16 de jul de 2016


[Resenha] Silêncio - Richelle Mead

Ficha Técnica

Título: Silêncio
Título Original: Soundless
Autor: Richelle Mead
ISBN: 978-85-01-10738-1
Páginas: 280
Ano: 2016
Tradutor: Glenda D’Oliveira
Editora: Galera Record
32Pelo que Fei se lembra, nunca houve um ruído em seu vilarejo todos são surdos. Na montanha, ou se trabalha nas minas ou na escola, e as castas devem ser respeitadas. Quando algumas pessoas começam também a perder a visão, inclusive a irmã de Fei, ela se vê obrigada a agir e a desrespeitar algumas leis. O que ninguém sabe é que, de repente, ela ganha um aliado: o som, e ele se torna sua principal arma. Ao seu lado, segue também um belo e revolucionário minerador, um amigo de infância há muito afastado em função do sistema de castas. Os dois embarcam em uma jornada grandiosa, deixando a montanha para chegar ao vale de Beiguo, onde uma surpreendente verdade mudará suas vidas para sempre. Fei não demora a entender quem é o verdadeiro inimigo, e descobre que não se pode controlar o coração.

Resenha

A história é ambientada no reino de Beiguo, um lugar que supostamente não é formado por tantos vilarejos. Assim acredita Fei, a protagonista de Silêncio, e todas as outras pessoas que residem nesse vilarejo.

O vilarejo está localizado no alto de uma montanha e o sistema que vigora nessa sociedade é o de castas. Os habitantes são divididos por atividades e algumas dessas atividades tem mais prestígio social que outras. Por exemplo, Fei faz parte do grupo dos artistas do vilarejo, ela é uma aprendiz, um grupo muito respeitado. Já Li Wei, um minerador e a grande paixão da protagonista, faz parte de uma atividade sem prestígio, arriscada e alijada.

GER_SELO_PARCEIROS_2016_GALERA-7lahjÉ um vilarejo de pessoas que perderam audição há muito tempo e que agora precisam lidar com a crescente perda da visão de seus habitantes. Surpreendentemente Fei volta a escutar ao mesmo tempo que sua irmã começa a perder a visão. A garota se vê em um mar de obrigações, inserida num contexto desigual onde pessoas passam necessidades, comida escassa e trabalho ininterrupto - leia-se escravidão - para atender a ambição de um Rei pouco presentena obra.

Após a considerável diminuição dos suprimentos enviados ao vilarejo e um acontecimento que mudou a posição social da sua irmã, Fei decide se juntar a Li Wei numa jornada em busca de um acordo com o responsável pelos suprimentos. Foram em busca de uma maneira de ajudar seu povo. Ao lado do seu amor de infância, Fei vai descobrir um novo mundo além do seu vilarejo.

Os jovens encontram um mundo de oportunidades e cheios de coisas que eles não imaginavam que pudesse existir. O vilarejo fora enganado esse tempo todo por um rei ganancioso e que deixava o seu povo abandonado a própria sorte. O garoto já tinha um espírito revolucionário, mas Fei ainda era muito presa as regras e não queria acreditar, logo no início, que foi massa de manobra.

Silêncio, de Richelle Mead, autora de Vampire Academy, é livro único. A minha opinião é que essa história merecia uma série para que ela pudesse desenvolver melhor determinadas partes da narrativa. A história em um dado momento fica corrida e detalhes que foram citados no início da obra simplesmente somem no momento das "explicações" dos problemas. Se tratando de livro único, a autora precisava fechar a história, amarrar muito bem a sua narrativa e com uma história tão cheia de detalhes e conteúdo era necessário um tempo maior para finalizar o que havia sido construído. Acredito que a história pudesse ser desenvolvida pelo menos em mais dois livros. A ideia é muito boa, os problemas sociais que autora levanta são pertinentes, mas acredito que faltou aprofundar, desenvolver tudo isso.
É por isso que as coisas nunca mudam, ele declara enfaticamente. Todos ficam apegados à maneira como as coisas sempre foram, e essa maneira está nos matando. Se vamos morrer de uma forma ou de outra, quero rumar para a morte me esforçando para ter feito alguma diferença: tentando salvar a mim mesmo e aos outros. Somente viver um dia depois do outro já não basta. Tem que haver algo mais nesta vida, algo mais que se possa esperar. p. 67

Compare e Compre
Comentários
3
Compartilhe

3 comentários:

  1. Oi Auri!
    A capa é linda,mas não é meu tipo de leitura favorito...não gosto de leituras muito fantasiosas...não prende minha atenção..
    Bj!Boa semana.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Auri,
    Uma pena que a corrida para fechar a obra tenha originado um livro imperfeito. Talvez em série ficasse melhor; contudo, algumas pessoas já apresentam certa resistência à séries.
    Acredito que não leria a obra. Confesso que a premissa não me ganhou. Se o rei fosse mais presente na obra, abordando com mais profundidade um lado político, talvez eu desse uma chance.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de julho. Serão quatro livros e dois vencedores!

    ResponderExcluir
  3. histórias assim não despertam meu interesse. Não conheço a autora para dar minha opinião sobre sua escrita

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações