6 de dez de 2016


[Resenha] Suzy e as Águas-vivas - Ali Benjamin

Ficha Técnica

Título: Suzy e as Águas-vivas
Título Original: The Thing About Jellyfish
Autor: Ali Benjamin
ISBN: 978-85-7686-537-7
Páginas: 222
Ano: 2016
Tradutor: Cecília Camargo Bartalotti
Editora: Galera Record

Sinopse

Às vezes, quando nos sentimos mais solitários, o mundo decide se abrir de formas mágicas. Suzy Swanson está quase certa do real motivo da morte de Franny Jackson. Todos dizem que não há como ter certeza, que algumas coisas simplesmente acontecem. Mas Suzy sabe que deve haver uma explicação — uma explicação científica — para que Franny tenha se afogado. Assombrada pela perda de sua ex-melhor amiga — e pelo momento final e terrível entre elas —, Suzy se refugia no mundo silencioso de sua imaginação. Convencida de que a morte de Franny foi causada pela ferroada de uma água-viva, ela cria um plano para provar a verdade, mesmo que isso signifique viajar ao outro lado do mundo... sozinha. Enquanto se prepara, Suzy descobre coisas surpreendentes sobre o universo — e encontra amor e esperança bem mais perto do que ela imaginava. Este romance dolorosamente sensível explora o momento crucial na vida de cada um de nós, quando percebemos pela primeira vez que nem todas as histórias têm final feliz... mas que novas aventuras estão esperando para florescer, às vezes bem à nossa frente.

Resenha

A melhor amiga de Suzy Swanson, Franny Jackson, faleceu durante as férias de verão, e mesmo que as duas não estivessem no melhor momento da amizade, Suzy sente bastante a perda. Sem conseguir aceitar muito bem a situação, a jovem, durante um passeio ao aquário, começa a acreditar que Franny morreu devido ao ataque de águas-vivas. Inicia-se assim, uma intensa pesquisa por parte de Suzy, para poder coletar provas que confirmem sua teoria. Para isto, a menina está decidida a enfrentar seus medos e seus limites, inclusive cruzar o globo para encontrar evidências de profissionais, que poderão validar suas suspeitas. Com muita poesia e delicadeza, “Suzy e as Águas-Vivas” é um livro sobre perdas, mas também sobre descobertas.
Se as pessoas ficassem em silêncio, poderiam ouvir melhor o barulho de sua própria vida. Se as pessoas ficassem em silêncio, o que elas falassem, quando escolhessem falar, se tornaria mais importante. Se as pessoas ficassem em silêncio, poderiam ler os sinais umas das outras, do modo como criaturas submarinas piscam luzes entre si, ou fazem sua pele assumir diferentes cores.
P. 92
Com uma narrativa deliciosa, que mescla passado e presente, a autora Ali Benjamin escreve uma obra bastante contemporânea e rica, sem necessariamente precisar extrapolar. Finalista do National Book Award, “Suzy e as Águas-Vivas” prova-se uma obra merecedora dos melhores prêmios da literatura, tanto por sua boa escrita, mas principalmente por sua ousadia em tratar da morte de uma forma tão poética, tudo isto voltado para um público infanto-juvenil.
A personagem principal, Suzy, é super gostosa de acompanhar; seja por sua natureza distinta, ou por seu carisma instantâneo. O legal de Suzy, é que após a morte de sua amiga, ela se retrai e começa a parar de falar, desta forma durante o livro é super raro encontrarmos diálogos, principalmente vindos dela. Poder acompanhar uma história construída principalmente na base da narrativa é sensacional. Mergulhar na cabecinha de Suzy, foi uma experiência muito prazerosa, pois apesar da pouca idade, a personagem principal criada por Benjamin possui uma carga muito intensa e bem ampla, gerando uma gama de possibilidades para à narrativa.
O que você e eu entendemos, Jamie, é que ter veneno não torna uma criatura má. Veneno é uma forma de proteção.
Quanto mais frágil o animal, mais ele precisa se proteger. Portanto, quanto mais veneno uma criatura tiver, mais devemos ser capazes de perdoá-la. Elas são as que mais precisam do veneno.
P. 128
Cansada da monopolização masculina na indústria cinematográfica, a atriz premiada com Oscar de melhor Atriz, Reese Witherspoon, criou neste ano de 2016 sua própria companhia de filmes, focada em produzir longas com oportunidades voltadas principalmente para as mulheres, seja como atrizes, produtoras, roteiristas ou diretoras. Um dos primeiros projetos escolhidos pela Reese foi exatamente “Suzy e as Águas-Vivas”, ao qual a própria qualificou como uma obra “impressionante e mágica”.
O ano está no fim, e posso dizer com propriedade que “Suzy e as Águas-Vivas” foi uma das melhores leituras que fiz este ano. Com uma escrita inteligente e bastante diversificada – sem contar os diversos fatos verídicos que compõem a obra –, acredito que a autora Ali Benjamin foi bastante feliz, tanto ao criar personagens fortes como ao decidir os seus rumos, independentemente das consequências que elas irão enfrentar. Super indico para qualquer um, definitivamente uma leitura excepcional.
Esta é a coisa mais importante que aprendi com o não-falar: é muito, muito mais fácil guardar um segredo quando não usamos nenhuma palavra.
P. 169
Compare e Compre
Comentários
13
Compartilhe

13 comentários:

  1. Oi Tácio
    Que resenha interessante
    Não conhecia esse livro e gostei mt da sinopse.
    Já tá anotado, ano que vem vou encontrar uma brecha pra lê-lo!

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda,
      pode achar uma brecha mesmo, vale muito a pena!

      Beijão

      Excluir
  2. Olá!
    Eu tinha visto uma resenha super boa do Victor (canal Geek Freak) e logo me interessei muito por esse livro, também foi uma das melhores leituras que ele fez! Ainda não li nada sobre perda de amigos, pois é um assunto que mexe bastante comigo, contudo esse parece ser o livro certo pra começar. Quero muito conhecer um pouco mais a história da Suzy. A capa tá linda ♥♥
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sofia!
      Acho difícil ler esse livro e não gostar, logo não estou surpreso com a opinião do Victor (canal Geek Freak) hahahaha! =p
      E realmente, a capa está muito bonita.
      Beijos

      Excluir
  3. Oi!
    Estou louca por esse livro faz tempoo, ainda não tive a oportunidade de comprar mas ele está no topo da minha wishlist, parece ser um livro tão gostoso de ler e fluido, a Suzy parece ser uma personagem incrível e adoro o enredo do livro. Espero ler em breve.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana,
      Suzy é uma personagem muito bem construída! Quando você ler você entenderá o motivo.
      Beijos

      Excluir
  4. Tácio!
    Sempre bom ler livros infantis, digo isso pela protagonista ser tão jovem e ir em busca de respostas sobre a morte da amiga. Porém pensando pelo lado da lição que o livro traz, considero que seja de suma importância para nossa leitura, seja a idade que tivermos.
    “Desejo a você e a sua família um Natal de Luz! Abençoado e repleto de alegrias. Boas Festas!”
    (Priscilla Rodighiero)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de DEZEMBRO ESPECIAL livros + BRINDES e 4 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  5. A capa é linda e já fez com que meu interesse pelo livro aumentasse.
    A história parece ser bem interessante e emocionante.
    Suzy parece ser uma personagem muito bem construída.
    Pelo que já pude ver a autora consegue prender o leitor do inicio ao fim com a história e gosto bastante disso.
    Gosto de me surpreender e acho que esse livro irá fazer isso.
    Espero conhecer a obra em breve.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carolina,
      é isso mesmo que você disse. A obra é muito bem elaborada. A autora caprichou.
      Espero que consiga ler em breve.
      Beijão =D

      Excluir
  6. Todos adoram esse livro. Nenhuma resenha que eu tenha lido, fala mal ou alguma critica negativa. Acredito que seja pela carga emocional do livro, das descobertas e tudo que leva a amiga a investigar algo em que ela acredita.
    Quero ler em algum momento, mesmo sendo uma história com personagem infantil, traz vários ensinamentos e reflexões.
    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Ainda não tinha ouvido falar desse livro, mas fiquei morrendo de vontade de fazer a leitura depois dessa resenha. Dá para ter uma ideia de que o livro é mesmo mágico, principalmente pelo o tema que aborda. E fiquei feliz ao saber que a Reese escolheu esse livro como projeto. Foi para a minha listinha!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Esse livro parece ser uma coisa linda. Traz muitas reflexões e uma história bem dramática e intensa. Eu adoro livros com protagonistas crianças, pois fico encantada com a forma que os autores desenvolvem as histórias. Gostaria muito de ler.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/
    Participe dos SORTEIOS de Natal que estão rolando lá no blog!

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações