20 de mai de 2016


[Resenha] Toda poesia de Augusto dos Anjos - Augusto dos Anjos



Ficha Técnica

Título: Toda poesia de Augusto dos Anjos
Autor: Augusto dos Anjos
ISBN: 978-85-03-01094-8
Páginas: 317
Ano: 2016
Editora: José Olympio
Incompreendido e não reconhecido em vida, Augusto dos Anjos (1884-1914) ganha sua mais completa antologia. Em Toda poesia de Augusto dos Anjos, prefaciada por ensaio crítico de Ferreira Gullar, encontram-se os poemas de Eu, único livro publicado em vida pelo autor, e trabalhos até então inéditos. Frequentemente apontado com um dos escritores que influenciaram o Movimento Modernista, Augusto dos Anjos ficou conhecido pelos versos ácidos e fortes, comparados a de ícones como Edgar Allan Poe e Charles Baudelaire. Tais características estão presentes em toda a sua obra, como o leitor pode comprovar nesta compilação definitiva. Além dos 58 poemas de Eu, o leitor poderá apreciar verdadeiros achados inéditos. Alguns deles, como A caridade, que encerra o livro, foram escritos poucos meses antes de o autor morrer. Apesar de terem sido escritos há quase um século, os versos de Augusto dos Anjos mostram-se atuais. Sem dúvida, uma obra de importância ímpar.

Resenha 


Cru, visceral e poético. Toda poesia  de Augusto dos Anjos, publicado pela José Olympio, é uma obra que reúne os 58 poemas presentes no livro Eu (1912) e o restante são poesias que não foram reunidas pelo autor em um livro, foram publicadas após a sua morte, a medida que iam sendo descobertas. Uma nova edição, contando com uma capa nova e com estudo crítico de Ferreira Gullar, que é o autor do prefácio do livro. 

Estudo crítico este que situa o leitor sobre a vida de Augusto dos Anjos e sobre o contexto social e histórico da época vivida pelo autor. Isso é muito importante para entender porque Augusto dos Anjos abordava assuntos cotidianos de maneira tão chocante. Ferreira Gullar explica fatos que ocorreram na vida de Augusto que justificam a sua escrita tão visceral e tão cheia de verdade.

Dotado de uma poesia sincrética, Augusto dos Anjos escreve sobre dilemas humanos. A sua abordagem é chocante, mas se mostrou muito popular, e com uma linguagem que mesclava o científico com coloquial. Durante muito tempo Eu esteve em faculdades de medicina como um livro para ser estudado devido a sua linguagem científica.

As poesias de Augusto dos Anjos são carregadas de profundidade emocional. O autor passou por muitas etapas difíceis em sua vida, o que lhe proporcionou um cenário para o desenvolvimento de sua literatura.  E o mais impressionante é que o poeta consegue dar concretude aos sentimentos. Sentimentos que por vezes não são explicados dado o seu caráter abstrato. Augusto dos Anjos escrevia com a sua alma e isso é perceptível em seus poemas. 

Toda poesia de Augusto dos Anjos traz os feitos de um escritor revolucionário e incompreendido quando ainda estava vivo. O poeta paraibano contribuiu para a percepção de uma maneira completamente nova de se fazer poesia no Brasil, o autor quebrou paradigmas na época em que viveu. Alguns estudiosos consideram a obra de Augusto dos Anjos como pré-modernista, outros com características do simbolismo e parnasianismo. E a leitura de seus poemas faz com que essas considerações tenham todo o sentido.

Meu primeiro contato com a poesia de Augusto dos Anjos foi ainda na época escolar, com uma poesia do autor, e recentemente li Eu. Fui curiosa e, em busca de mais contato com a literatura de Augusto, solicitei esse livro. Um verdadeiro presente, riquíssimo estudo crítico de Ferreira Gullar sobre um autor, que mesmo com uma trajetória curta, deixou a sua marca na literatura brasileira. Livro mais do que recomendado.
A poesia de Augusto dos Anjos é fruto da descoberta dolorosa do mundo real, do encontro com uma realidade que a literatura, a filosofia e a religião já não podiam ocultar. Nasce de seu gênio poético, do seu temperamento especial, mas também de fatores sociais e culturais que a determinaram.
P. 30
Comentários
8
Compartilhe

8 comentários:

  1. Oi Auri!
    Já tinha visto resenhas desse livro por ai e não me interessei por ele. Apesar do conteúdo inegável do livro ser riquíssimo, não sou muito liga em poesias e um estudo critico acho que só quem gosta mesmo ira ler.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá, Auri.
    Augusto dos Anjos é um dos meus poetas favoritos e eu amei esse livro, então gostei bastante de encontrar essa resenha por aqui.
    Realmente o Augusto é um poeta de muitas facetas e de uma escrita muito diversa, por isso foi compreendido. O estudo inicial, como você bem mencionou, mostra isso com clareza.
    Essa é uma obra memorável. Para ler e reler diversas vezes.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de maio. Serão três vencedores!

    ResponderExcluir
  3. Toda vez que vejo alguem escrevendo sobre o Augusto, fico muito feliz. Acho ele um autor consagrado, clássico e incrível. Alem de que eu adoro poesias. Mesmo as deles sendo complexas, podemos entender um pouconsobre o que ele quer nos passar.
    Muito bom você trazê-lo aqui.

    ResponderExcluir
  4. Fico realmente feliz quando vejo alguém abordando sobre este autor que por mim é tão estimado. Penso realmente que até hoje ele é um autor "incompreendido". Acho que sua visão fria sobre a realidade, seus versos chocantes sobre o verdadeiro destino humano é subjugado por aqueles que acreditam que a poesia deve ser algo florido e utópico! Espero que mais pessoas passem a admirá-lo e possam entender sua obra como um verdadeiro clássico da humanidade.

    Parabéns pelo texto!

    http://mitosrockoutrasfilosofias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Fico realmente feliz quando vejo alguém abordando sobre este autor que por mim é tão estimado. Penso realmente que até hoje ele é um autor "incompreendido". Acho que sua visão fria sobre a realidade, seus versos chocantes sobre o verdadeiro destino humano é subjugado por aqueles que acreditam que a poesia deve ser algo florido e utópico! Espero que mais pessoas passem a admirá-lo e possam entender sua obra como um verdadeiro clássico da humanidade.

    Parabéns pelo texto!

    http://mitosrockoutrasfilosofias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Apesar de amar ler, sou uma leitora que não consegue ler de tudo, como no caso poesia. Pra mim, são textos complexos, rebuscados, de difícil entendimento.

    ResponderExcluir
  7. Gosto muito de ler,mas ppesias não me atraí...é como seu estivesse lendo sempre a mesma pagína...não consigo,não entra na minha cabeça...

    ResponderExcluir
  8. nao gosto mto desse tipo de livro nao simplesmente nao rende! mas mesmo assim achei a capa linda

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações