25 de mai de 2016


[Resenha] Vamos Juntas? - Babi Souza



Ficha Técnica

Título: Vamos Juntas?
Autor: Babi Souza
ISBN: 978-85-01-10751-0
Páginas: 144
Ano: 2016
Editora: Galera Record
32Toda mulher já se sentiu insegura na hora de sair sozinha na rua. O risco de ser abordada, perseguida ou assediada é uma realidade. Mas, um dia, uma moça chamada Babi Souza teve uma ideia simples e revolucionária: da próxima vez em que você estiver sozinha, olhe para os lados. Pode ter outra mulher andando na mesma direção. Por que não vão juntas? ogo, o movimento Vamos Juntas? conquistou moças em todo o Brasil, se tornando um símbolo de união feminina e feminismo, na defesa por direitos iguais entre homens e mulheres. Aos poucos, muitas mulheres mudaram sua forma de enxergar o dia a dia e a moça ao lado. Além de dados sobre o feminismo, que mostram como ainda há tanto a ser conquistado, este guia traz relatos de mulheres que aprenderam, junto ao Vamos Juntas?, a enxergar companheiras umas nas outras. A se unir, ao invés de rivalizar.

Resenha

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, o Grupo Editorial Record enviou aos seus parceiros dois  livros de presente. Vamos Juntas?, de Babi Souza e O papel de parede amarelo, de Charlotte Perkins Gilman - que em breve ganhará resenha aqui no blog. Tive conhecimento do movimento vamos juntas? através do livro e fiquei feliz ao descobrir a dimensão desse movimento na rede social Facebook.

GER_SELO_PARCEIROS_2016_GALERA-7lahjO movimento vamos juntas? nasceu da iniciativa da jornalista Babi Souza. Não nasceu de um planejamento, Babi conta, logo no primeiro capítulo. Sempre passava por um lugar deserto, escuro e sozinha para chegar ao ponto de ônibus que a levaria para casa - caminho este que era feito por outras mulheres - e pensou porque essas mulheres não se uniam para caminharem juntas até o ponto de ônibus. Esse foi o pontapé inicial para a criação do movimento.

A partir disso, Babi propôs através do Facebook - uma página foi criada para o movimento - que as mulheres começassem a andar juntas para evitar ataques e assédios. O movimento ganhou uma proporção gigantesca fazendo com que a idealizadora fosse além e hoje o movimento vamos juntas? é um dos diversos meios de propagação da união feminina, de mais segurança e direitos iguais.
Sentir medo por conta do machismo institucionalizado é, em outras palavras, sentir medo por saber que os homens a nossa volta ainda não entenderam que o nosso corpo é nosso. Isso porque desde a infância recebemos doses homeopáticas de discursos que, aliados às nossas experiências, nos fazem acreditar na nossa submissão e fragilidade e que só nos resta nos conformar com essas dores: "É assim mesmo".
P. 93
A sororidade como o caminho para as conquistas femininas. Sororidade é a união e aliança entre mulheres, baseadas na empatia e companheirismo, em busca de alcançar objetivos em comum. O empoderamento dessas mulheres para que revertam a condição de submissão imposta pela sociedade. Acabar com o mito da rivalidade feminina porque juntas somos mais fortes e esse mito foi criado a partir de uma lógica masculina. Esses e outros assuntos são levantados e discutidos por Babi.

Um livro necessário, principalmente para as jovens em formação que vão encontrar em Vamos Juntas? uma linguagem acessível e que mostra como é importante que nos juntemos para evitar assédios e ataques e, sobretudo, que criemos a consciência de que precisamos nos ajudar, nos juntar e lutar por nossos direitos. O movimento vamos juntas é mais um canal para dar voz às mulheres e com isso mostrar que não estamos sozinhas nessa caminhada.
Tendo a certeza de que somos merecedoras de respeito e liberdade, nos empoderamos, e tendo sororidade entendemos quão juntas das outras mulheres estamos. Por isso, empodere a si mesma e às mulheres à sua volta cultivando a autoestima e a igualdade entre gêneros.
P. 87
Compare e Compre
Comentários
7
Compartilhe

7 comentários:

  1. adoro livros nacionais. carina rissi marina carvalho estao todas conquistando meu coraçao kk mas nao sei pq este livro nao me chama atençao e com tantos para ler fico sempre deixando de lado..

    ResponderExcluir
  2. Olha, eu acho a proposta desse livro incrível! É inegável que passamos por situações que se talvez estivéssemos acompanhadas, não passaríamos. E isso que é o mais legal.. Juntar mulheres! Acho um livro original, que merece mesmo ser lido e saber mais um pouquinho sobre essa proposta da autora.

    ResponderExcluir
  3. Muito boa a ação do livro, pois mostra uma ação que precisa ser praticada diariamente, a diagramação está perfeita e acompanho o projeto nas redes sociais

    ResponderExcluir
  4. Muito legal!!!
    Esse medo passamos todos os dias no caminho de casa/trabalho/escola e esse movimento de companherismo tem mesmo que ser aderido por todas nós..afinal nunca sabemos o que podemos encontrar pela frente....então,Vamos Juntas?

    ResponderExcluir
  5. Oi Auri!
    Acho esse livro uma ótima escolha principalmente pelo momento pelo qual estamos passando no Brasi! Eu mesma já fiz isso algumas vezes, me senti mais segura e acho que isso tbm intimida um pouco qq pessoa que queria fazer mal! Com certeza lerei o livro!
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Curto a página no Face. Foi lá que aprendi o que é sororidade, essa palavrinha tão estranha, mas cheia de significados. Recomendo.

    ResponderExcluir
  7. Olá, Auri.
    Eu li a obra e gostei bastante. Para os mais novos, tanto homens quanto mulheres, o livro é bem importante. Pregar o respeito entre os seres humanos é essencial para que tenhamos futuras gerações melhores do que a atual.
    Além disso, gostei bastante do trabalho com o termo sororidade. Não é tão conhecido, mas define algo essencial.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de maio. Serão três vencedores!

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações