22 de mar de 2016


[Resenha] Um Beijo Inesquecível - Julia Quinn

Ficha Técnica

Título: Um Beijo Inesquecível
Título Original: It's  in his kiss
Autor: Julia Quinn
ISBN: 978-85-8041-485-1
Páginas: 272
Ano: 2016
Tradutor: Claudia Costa Guimarães
Editora: Arqueiro
16Toda a alta sociedade concorda que não existe ninguém parecido com Hyacinth Bridgerton. Cruelmente inteligente e inesperadamente franca, ela já está em sua quarta temporada na vida social da elite, mas não consegue se impressionar com nenhum pretendente. Num recital, Hyacinth conhece o belo e atraente Gareth St. Clair, neto de sua amiga Lady Danbury. Para sua surpresa, apesar da fama de libertino, ele é capaz de manter uma conversa adequada com ela e, às vezes, até deixá-la sem fala e com um frio na barriga. Porém Hyacinth resiste à sedução do famoso conquistador. Para ela, cada palavra pronunciada por Gareth é um desafio que deve ser respondido à altura. Por isso, quando ele aparece na casa de Lady Danbury com um misterioso diário da avó italiana, ela resolve traduzir o texto, que pode conter segredos decisivos para o futuro dele. Nessa tarefa, primeiro os dois se veem debatendo traduções, depois trocando confidências, até, por fim, quebrarem as regras sociais. E, ao passar o tempo juntos, eles vão descobrir que as respostas que buscam se encontram um no outro... e que não há nada de tão simples – e de tão complicado – quanto um beijo.

Resenha


E chegamos ao penúltimo livro da série Os Bridgertons, trazendo a estória da caçula da família, Hyacinth Bridgerton. Desde os primeiros livros, sempre tive muita curiosidade quanto a essa personagem. Mesmo aparecendo pouco nos demais livros da série, sempre que Hyacinth aparecia em cena deixava sua marca registrada. Decidida, impetuosa, inteligente, sagaz, teimosa, enfim, imaginem todas essas características em uma única pessoa? Pois é, kkkk.

Arqueiro_parceria522Em Um Beijo Inesquecível Hyacinth está em sua quarta temporada e até o momento não conseguiu nenhuma proposta de casamento na temporada atual, na verdade, os convites vêm diminuindo desde que debutou na sociedade, o que é algo preocupante para toda a sua família, pois sabem que nem todos os homens têm coragem de encarar alguém com o temperamento dela (fala sério, hoje em dia isso já é complicado, imagina no século XIX), mas, como Eloise acabou se casando quando ninguém da família mais acreditava (com vinte e oito anos, que absurdo para a época, já considerada uma solteirona!), ela, que ainda estava com vinte e dois talvez tivesse salvação.
Era esse o problema. De fato a mãe só queria vê-la feliz. Se Violet a estivesse obrigando a casar por status ou ganho financeiro, teria sido muito mais fácil ignorá-la. Mas não, a mãe a amava e realmente queria vê-la feliz, não apenas casada.
Pág. 57
Entretanto, como se já não bastasse sua personalidade altiva, a jovem se tornou amiga de Lady Danbury, uma senhora de língua muito afiada e que apareceu muito no livro Os Segredos de Colin Bridgerton e me agradou muito com suas opiniões diretas. Como é uma condessa viúva e já uma senhora, as pessoas acabam aceitando suas opiniões como "algo de sua idade avançada" e assim ela diz na cara o que muitos queriam ter coragem de dizer. É através dessa amizade que Hyacinth conhece Gareth St. Clair, neto de Lady Danbury.

Gareth tem vinte e oito anos e é o neto favorito de Lady Danbury e um libertino assumido. Seu relacionamento com o pai nunca foi dos melhores, mas quando rompeu qualquer ligação com ele quando tinha dezoito anos e contou com o apoio de sua avó para custear seus estudos em Cambridge, tudo só piorou. Apesar de ter um irmão mais velho, com o qual manteve contato ainda assim, após a morte dele um ano atrás, onde ele não deixou herdeiros, Gareth se tornou o próximo na linha de sucessão do baronato St. Clair. Agora conta apenas com a avó como família.
- Você devia das graças a Deus por fazer parte de uma família tão grande e tão carinhosa.
- Eu dou. Eu...
- Faz ideia de quantas pessoas eu tenho neste mundo? - interrompeu ele, ficando desconfortavelmente próximo. - Faz ideia? Uma. Uma, apenas - continuo, sem esperar pela resposta dela. - Minha avó. E eu daria a vida por ela..
(...)
- Tem ideia do que significa ser só? - perguntou ele baixinho, ainda sem olhá-la. - Não por uma hora, não por uma noite, mas simplesmente saber, com absoluta certeza, que daqui a alguns anos você não terá ninguém.
Pág. 146
Quando vemos a primeira cena entre Hyacinth e Gareth logo se percebe que eles têm química juntos, ele consegue acompanhá-la em seu ritmo agitado e essa é uma grande característica, ele aprecia sua inteligência, escuta suas opiniões e, é claro que tanto Lady Danbury quanto Violet Bridgerton não estão sendo nem um pouco discretas quanto ao interesse de que eles fiquem juntos.

Além dos eventos sociais aos quais a avó o obriga a acompanhá-la, Hyacinth e Gareth ficarão muito próximos depois que ele descobre a existência de um diário de sua avó paterna. Mas como ele está em italiano, Hyacinth o ajudará a traduzi-lo. A aventura que se seguirá dessa tradução é incrível e nos deixa presos à tudo que está acontecendo.

Claro que Julia nos dá uma parcial dos outros irmãos, nos mostrando como estão suas vidas, mas houveram cenas maravilhosas que vocês perceberão quando lerem Um Beijo Inesquecível: a cena em que Violet fala sobre o nascimento de Hyacinth, que foi logo após a morte do marido foi absolutamente linda e, para quem já me conhece, sabe que eu chorei mesmo, não tenho vergonha de assumir. Outra cena que amei foi da conversa de Gareth e Anthony, sério, eu ri demais sozinha, e olha que já era tarde da noite, mas foi impagável, só lendo para vocês entenderem mesmo.

Eu já estou ansiosa e triste ao mesmo tempo esperando o livro do Gregory, afinal ele é o último irmão que falta ganhar o seu "felizes para sempre", mas enquanto isso, vejam a imagem criada pela designer bechefor79 (não sei o nome dela). Ela havia criado a primeira imagem a partir do primeiro livro da série e a imagem seguinte é a evolução, baseada no livro final da série, curtiram?




Conheça a série Os Bridgertons:

O Duque e Eu - Daphne Bridgerton e Simon Basset
O Visconde que me Amava - Anthony Bridgerton e Kate Sheffield
Um Perfeito Cavalheiro - Benedict Bridgerton e Sophia Beckett
Os Segredos de Colin Bridgerton - Colin Bridgerton e Penelope Featherington
Para Sir Phillip, Com Amor - Eloise Bridgerton e Phillip Crane
O Conde Enfeitiçado - Francesca Bridgerton e Michael Stirling

Compare e Compre

Comentários
4
Compartilhe

4 comentários:

  1. Olá, Lay.
    Apesar do livro ser bem previsível (uma característica do gênero, aliás), a premissa me agradou. Gosto de mulheres fortes, independentes e de opinião ativa. Então, acho que me daria bem com a protagonista. Por isso daria uma chance para a obra.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de reinauguração. Serão quatro vencedores!

    ResponderExcluir
  2. ai ai. li o primeiro livro e so depois de mto tempo o 2.. mas do 2 para o 3 foram questao de dias.. até agr foram os que eu mais gostei. amo benedict. e estou super ansiosa para ler os outros mas nao quero que acabem. acho que julia deveria continuar contando das geraçoes seguntes! hahah

    ResponderExcluir
  3. Olá.... O que dizer dessas capas da Arqueiro... Sempre lindas!!! E romances de época são tudo de bom (eu adoro)... Amei a resenha e essas ilustrações que foram retratando os casais ficaram sensacionais... Amei!!!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Amo os romances da Arqueiro.mas essas séries imensas me desmotivam um pouco ...ando com o tempo bem apertado não consigo ler mais que um ou dois por mês...

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações