26 de out de 2016


[Resenha] Criaturas Estranhas - Histórias Selecionadas por Neil Gaiman

Ficha Técnica

Título: Criaturas Estranhas
Título Original: Unnatural Creatures
Autor: Vários Autores
ISBN: 978-85-68263-44-0
Páginas: 400
Ano: 2016
Tradutor: Antônio Xerxenesky
Editora: Fantástica Rocco
69Dezesseis histórias fantásticas, algumas escritas há mais de cem anos, outras inéditas, selecionadas por ninguém menos que o aclamado autor de Coraline e outros tantos sucessos, Neil Gaiman. Como o título sugere, Criaturas estranhas é uma coletânea de contos povoada por seres fantásticos, magníficos e às vezes assustadores. Assinadas por autores clássicos de ficção científica e fantasia, como Anthony Boucher e Diana Wynne Jones, a escritores contemporâneos, como Nnedi Okorafor e o próprio Gaiman, as histórias, que parecem ter saído de um sonho, ou talvez de um pesadelo, têm em comum o olhar atento e único de Neil Gaiman para o insólito. Cada conto é precedido de um comentário do escritor, que visa a provocar ainda mais a imaginação do leitor.

Resenha


“Criaturas Estranhas” é um livro de contos selecionados pelo premiado autor de fantasia Neil Gaiman. As histórias selecionadas por Gaiman possuem um tema em comum, que como o título já deixa bem explícito, são criaturas não tão convencionais assim.

O livro é composto por 16 contos de dezesseis autores distintos, sendo três destes contos publicados pela primeira vez nesta obra. A seleção de Neil Gaiman foi bastante eclética, pois o mesmo separou histórias de épocas extremamente diferentes, para vocês terem uma ideia, o conto mais antigo do livro foi publicado em 1885, pelo escritor Frank R. Stockton (1834-1902).
“Quando perceberam que o Grifo não dava indícios de que iria embora, todos os que podiam sair da cidade assim o fizeram.”
(O Grifo e o Cônego Menor - Frank R. Stockton)
P. 49 
selo_2016Entre os autores, eu só conhecia três deles: o próprio Neil (dã); a Maria Dahvana Headley, ao qual li um livro recentemente pela primeira vez; e a Diana Wynne Jones (1934-2011), premiada autora infanto-juvenil, conhecida principalmente por sua obra “O Castelo Animado”. A Headley foi coeditora do Neil nesta empreitada, e além disto, seu conto, “O Mal Também se Levanta”, é um dos três citados anteriormente como publicados pela primeira vez nesta edição.

Entre as tais criaturas que compõem os contos, o leitor poderá encontrar de tudo um pouco: grifo, fênix, cacatucano, lobisomen, sereia, dragões, monstros, plantas carnívoras, entre outros. A maioria das histórias são relativamente pequenas, tendo em média de umas 15-20 páginas cada. Porém, um dos contos finais, “O Lobisomen Cabal”, do autor Anthony Boucher (1911-1968), tem 67 páginas, sendo este o mais extenso conto do livro.
“Ele refletiu sobre a ordem, as regras e o Paraíso, e se deu conta de que havia um motivo por trás de todas as perguntas brilhantes que o Sábio fazia. Ele ficou tonto de tanto pensar.”
(O Sábio de Theare - Diana Wynne Jones)
P. 117
Ao início de cada conto, o Gaiman explica rapidamente quem é aquele autor e porque dele ter selecionado essa história em especial, e logo em seguida diz uma pequena sinopse do que está por vir. Com isso fica bastante claro que Neil recorreu à vários contos que marcaram sua carreira como escritor, mas também como pessoa, principalmente em sua juventude.

Infelizmente, como são muitos contos, não faz sentido algum em falar sobre todos eles. Sinceramente tenho que dizer que a maioria deles para mim foram bem modestos, e poucos realmente marcaram. Acho que o Neil Gaiman deveria ter optado por selecionar uma quantidade menor, em torno de 8-10, tendo a certeza de que todos eles seriam mais memoráveis do que aqueles que não precisariam estar ali de fato.
“A cicatriz em meu braço é bem fina e fraca. Tem mais ou menos o tamanho de um fio de cabelo e faz três curvas entre o ombro e o cotovelo. Às vezes, em tardes quentes e silenciosas, saio sozinha e olho para ela sob a luz do sol.”
(A Manticora, A Sereia e Eu - Megan Kurashige)
P. 254 
Com algumas histórias que utilizam de muita fantasia, outras que já tendem a ser mais voltadas ao suspense, e até umas que se voltam pro terror, “Criaturas Estranhas” é uma coletânea de contos muito bem editada. Para quem é fã de Neil Gaiman, essa é uma boa oportunidade de conhecer bons autores que inspiraram e continuam inspirando a lenda que é Gaiman. Além disso, o livro ainda conta com essa belíssima capa, e com ilustrações maravilhosas da artista Briony Morrow-Cribbs.

Compare e Compre
Comentários
3
Compartilhe

3 comentários:

  1. Tácio!
    Tudo relacionado ao mundo fantástico e seus seres exóticos é sempre bem atraente.
    E sendo contos, devem ser ainda melhores por passar pelo suspense e terror acoplado.
    E sendo organizado pelo Neil Gaiman, não tem como não desejar ler.
    “Das coisas que a sabedoria proporciona para tornar a vida inteiramente feliz, a maior de todas é uma amizade”.(Epicuro)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de OUTUBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  2. Olá Tacio, não sou uma pessoa que possa opinar muito sobre contos e fantasia. Não gosto muito desses estilos e quando junta os dois, aí é que eu não leio.
    Vi que não foram muitos que marcaram a leitura e que não é um livro excepcional, pelo menos pra mim. Dessa vez a dica não é me atinge. Beijos

    ResponderExcluir
  3. Esse é um gênero que não domino a fantasia, eu não leio nada disso sou a menina dos romances. Não vou dizer que não gosto afinal nunca li nenhum e não quero julgar,mas esse autor é sempre elogiado e as capas são cada uma mais linda que a outra. A dica dessa vez não me serviu,mas parabéns pela resenha. Beijocas

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações