17 de jul de 2016


[Resenha] A Geografia de Nós Dois - Jennifer E. Smith

Ficha Técnica

Título: A Geografia de Nós Dois
Título Original: The Geography of You and Me
Autor: Jennifer E. Smith
ISBN: 978-85-01-10622-3
Páginas: 271
Ano: 2016
Tradutor: Glenda D’Oliveira
Editora: Galera Record
32Lucy mora no vigésimo quarto andar. Owen, no subsolo... E é a meio caminho que ambos se encontram - presos em um elevador, entre dois pisos de um prédio de luxo em Nova York. A cidade está às escuras graças a um blecaute. E entre sorvetes derretidos, caos no trânsito, estrelas e confissões, eles descobrem muitas coisas em comum. Mas logo a geografia os separa. E somos convidados a refletir... Onde mora o amor? E pode esse sentimento resistir à distância? Em A Geografia de Nós Dois, Jennifer E. Smith cria tramas cheias de experiências, filosofia e verdade.

Resenha


Owen e Lucy ficam presos dentro do elevador de um prédio na cidade de Nova York durante um blecaute. No pouco tempo que ficam limitados a conviver em um pequeno espaço juntos, os dois descobrem que têm muito em comum, até mesmo nas diferenças.

GER_SELO_PARCEIROS_2016_GALERA-7lahjPorém, esse encontro rápido e marcante será o mais próximo que eles conseguirão ficar. Lucy está prestes a se mudar para a Europa, e Owen e seu pai começarão uma viagem de carro cruzando os Estados Unidos. Será que essa amizade – e talvez amor –, que começou de uma forma tão peculiar, conseguirá se sustentar mesmo com a distância física?
Owen também sorriu, deixando os olhos se fecharem, mas ainda assim continuava a vê-las, brilhando fortes atrás das pálbebras. E, pela primeira vez em semanas, ele sentiu aceso por dentro, mesmo na mais escura das noites.
P. 54
“A Geografia de Nós Dois” é mais um romance da autora Jennifer E. Smith, a mesma de “A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista” (que em breve chegará às telonas) e “Ser Feliz é Assim” (que eu amei de paixão). Com sua escrita gostosa e despretensiosa, Smith entrega ao leitor um livro divertido, e que ao mesmo tempo consegue carregar temáticas importantes como luto, superação, família e amizade.

O livro é dividido em cinco partes, e os capítulos narrados em terceira pessoa vão se alternando entre os acontecimentos na vida de Lucy e na de Owen. Talvez a construção da obra seja uma de suas maiores qualidades, pois a autora brinca com a distância que separa as personagens, aproveitando para conectá-las de uma forma que nem mesmo quilômetros são capazes de destruir.
Eram como dois asteroides que tinham colidido, ela e Owen, soltando faíscas breves antes de ricochetearem cada um para um lado outra vez, um pouco lascados, um pouco machucados e marcados, talvez, mas ainda com quilômetros e quilômetros a percorrer.”
P. 122 
Por exemplo, ela inicia o capítulo 25 assim: “Na casa de porta amarela, Lucy abriu um jornal.”, já no capítulo seguinte as primeiras palavras são: “Na pequena casa vermelha cuja tinta estava descamando, Owen folheava uma revista”. Esse jogo de ações que aparentemente são simultâneas, gera uma beleza ao livro e cria uma conexão ímpar ao relacionamento de Lucy e Owen.

Utilizando de um imenso leque de cidades no decorrer da leitura, Jennifer escreve uma história extremamente atual, com inteligentes pitadas de nostalgia. Suas personagens tão humanas e sensíveis conquistam o leitor de primeira, fazendo com que fique bem difícil não aproveitar essa breve, mas intensa viagem.
A questão não era a distância. Era a volta para casa.
P. 222
Compare e Compre
Comentários
5
Compartilhe

5 comentários:

  1. Oi Tácio
    Achei a sinopse interessante, vou querer ler de certeza!
    Adorei a capa

    Bjooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Pelo que você falou, a escritora escreveu o livro de forma muito interessante. Deu vontade de ler. A história parece boa.

    C. R Escritor

    ResponderExcluir
  3. Gopstei muito d sinopse e da sua resenha também...
    A capa é lindinha também e fiquei curiosa para saber por que a geografia os separa e se ela os unirá novamante...
    Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  4. Olá, Tácio.
    Não imaginava que a obra fosse tão interessante. A verossimilhança da obra e os personagens muito humanos são aspectos que me chamam bastante a atenção.
    Pela a capa e sinopse, não leria. Contudo, sua resenha me convenceu.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de julho. Serão quatro livros e dois vencedores!

    ResponderExcluir
  5. O enredo parece muito promissor o mais é legal que vai ter filme, todo fã reclama das adaptações para o cinema, mas eu sempre comemoro quando tem uma rsrsrsrs

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações