19 de dez de 2016


[Cinema] Animais Fantásticos e Onde Habitam

“Minha mãe dizia que as coisas que perdemos sempre acabam voltando para nós, mas nem sempre da forma que esperamos.” (Luna Lovegood, Harry Potter e a Ordem da Fênix)

Quando Harry Potter e a Criança Amaldiçoada foi lançado, muita gente se deslumbrou com a ideia de voltar a Hogwarts. Uma geração inteira de crianças que se sentia em casa em meio a pergaminhos, varinhas e feitiços em latim agora tinha a oportunidade de voltar pra casa. Mas apesar de seus aspectos positivos (Scorpius Malfoy, que eu vou guardar num potinho e proteger pra sempre), a peça deixou uma sensação estranha de fanfic, em parte pelo roteiro não ter sido escrito pela J.K. Rowling. 

Animais Fantásticos traz de volta tudo o que fez falta desde o fim da saga e, apesar de não se passar em Hogwarts, submerge o público na magia do cenário mais uma vez. A história segue Newt Scamander, um magizoologista inglês que chega em Nova York com uma mala cheia de criaturas mágicas (por quê, Newt? Por quê??) e uma delas obviamente escapa.

Olha essa carinha de quem vai causar mais treta do que consegue resolver sozinho
No meio da busca pelo pelúcio (que é uma das criaturas mais adoráveis já criadas no cinema), Newt, o trouxa Jacob Kowalski e as bruxas Tina e Queenie têm que lidar com todas as outras encrencas que estão acontecendo na cidade ao mesmo tempo:
  • Tem um grupo surtado de trouxas que acredita que bruxas devem ser caçadas como na época de Salem;
  • O Congresso Mágico dos Estados Unidos está investigando a existência de um Obscuro, um tipo de parasita que se alimenta de energia mágica reprimida;
  • Há suspeitas de que Grindelwald (sim, aquele Grindelwald) pode estar agindo nos Estados Unidos; 
  • Outras criaturas acabam escapando da mala. 

Oiê
Com todas essas tramas paralelas, o filme prova que tia Jo é um excelente roteirista, não só pelo arco narrativo de cada personagem mas pela atenção aos detalhes, tão característica da escrita dela. Coisas pequenas, mas que tornam o mundo mais crível e coerente, além de conectar o filme com os outros da saga: o relógio do MACUSA (bem parecido com o relógio dos Weasley), os duendes polidores de varinhas e (meu favorito) a Giggle Water, uma bebida alcoólica americana que lembra o Whiskey de Fogo inglês.

O elenco americano é tão competente quanto o britânico. E aqui eu expresso minha solidariedade de fã ao Ezra Miller, tadinho. Eu fico imaginando como explicaram o personagem pra ele.

(agente) - Ezra, eu sei que você é fã de Harry Potter e agora você vai ter a oportunidade de fazer parte desse cenário maravilhoso que você ama tanto.
(Ezra) - YAY!!!!
(agente) - Maaaaasss… você não vai ser um bruxo e vai ter um corte de cabelo ridículo.

A cara do Ezra quando assinou o contrato
Mas eu não julgo. Qualquer um de nós faria a mesma coisa.

O único membro do elenco que não faz jus ao personagem e soa meio meh é o Johnny Depp, que aparece mais caricato que de costume. A escolha dele pro elenco não faz muito sentido, já que nos filmes de Harry Potter os personagens sempre foram interpretados por atores da mesma nacionalidade. Por que, em nome de Merlin, escalar um ator americano pra interpretar um personagem alemão?? A caracterização dele ficou toda esquisita.

Eddie Redmayne está a cara da Lufa-Lufa como Newt e eu preciso de uma cena extra no último filme em que ele interage com Luna Lovegood e os bisnetos. Por favor, tia Jo, eu nunca te pedi nada. Katherine Waterston é a cara da responsabilidade como Tina, e é bom ter uma funcionária pública como voz da razão dentro do grupo. Ela é dedicada, gentil e dá pra ver que ela se frustra por não poder ajudar mais. Alison Sudol interpreta Queenie como uma legilimens com toques de Luna Lovegood, aquela amiga fofinha com quem você adora conversar e parece meio aérea.

E não dava pra deixar de falar do meu crush, Jacob Kowalski, interpretado pelo Dan Fogler. Gente, como não se apaixonar pelo Jacob?? Primeiro, ele representa o ponto de vista do público: ele é todos nós, trouxas, que se deslumbram com esse mundo sem fazer parte dele. Segundo, ele só tem qualidades: gentil, divertido, honesto, esforçado e sabe fazer pão (o que eu acho que é um super ponto positivo). Até agora eu não sei se shippo ele com a Queenie ou comigo mesma.

Você mesmo, Jacob
E tem os próprios animais fantásticos, que foram criados com efeitos visuais primorosos. Apesar do meu favorito ser o Pássaro Trovão, eu sei que vocês estão morrendo de amores pelo pelúcio e pelo tronquilho, e eu entendo. Duas das melhores cenas do filme envolvem interações com animais. No momento em que Newt entra na mala e a gente vê todos aqueles animais incríveis, o filme atinge o ápice da magia e não tem como não ficar de boca aberta e não desejar que aqueles bichos sejam de verdade. E a cena com o erumpente é não só divertida como uma representação exagerada de como biólogos reais tentam entender o comportamento de animais, incluindo seus rituais de corte. 

Escondida ali no meio de tantas maravilhas tem uma mensagem ambientalista da tia Jo. Newt comenta que os animais estão cercados da criaturas mais assustadoras do mundo, os humanos, além de estar sempre preocupado com o bem estar dos bichinhos e é visto como irresponsável por isso. A maioria das pessoas não está preocupada em levar os bichos de volta pro seu habitat de forma segura e sim em resolver o problema que eles representam.

Aqui pra você que não gosta de bichinhos
Eu diria que Animais Fantásticos é um filme feito por fãs e para fãs. Dá pra perceber todo o cuidado com os efeitos visuais, a caracterização dos personagens, as mensagens que são passadas. O diretor David Yates conhece o cenário e entende o tipo de filme que o público espera. O mistério, a ação, os momentos engraçados, tudo está ali na dose certa. É possível que esse seja um dos melhores filmes do universo de Harry Potter e eu não tenho palavras pra descrever como ele é mágico, no melhor sentido da palavra.


Comentários
9
Compartilhe

9 comentários:

  1. Oi Tamy
    Amei sua resenha, eu ameeeeeeeeeeeei o filme
    Assistiria muitas outras vezes!!!
    Esse mundo bruxo me encanta demais!

    Bjooooooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Um filme feito por fãs para fãs, adorei saber disso.
    Quero muito assistir esse filme.
    Adoro esse universo de Harry Potter e estou super curiosa em relação a esse mais novo trabalho.
    Sua opinião sobre tudo me deixou muito animada.
    A história parece ser bem desenvolvida, os efeitos bem feitos, os atores bem escolhidos.
    Espero assistir em breve <3
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corre pra assistir o filme, Caroline! Você não vai se arrepender. 😃

      Excluir
  3. Tamy!
    Acredito que não seja apenas um filme para fãs, mas para também quem gosta do mundo de fantasia, de magia, de bruxaria e muita criatividade.
    “Há mais, muito mais, para o Natal do que luz de vela e alegria; É o espírito de doce amizade que brilha todo o ano. É consideração e bondade, é a esperança renascida novamente, para paz, para entendimento, e para benevolência dos homens.” (Desconhecido)
    Boas Festas!
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de DEZEMBRO ESPECIAL livros + BRINDES e 4 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que o filme funciona muito bem pra que está acostumado com o cenário. Uma pessoa que não tenha lido os livros/assistido os filmes ficaria meio perdida.

      Excluir
  4. Oi!
    Quando o filme lançou corri para assisti e AMEI, foi muito bom rever o mundo mágico de Harry Potter de novo, espero o segundo filme ansiosamente haha.

    ResponderExcluir
  5. Olá Tamy, quero muito assistir a esse filme. Todos estão amando ! e como não né ? Acho que todos iam agarrar como se fosse um bote de salva vidas, só para voltar ao mundo tão amado por nós. Aqui na minha cidade não tem cinema, então vou ter que esperar um bom tempo para desfrutar desse cenário.
    Eu li A criança amaldiçoada e vi em muitas resenhas que não foi muito bom. Eu discordo porque já fui pra leitura sabendo que não seria à altura de todos os outros livros de Harry e que seria uma pequena aventura, então eu gostei bastante !
    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Eu AMEI esse filme! Nossa, quando assisti no cinema quase chorei de emoção. Ainda mais quando tocou a música tema de HP. Amei tudoooo mesmo, nem sei explicar. O Jacob é muito amor, melhor personagem kkkkkk E o Depp ficou meio who ali no meio mesmo, concordo. Quero ver de novo!

    ResponderExcluir
  7. Eu quase chorei quando vi os bichinhos, Cecília!
    Vamos todas fundar um fã-clube do Jacob, o melhor padeiro desde Peeta 😄

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações