentos, aquela pessoa que fazia um diferencial, que fazia os dias ruins valerem a pena… até que Meg toma um frasco de veneno, e deixa sua amiga sozinha, cheia de perguntas, mas sem nenhuma resposta.

Arqueiro_parceria522Responsabilizada por recolher os pertences da Meg na república onde morava, Cody acaba descobrindo que sua amiga tinha uma vida totalmente diferente da que estavam acostumadas a ter juntas. Porém, o mais estranho de tudo acontece quando Cody utiliza o notebook de Meg e descobre alguns e-mails. Aparentemente Meg escondia muitos segredos de Cody, mas ela não está mais aqui para revelá-los. Restará a jovem Cody ir atrás das peças do quebra-cabeça e realmente descobrir o que sua amiga escondia, e talvez assim encontrar paz ao desvendar o verdadeiro motivo de Meg ter decidido se matar.
Tiro a roupa e me deito na cama assombrada de Meg. Agora, os lençóis que ainda cheiram a ela são mais ou menos o que preciso. Sei que, ao dormir aqui, vou misturar meu cheiro ao dela, enfraquecendo o cheiro de Meg, mas de certa forma, isso não importa. Era assim que costumava ser antes, afinal.
Pág. 44
Gayle Forman já me provou que sua escrita é boa, que suas histórias são bem desenvolvidas e a complexidade de suas personagens. Em “Eu Estive Aqui” a autora continua mantendo seus padrões altos, porém com um ingrediente novo: mistério. Ao invés de narrar um drama romântico, Forman opta por nos escrever uma obra tão realista e agonizante, que a mesma só poderia ter sido baseada em fatos reais – o que de fato aconteceu.

Tratando de um assunto bastante sério e extremamente atual, Gayle se policia bastante para não ultrapassar a linha que separa o misterioso do dramalhão. Por alguns momentos a autora quase escorrega e cruza este limite, mas no geral consegue manter a atmosfera misteriosa, no mesmo tempo que desenvolve com maestria um suspense simples, mas que consegue prender o leitor com sucesso. 
Ah, Meg teria adorado isso. Sentir seus próprios sentimentos é um ato de bravura, mesmo que seus sentimentos estejam dizendo para você morrer. E, mais uma vez, não consigo deixar de me perguntar: por que ela não veio a mim? Por que não foi a mim que pediu ajuda?
Pág. 93 
Acredito que esse poder de conexão com “Eu Estive Aqui” vem do fato do mesmo tratar de um tema que todos nós estamos aptos a passar. Não o suicídio em sí, porém o episódio de perdermos um amigo muito próximo. Além do fato do livro também abordar toda uma questão cibernética, gerando um debate importante e necessário - mesmo que não seja de uma forma explícita –, de até onde as leis e regras da sociedade valem para as nossas vidas virtuais.

“Eu Estive Aqui” é um livro coeso, apesar de ter pequenos momentos que exageram ao tentar entregar algo que não é de extrema necessidade, nem para o leitor nem para as próprias personagens. Com uma heroína forte, que foge completamente da figura frágil feminina, Gayle Forman consegue fisgar o leitor para que ele participe dessa jornada que mescla tristeza, drama e mistério de uma maneira agradável e satisfatória.
Tree tinha razão ao dizer que Meg foi deixada na mão. Mas não foi ela quem fez isso. Eu deixei Meg na mão em vida. Mas não a deixarei na mão na morte.
Pág. 146





Compare e Compre
Comentários
13
Compartilhe

13 comentários:

  1. Gayle tem maneiras de encantar com suas histórias, seja por livros mais divertidos, ou com premissas mais sérias ela sempre arrasa! eu estive aqui é um retrato claro da versatilidade dela como escritora que mais uma vez arrancou lágrimas
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Desde que vi seu lançamento e vi sua sinopse me interessei muito pela trama, e quando tive a oportunidade de ler Eu Estive Aqui, agarrei com todas as forças.
    Este foi o único livro que li da autora e sabendo que foi baseado em fatos reais se tornou uma ótima experiência. Foi interessante o fato dela nos apresentar um tema forte como o suicídio e os motivos que levou a isto, a forma como tudo aconteceu e como terminou. Gostei muito!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Tácio.
    A princípio, não me interessaria por esse livro. Contudo, o toque de mistério falou mais alto e eu fiquei com vontade de conferir a obra. Fiquei curioso para saber essa outra vida que a amiga falecida levava.
    Ademais, bom saber que a autora tem uma boa escrita.
    Ótima resenha.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de fevereiro. Serão dois vencedores!

    ResponderExcluir
  4. Nossa que livro top. Realmente me interessei por esse livro. Gosto de historia assim, e ainda mais com um mistério envolvido. Não é nada fácil saber que o seu melhor amigo esconde algumas coisas de você, eu mesmo sei disso, mais chegar a esse ponto já é de mais. Muito boa a resenha e com certeza se tiver a oportunidade de ler eu lerei.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Tácio!
    Gosto muito da autora.
    Ela aborda temas pesados de forma mais leve.
    Aqui, falar sobre suicídio, é mais um alerta para prestarmos atenção as pessoas que precisam de auxílio e mandam seus sinais.
    “O saber é saber que nada se sabe. Este é a definição do verdadeiro conhecimento.”(Confúcio)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Top Comentarista fevereiro, 4 livros e 3 ganhadores, participe!

    ResponderExcluir
  7. Muito interessante o mix de gêneros que o livro aborda e a construção de uma personagem forte e corajosa. O tema é bem polêmico e a autora é sempre conhecida por narrar e escrever muito bem, acho que vou gostar bastante quando for ler. Abraços :)

    ResponderExcluir
  8. Sua resenha está muito boa, ainda não li nem um livro da Gayle Forman, mas pretendo ler Eu Estive Aqui, é um livro que aborda um assunto bem delicado, espero gostar da história.

    ResponderExcluir
  9. o livro parece mto bacana. apesar de parecer triste. acho que iria chorar mto lendo ele hahah

    ResponderExcluir
  10. Gosto muito da escrita de Gayle Forman,me prendem...Se eu ficar e Para onde ela foi eu simplesmente devorei..já estava curiosa para ler esse livro,agora mais ainda.
    Sua resenha ,como sempre muito boa.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  11. Ainda nao tive oportunidade de ler nenhum livro dessa autora, mas ja pude notar que a autor aborda tema fortes, fiquei curiosa para poder ler!

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Gosto muito da escrita da Gayle e faz um tempo que vi esse livro e achei a historia legal e os temas que ela aborda interessante, mas não foi uma historia que gostei !!

    ResponderExcluir
  13. Bom Dia.
    Não li nenhum livro da autora Gayle, e confesso que não tenho vontade, não gosto muito de drama, estão não faz meu gênero.
    Gostei multo da resenha, ficou muito boa.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações