27 de set de 2016


[Resenha] O Herói Improvável da Sala 13B - Teresa Toten

Ficha Técnica

Título: O Herói Improvável da Sala 13B
Título Original: The Unlikely Hero of Room 13B
Autor: Teresa Toten
ISBN: 978-85-286-2060-3
Páginas: 319
Ano: 2016
Tradutor:Rodrigo Abreu
Editora: Bertrand Brasil
42Adam Spencer Ross, 14 anos, precisa lidar todos os dias com os problemas que resultam do divórcio dos pais e das necessidades de um meio-irmão amoroso, mas totalmente carente. Acrescente os desafios de seu TOC e é praticamente impossível imaginar que um dia ele se apaixonará. Mas, quando conhece Robyn Plummer no Grupo de Apoio a Jovens com TOC, ele fica perdida e desesperadamente atraído por ela. Robyn tem uma voz hipnótica, olhos azuis da cor do céu revolto e uma beleza estonteante que faz o corpo de Adam doer. Adam está determinado a ser o Batman para sua Robyn, mas será possível ter uma relação “normal” quando sua vida está longe de ser isso?

Resenha


Adam Ross tem apenas catorze anos, mas sua adolescência não é das mais convencionais. Portador de TOC, Adam precisa diariamente enfrentar seus transtornos, que ultimamente estão piorando. Participante de um grupo de apoio à crianças e adolescentes com TOC, que acontece na sala 13B, Adam acaba conhecendo em uma das sessões a linda e hipnotizante Robyn, por quem o garoto cai por amores instantaneamente.

GER_SELO_PARCEIROS_2016_GEREnquanto vê o seu mundo lentamente desabando, problemas decorrentes da separação de seus pais começam a vir à tona, o que acabam prejudicando mais ainda os transtornos do jovem Adam. Cansado de suas limitações e de seus dilemas, Adam decide focar em sua melhora, e ele acredita fielmente que Robyn será essencial para esse avanço, fazendo de tudo para conquistar a menina, crente que ela será o Robin do seu Batman.
Milagrosamente, Robyn Plummer sorriu de novo. Aquela era a quarta vez e meia que ela sorria para ele desde que tinham se conhecido. As orelhas dele esquentaram.
P. 38 
“O Herói Improvável da Sala 13B” é um sick-lit escrito pela autora canadense Teresa Toten, que foi finalista e vencedora de prestigiados prêmios literários no Canadá com esta publicação. Utilizando de um narrador para contar a bela história de superação de Adam e Robyn, Toten consegue através de sua escrita entregar um livro sincero, lúdico e extremamente contemporâneo.

Através da simbologia dos super-heróis, que mais do que nunca estão em alta, a autora cria para cada um de suas personagens com TOC um alter-ego, uma identidade baseada em um determinado super herói. Essa ideia apesar de singela, realça todo o ideal dos super-heróis da vida real, levando à obra uma atmosfera de superação e esperança, sem que para isso precise utilizar de super poderes de fato.
– Ela gosta de você.
Adam pensou nas preces e no rosário e na água benta e em todos os ornamentos católicos.
– Não, ela precisa de mim.
– Isso, você logo vai perceber, é basicamente a mesma coisa, meu filho.
P. 131 
Apesar da capa não ser das melhores, “O Herói Improvável da Sala 13B” é uma obra de conteúdo ímpar. No início a narrativa começa sem muitas pretensões, o leitor segue lendo os curtos capítulos, mas nada ali soa especial. Porém, com o passar das páginas, a coisa evolui, os personagens ganham força – inclusive os coadjuvantes–, como o querido irmão mais novo de Adam, o Docinho.

É interessante notar como a autora conseguiu transformar uma história sobre primeiro amor em algo tão substancial. A inclusão do TOC na narrativa, apesar de ter sido utilizada em diversos livros nos últimos anos, dá uma aura especial à obra, que acaba ganhando moldes mais sérios e adultos, tratando de temas delicados e profundos para os mais jovens. Essa arriscada escolha de Teresa Toten, eleva “O Herói Improvável” de mais um sick-lit para adolescentes, para um patamar superior
Isso era errado. Ela estava cuidando dele. Ele deveria cuidar dela. Esse era o plano, e o plano era tudo. Adam se curaria por ela, seria normal por ela, a salvaria.
P. 199 
De uma forma sutil e delicada, “O Herói Improvável da Sala 13B” entrega ao leitor um romance coeso e fresco. Com personagens carismáticas, a obra de Toten trabalha diversas temáticas, e através delas vai criando uma história de amores, doenças, perdas e curas sem necessariamente cair no clichê. Tenho certeza que quem for ler o livro, irá aprender muitas coisas com Adam e sua turma, principalmente que as vezes, os super-heróis somos nós mesmos.
Mas ele se sentia bem. E foi então que ele soube.
As mudanças estavam muito profundas e rápidas. Ele tinha que encontrar um cinto de segurança melhor, ou essa montanha russa iria matá-lo.
P. 238
Compare e Compre
Comentários
13
Compartilhe

13 comentários:

  1. Nossa, fico imaginando o quão bom esse livro deve ser. Tenho ouvido muitos comentários bons, e o fato de a leitura ir evoluindo junto com os personagens deve ser uma sensação maravilhosa. Adoro ler sobre transtornos psicologicos, principalmente por se tratar da minha formação. Espero poder ler essa história muito em breve.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eduarda,
      Torcendo pra que você consiga lê-lo logo, e goste dele o tanto quanto eu.
      Grande abraço

      Excluir
  2. No começo achei estranho o personagem ser tão novo e já ter tanta coisa acontecendo na vida: divorcio dos pais, TOC, se apaixonar mas depois eu me toquei que ter 14 anos nem é tão novo assim. Gostei da história ter referencia a super-heróis (amo), um personagem com TOC (ainda não tiver a oportunidade de ler livro que tenha isso) e que tem um romance fofo. Diferente de você eu curti muito a capa. Já coloquei esse livro na minha lista

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ilana,
      o bom do Adam ser novinho, é poder mostrar que o TOC pode acontecer com qualquer um, independentemente da idade.
      E o Adam não poderia ter escolhido super-herói melhor para representá-lo! haha

      Excluir
  3. Oi Tácio, eu acho que esse livro deve ser acima de tudo fofo e já quero que ela seja o Robin do Batman dele haha. Amei a resenha, o tema tratado é atual e recorrente e apesar de ainda não ter lido um romance envolvendo TOC já li artigos sobre ele e gostei demais da ideia da autora de trazer os super heróis pra ajudar a debater o assunto, tenho certeza que esse detalhe vai agradar a todos os públicos e já fiquei curiosa.

    P.S: Amei o quote da página 131 <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Lili,
      Fui rever a quota da página 131, realmente, muito boa! =]

      Excluir
  4. Olá Tácio, olha, uma pena que esse personagem seja tão novo. Não gosto de leituras assim, acho que acabam ficando infantis demais, ou que poderiam ser tratadas com uma pessoa mais velha. Então esse livro não é minha praia. Mas fiquei feliz que você tenha gostado, é muito bom quando terminamos um livro com essa sensação.
    Abraços !

    ResponderExcluir
  5. Oi.
    Que ótimo ver que você gostou da leitura. Com certeza deve ser um bom livro. Mas deixo passar a dica, não é meu estilo e a premissa não me chama atenção. Ótima resenha. Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Gostei bastante da premissa do livro, ele parece ser muito bom. Acho que ainda não li nenhum livro com o assunto principal sendo o TOC, então seria uma boa primeira vez. E não desgostei da capa, achei até bonitinha. Vou colocar na lista de desejados. Ótima resenha!

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  7. Tácio!
    Fico imaginando um adolescente tão jovem com serios problemas de TOC e apaixonado... deve ser um tormento para ele, ainda mais com a separação dos pais.
    Não ando em boa fase para ler sick-lits, mas acho que esse pode chegar a ser engraçado..
    “A sabedoria só nos chega quando não precisamos mais dela.” (Che Guevara)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu nunca li nenhum livro em que o personagem tinha TOC. Fiquei muito interessada nesse livro. Realmente, pela capa eu não daria muita coisa pro livro, mas a história dele parede ser muito boa. E eu com certeza vou colocar esse livro na minha lista =D
    Bjss ^^

    ResponderExcluir
  9. eu não gosto muito de sick-lit, mas achei interessante que esse aborda as doenças psicologicas, em especial o toc
    concordo com vc que a capa não é das melhores, com tanto lançamento a gente meio que deixaria passar batido
    mais uma para minha lista

    ResponderExcluir
  10. Eu não conhecia esse livro, mas fiquei muito interessada em conhecer melhor essa história. Gosto bastante de sick-lits, e nunca li nenhum com um personagem que tinha TOC... Gostei de saber que a história, e os personagens vão evoluindo, e adorei saber que os personagens são carismáticos. Espero ter a oportunidade de ler esse livro logo :)

    Beijos!

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações