2 de nov de 2016


[Resenha] Filha das Trevas - Kelly Keaton

Ficha Técnica

Título: Filha das Trevas
Título Original: Darkness Becomes Her
Autor: Kelly Keaton
ISBN: 978-85-01-09545-9
Páginas: 288
Ano: 2016
Tradutor: Daniela Dias
Editora: Galera Record
72Ari se sente perdida e solitária. Com olhos azul-esverdeados e cabelos prateados esquisitos, que não podem ser modificados nem destruídos, sempre chamou a atenção por onde passava. Depois de crescer em casas adotivas, tudo o que quer é descobrir de onde veio e quem ela é. Em sua busca por respostas, encontra uma mensagem escrita pela mãe morta há muito tempo: fuja. A garota percebe que precisa voltar para o local de seu nascimento, Nova 2 — a cidade luxuosa, que foi inteiramente remodelada —, em Nova Orleans. Lá, ela é aparentemente normal. Mas cada criatura que encontra, por mais mortal ou horrível que seja, sente medo dela. Ari não vai parar até desvendar os mistérios de sua existência. No entanto, algumas verdades são terríveis e assustadoras demais para serem reveladas.

Resenha


Eu juro que estou tentando me controlar, não começar novas séries porque já tenho muitas em andamento, mas algumas simplesmente são impossíveis de evitar. Foi o que aconteceu com Filha das Trevas, primeiro livro da série Deuses & Monstros, que ao que vi, por enquanto já tem quatro livros publicados pela autora. O nome da série, o título do livro e a sinopse foram suficientes para atrair minha atenção e eu me vi envolvida na leitura assim que recebi o livro.

GER_SELO_PARCEIROS_2016_GALERA-7lahjAri Selkirk é uma jovem de dezessete anos que se sente deslocada. Até então normal, afinal muitos adolescentes se sentem assim nessa fase, mas Ari é adotada, passou por maus bocados de lar em lar e para completar tem olhos e cabelos estranhos. Seus cabelos prateados não podem ser pintados e sempre que ela tentou cortá-los, eles cresceram quase imediatamente e da mesma tonalidade que chamava tanta atenção. Atualmente vivendo com um casal que a adotou, Bruce e Casey Sanderson, leva o que pode se considerar até uma vida muito boa, trabalha com eles, ainda que não oficialmente por não ter idade suficiente. Eles são agentes de fiança e, graças ao convívio deles e do tipo de trabalho, Ari sabe se virar muito bem se as coisas complicarem.
Graças a Bruce e  Casey, eu havia aprendido a manejar seis tipos diferentes de armas de fogo, era capaz de derrubar qualquer canalha de cem quilos no chão em três segundos e de algemar um criminoso com uma das mãos nas costas.
E os Sanderson jogavam tudo isso na conta do "convívio familiar saudável".
P. 15
Mas ainda assim, a busca por conhecer o seu passado não a deixou, e quando descobriu uma pista sobre sua mãe, Ari precisava ir até lá para desvendar um pouco do seu passado. Como Casey também era adotada, sabia que Ari precisava fazer isso sozinha, por isso emprestaram o carro para que Ari fosse até Covington, Lousiana. Porém, o que Ari não esperava era chegar a Rocquemore House e descobrir que sua mãe havia se suicidado logo depois de deixá-la sob a custódia do Serviço Social.

Com os poucos pertences de sua mãe e uma carta endereçada à ela, Ari sabe que precisa ir até a cidade onde nasceu para encontrar mais respostas sobre seu passado, precisa ir para Cidade do Crescente, Nova Orleans. Ou melhor, para Nova 2, como agora é conhecida depois dos furacões de anos atrás.

Mesmo o acordo sendo que não iria até Nova 2 sem Bruce e Casey, Ari seguiu assim mesmo, com a ajuda de Crank, uma garota que conheceu quando fugia do hotel onde estava hospedada em Covington, mas chegando em Nova 2, nada era remotamente parecido com o que imaginava.
- Você também é doué?
- Eu sou o quê?
- Doué. É o jeito fresco que a Novem arrumou para chamar as aberrações. Os esquisitos. Você sabe... nós - explicou ele de um fôlego só. Tudo em Dub era pura energia nervosa. Algumas partes do corpo dele não paravam quietas nunca. - A bizarrice da Violet são os dentes. O Henri tem os olhos. Eu, os truques. (...)
- Sebastian não gosta de falar dessas coisas. Mas ele lê as pessoas, sabe como é? Sente o que elas sentem. Às vezes, até demais.
P. 54-55
Tudo em Nova 2 era diferente, a começar que a cidade não mais pertencia aos Estados Unidos. Após os furacões que devastaram praticamente tudo, o governo não teria condições de reerguer a cidade, então, as nove famílias mais antigas e ricas da cidade se reuniram e compraram as terras, transformando em um lugar seguro para quem quer que morasse lá. Desde então, muitas lendas surgiram e Nova 2 passou a ser um lugar para onde se ia em busca de respostas não convencionais.
- Exatamente. Nova 2 é um lugar onde você não precisa viver escondido, mas onde também é livre para fazer isso se quiser. Onde ninguém vai julgar ninguém por ser diferente. E essa sempre foi a intenção da Novem desde o início.
P. 105
Com a ajuda de Crank, Dub, Violet, Henri e Sebastian, Ari vai em busca de informações sobre seu pai, afinal, no hospital onde nasceu essas informações devem existir, mas quanto mais ela se envolve no assunto, mais estranho fica.  Ao se deparar com um governo diferenciado, onde tudo é decidido através do Conselho dos Nove, formado por um membro de cada uma das famílias mais antigas de Nova 2.
Os chefes das três famílias de bruxos: Lamarliere, Hawthorne e Cromley. Das três famílias de vampiros: Arnaud, Mandeville e Baptiste. E das três famílias de semideuses/metamorfos: Deschanel, Ramsey e Sinclair.
P. 278
A forma como a autora mesclou monstros, deuses, criaturas místicas foi incrível, principalmente quando descobrimos o passado de Ari e sua verdadeira estória. Além de utilizar uma tragédia real como pano de fundo para uma ficção misturando à mitologia grega.

Sem dúvida agora preciso dos próximos livros, pois muita coisa ainda está por vir ;)

Compare e Compre
Comentários
22
Compartilhe

22 comentários:

  1. Oi Layane, que livro é esse menina? :O
    Sou apaixonada por Nova Orleans e quando encontro histórias que se passam lá, fico super empolgada, sem contar que a história do livro é mega interessante. Gosto muito dessa pagada de mistério em que nós vamos descobrindo junto com a protagonista partes da história. É viciante, e concordo com você, existem séries que não dá pra esperar, tem que ser lida imediatamente né.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Incrível, não é mesmo, Priscila?! Adorei!

      Excluir
  2. Nunca li histórias com mitologia, mas adoraria começar por algum lugar. No entanto, também tenho muitas séries em andamento, então estou evitando começar novas. Por mais que todo o enredo dessa seja muito atrativo, preferi nem anotar na minha lista de desejados, senão vou ficar ainda mais atolada. Vou ficar apenas acompanhando as suas resenhas memso.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixa anotado aí para quando você tiver um tempinho ;)

      Excluir
  3. LAY!
    Nem me fale em seguir novas séries literárias...
    Mas essa com toda certeza é uma ficção fantasia que gostaria de acompanhar, porque tem mistério, busca sobre o passado e ainda mitologia grega, tudo que me fascina.
    “A missão suprema do homem é saber o que precisa para ser homem.” (Immanuel Kant)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de NOVEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  4. Oi Lay, vi essa capa outro dia e pensei o mesmo, que já tô acompanhando algumas séries e não quero acrescentar mais uma por mais que eu tenha gostado da capa e da sinopse, mas agora que li a resenha dele, acho que vou ter que incluir pois gostei demais, fui conquistada pela mitologia grega e já quero saber mais sobre a história de Ari. Vou inclui-lo nos livros que quero ler ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina, é o drama de todos nós, não queria começar outra série, mas.... kkkkk

      Excluir
  5. Oi Lay, como eu gostaria de que fantasia me chamasse a atencao. Vejo muitas sinopses até legais e as pessoas super elogiando, mas essa historia de seres místicos e todo esse universo não me agrada muito.
    Espero que sua leitura seja super prazerosa e que a sequência seja tão boa quanto essa.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A leitura foi ótima, Bruna e espero que as outras sejam realmente tão boas quanto ou melhores ;)

      Excluir
  6. Confesso que nem nome do livro nem a capa me chamaram atenção, mas parei pra ler sua resenha e fiquei curiosa...vou anotar pra conferir assim que possível.


    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aeeeeeeee
      Depois me conta o que achou ;)

      Excluir
  7. Como amo sobrenatural!! me perco completamente entre esses seres fantásticos S2 essa coisa de cada espécie ter chefes de família também é muito interessante. Só preciso ter toda a série na mão para ler pq detesto ficar esperando rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkk, te entendo Thaynara, algumas séries eu não consigo esperar e fico me consumindo, kkk

      Excluir
  8. Nossa, que história bacana <3
    Primeira resenha que leio sobra a obra e fiquei completamente encantada.
    Adoro me perder nessas histórias de fantasia e essa me parece que consegue conquistar o leitor desde o comecinho, já quero.
    Pelo que pude perceber me parece ser uma leitura super delicinha, já vou colocar na minha listinha de próximas leituras.
    Adorei a resenha e muito obrigada pela dica :)
    Ah e achei bem interessante a capa, diferente né!
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, uma leitura deliciosa e rápida, Carol, adorei essa fantasia <3 Fico feliz que tenha gostado da dica e da resenha ;)

      Excluir
  9. A história parece ser muito legal e os personagens interessantes. Gostei da trama e fiquei curiosa para saber mais sobre Nova 2 e seus habitantes. A mitologia parece ser bem complexa (nunca li nada que misturasse vampiros, bruxos e mitologia grega) e como você não comentou nada acho que a autora conseguiu ornar bem esses seres em uma unica história. Eu já tinha visto essa capa mas nunca a tinha entendido só depois de ler a resenha e saber que a personagem tem cabelos prateados que consegui ''decifrar'' a imagem da capa kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Ilana, a mistura foi bastante equilibrada entre os diversos seres místicos do livro ;)

      Excluir
  10. Oi, Layane!
    Realmente, pra tantos elementos nessa história tem que ser mais de um livro mesmo. Eu também tenho fugido de começar novas séries, e acho que foi sobre essa que eu ouvi um rumor que não publicariam as continuações, espero que não seja verdade... Mas enfim, achei a história bem diferente, principalmente as características da Ari (os cabelos prateados me lembraram da maravilhosa Celaena de Trono de Vidro <3), e também essas "peculiaridades" dos habitantes da cidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que não seja verdade mesmo, Lu, quero muito os próximos ;)

      Excluir
  11. Caramba! Mas que livro mais instigante.
    Fique embasbacada lendo a resenha e confesso que até queria que você tivesse soltado spoilers de tão curiosa que fiquei com a estória.
    Parece ser um livro realmente incrível, fiquei muito curiosa para saber mais acerca de Ari e sua história além de todos os mistérios em Nova 2. Acho que adoraria ler essa, hmm, fantasia/distopia? Adicionei em meus livros desejados!
    Fiquei muito curiosa com a série. Ela já foi toda lançada ou tem mais livros para chegarem ao Brasil/serem escritos? #Quero

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkk, nada de spoilers, mas cheguei perto husahsasuas
      Esse livro chegou a pouco tempo no Brasil, então os outros devem chegar mesmo no ano que vem ;)

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações