30 de mai de 2016


[Resenha] Dama da Meia-Noite - Cassandra Clare

Ficha Técnica

Título: Dama da Meia-Noite
Título Original: The Dark Artifices: Lady Midnight
Autor: Cassandra Clare
ISBN: 978-85-01-40108-3
Páginas: 574
Ano: 2016
Tradutor: Rita Sussekind
Editora: Galera Record
34Em um mundo secreto onde guerreiros meio-anjo juraram lutar contra demônios, parabatai é uma palavra sagrada. O parabatai é o seu parceiro na batalha. O parabatai é seu melhor amigo. Parabatai pode ser tudo para o outro mas eles nunca podem se apaixonar. Emma Carstairs é uma Caçadora de Sombras, uma em uma longa linhagem de Caçadores de Sombras encarregados de protegerem o mundo de demônios. Com seu parabatai Julian Blackthorn, ela patrulha as ruas de uma Los Angeles escondida onde os vampiros fazem festa na Sunset Strip, e fadas estão à beira de uma guerra aberta com os Caçadores de Sombras. Quando corpos de seres humanos e fadas começam a aparecer mortos da mesma forma que os pais de Emma foram assassinados anos atrás, uma aliança é formada. Esta é a chance de Emma de vingança e a possibilidade de Julian ter de volta seu meio-irmão fada, Mark, que foi sequestrado há cinco anos. Tudo que Emma, Mark e Julian tem a fazer é resolver os assassinatos dentro de duas semanas antes que o assassino coloque eles na mira. Suas buscas levam Emma de cavernas no mar cheias de magia para uma loteria sombria onde a morte é dispensada. Enquanto ela vai descobrindo seu passado, ela começa a confrontar os segredos do presente: O que Julian vem escondendo dela todos esses anos? Por que a Lei Shadowhunter proíbe parabatais de se apaixonarem? Quem realmente matou seus pais e ela pode suportar saber a verdade? A magia e aventura das Crônicas dos Caçadores de Sombras tem capturado a imaginação de milhões de leitores em todo o mundo. Apaixone-se com Emma e seus amigos neste emocionante e de cortar o coração no volume que pretende deliciar tantos novos leitores como os fãs de longa data.

Resenha


Quase dois anos depois e aqui estamos de volta ao universo dos Caçadores de Sombras criado pela Cassandra Clare. Depois de ter conhecido o universo através da série Os Instrumentos Mortais e depois ter amado a escrita da Cassandra ainda mais com a série As Peças Infernais, chegou a hora de uma nova série, Os Artifícios das Trevas.

GER_SELO_PARCEIROS_2016_GALERA-7lahjPara quem, assim como eu, já leu as outras séries dos Shadowhunters, já conhece os protagonistas dessa nova série. Emma Carstairs e Julian Blackthorn tinham apenas doze anos quando ocorreu a Guerra Maligna (Cidade do Fogo Celestial) e enfrentaram coisas que nem mesmo Caçadores de Sombras com sua idade teriam encarado se não fosse uma guerra. Os pais de Emma fora assassinados durante a guerra e a Clave culpou Sebastian Morgenstern sem pensar duas vezes, mas a garota nunca acreditou nisso. Julian, que já havia perdido a mãe anos antes, viu seu pai transformado em um dos Crepusculares e, para salvar seus irmãos mais novos, precisou matá-lo. Aliado a isso, viu seu irmão mais velho Mark ser sequestrado pelas fadas (para quem não lembra, os irmãos Blackthorn mais velhos, Helen e Mark, são metade Fada e metade Nephilim) e, com o fim da Guerra Maligna e a clara traição das Fadas aos Acordos firmados, Helen foi exilada. Julian se tornou o irmão mais velho, mas ainda tinham um parente vivo que poderia mantê-los unidos, seu tio Arthur, irmão de seu pai deixaria Londres e passaria a viver em Los Angeles, onde seria o responsável pelos sobrinhos e lideraria o Instituto local.

Cinco anos se passaram desde o fim da Guerra Maligna e Emma e Julian são parabatai a quase esse mesmo tempo. A relação deles, que já era de amizade, se tornou muito mais profunda com o fim da guerra, com um ajudando o outro e depois de tornarem-se parabatai, não se desgrudavam nunca. Até que Julian aceitou passar uma temporada na Inglaterra com os irmãos na casa de uma tia distante da família.
Chega. Não adiantava pensar em certas coisas. No escuro e nas sombras onde moravam os segredos, era ali que Julian sobrevivia. Foi como conseguiu durante anos.
Respirando fundo, ele voltou para o corredor.
P. 57
O Instituto de Los Angeles conta com a moradia constante da família Blackthorn e de Emma, mas agora também tem Cristina Rosales como convidada, por um ano, enquanto conhece a cultura local. Mas se fosse apenas isso, seria ótimo. Enquanto está em Los Angeles e os Blackthorn não retornam da Inglaterra, Cristina passa a conhecer Emma e sua determinação em descobrir quem é o real assassino de seus pais. É assim que acabam descobrindo de uma série de assassinatos que vem ocorrendo na cidade, onde as vítimas são mundanos ou integrantes do Submundo.
Você é mais preparada do que pensa. Você se manteve forte não só durante o treinamento, mas pelas pessoas ao seu redor, amando e sendo amada. Julian e os outros, eles não permitiram que você se isolasse, sozinha com sua vingança e seus pensamentos amargos. O mar desgasta penhascos, Emma, e os transforma em areia; do mesmo jeito, o amor nos desgasta e ataca nossas defesas. Você não sabe o quanto significa ter pessoas que lutem por você quando as coisas dão errado...
P. 264-265
Ao retornarem da temporada longe de casa, os Blackthorn iniciam com Emma e Cristina uma investigação sobre os assassinatos. Com isso, acaba atraindo a atenção das Fadas, com quem não devem interagir, segundo a Paz Fria, lei criada após a Guerra Maligna, mas as Fadas vieram ao Instituto de Los Angeles com um grande poder de barganha: trazendo Mark Blackthorn, pediram a ajuda dos Caçadores de Sombras para descobrirem quem é esse assassino que tem matado tantos integrantes do Povo das Fadas, e entregá-lo para que elas o punissem como deve ser.

O retorno do irmão mais velho tanto tempo depois do seu sequestro e ingresso na Caçada Selvagem é uma novidade para todos os Blackthorn, que não sabem como interagir com o irmão, que também não tem mais noção de como se comportar entre as pessoas, entre sua família. Enquanto tentam lidar com isso e a investigação, alguns segredos vêm à tona (não para todos), mas o principal, e que já sabíamos desde Cidade do Fogo Celestial, é que Julian e Emma finalmente deixam claro um para o outro seu amor.
- Quando você ama alguém, a pessoa se torna parte de quem você é. Está presente em tudo que você faz. Ela é o ar que você respira, a água que você bebe e o sangue que corre em suas veias. O toque dela fica na sua pele, a voz permanece em seus ouvidos, e, os pensamentos, na sua cabeça. Você conhece os os sonhos da pessoa, porque os pesadelos agridem seu coração, e os sonhos bons também são os seus. E você não acha que a pessoa é perfeita, mas conhece os defeitos dela, sua verdade profunda e as sombras de todos os segredos que ela carrega, e esses segredos não te assustam; na verdade, fazem com que você ame ainda mais, porque você não quer perfeição. Você quer a pessoa. Você quer...
P. 88
Também sabemos que a lei é clara e parabatai não podem se apaixonar um pelo outro, então ficamos torcendo para ver como esses dois irão superar essa barreira.

Os personagens criados pela Cassandra são incríveis e alinhado à estória, não há como não devorar o livro, eu li o mais devagar que consegui para durar o máximo possível. Além de conhecer os novos personagens dessa série: Emma, Julian, Mark, os gêmeos Lívia (Livvy) e Tiberius (Ty), Drusilla (Dru) e o pequeno Octavian (Tavvy) Blackthorn, Cristina e Diego Rosales contamos com pequenas, mas maravilhosas, cenas em que os personagens das outras séries aparecem: Jace, Clary, Magnus e um pequeno relance dos outros. 

Se você também é fã não pode deixar de comprar logo o seu exemplar de Dama da Meia-Noite, pois essa é uma edição de colecionador, com capa brilhante (no padrão de toda a série original) além de ter um capítulo extra maravilhoso!!!!

Agora é esperar ansiosa pelo próximo livro da série, fiquei com o coração na mão pela maneira como terminou o livro. Quero maisssssss, estou completamente apaixonada por Julian 

Compare e Compre
Comentários
6
Compartilhe

6 comentários:

  1. amei, que legal, esse livro parece mto bom. escutei falar mto bem e adorei sua resenha!!! haja bolso pra tanto livrobacana

    ResponderExcluir
  2. Oi Lay!!
    Realmente a capa é maravilhosa e ainda vocÊ vem me dizer que tem capítulo extra!!!Meu marido ,daqui a pouco, vai mandar eu escolher entre ele e os livros...amei sua resenha e também fiquei mega ansiosa para saber sobre o capítulo extra.
    Bjão e tenha uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  3. To super atrasada com as séries: parei em Cidade de Vidro e de As Peças Infernais ainda faltam os dois últimos. Mas, como você, tbm fui pega por esse mundo de Shadowhunters e agora sou uma apaixonada.
    Acho todas as capas arrasadoras!

    ResponderExcluir
  4. Eu acho esse livro bem confuso e cheio de informações. Já li varias resenhas e sempre parece a primeira vez que eu to lendo. Mas ao mesmo tempo eu adoro esse ambiente de anjo, demônio e essas coisas. Acho que cada autor cria um cenário maravilhoso ligado a esse tema,por isso que eu o leria.

    ResponderExcluir
  5. Olá, Lay.
    Da autora, eu li os quatro primeiros livros de Os Instrumentos Mortais. Os livros são legais, a premissa é bacana e a Cassandra escreve infinitamente bem, mas já não era mais para a minha idade, sabe? Não conseguia me envolver de verdade.
    A autora parece ter mantido o melhor de suas séries nessa nova coleção, mas ainda assim não leria a obra. Apesar de gostar dessa estrutura de caçadores das sombras, estou cansado desses livros mais jovens.
    Cassandra gosta de um amor proibido, né? rs

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de maio. Serão três vencedores!

    ResponderExcluir
  6. Oi Lay!
    Já li o livro e amei! Tbm estou ansiosa pelo próximo e fiquei angustiada com aquele final, preciso muito saber como a história ira se desenrolar.
    Bjs

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações