8 de jan de 2017


[Resenha] E Viveram Felizes Para Sempre - Julia Quinn

Ficha Técnica 

Título: E Viveram Felizes Para Sempre
Título Original: Happily Ever After
Autor: Julia Quinn
ISBN: 978-85-8041-637-4
Páginas: 256
Ano: 2016
Tradutor: Viviane Diniz
Editora: Arqueiro
Alguns finais são apenas o começo... Era uma vez uma família criada por uma autora de romances históricos... Mas não era uma família comum. Oito irmãos e irmãs, seus maridos e esposas, filhos e filhas, sobrinhas e sobrinhos, além de uma irresistível matriarca. Esses são os Bridgertons: mais que uma família, uma força da natureza. Ao longo de oito romances que foram sucesso de vendas, os leitores riram, choraram e se apaixonaram. Só que eles queriam mais. Então começaram a questionar a autora: O que aconteceu depois? Simon leu as cartas deixadas pelo pai? Francesca e Michael tiveram filhos? O que foi feito dos terríveis enteados de Eloise? Hyacinth finalmente encontrou os diamantes? A última página de um livro realmente tem que ser o fim da história? Julia Quinn acha que não e, em E viveram felizes para sempre, oferece oito epílogos extras, todos sensuais, engraçados e reconfortantes, e responde aos anseios dos leitores trazendo, ainda, um drama inesperado, um final feliz para um personagem muito merecedor e um delicioso conto no qual ficamos conhecendo melhor ninguém menos que a sábia e espirituosa matriarca Violet Bridgerton. Veja como tudo começou e descubra o que veio depois do fim desta série que encantou leitores no mundo inteiro.

Resenha


Essa resenha pode conter spoilers dos livros anteriores da série
Depois que fui apresentada a escrita da Julia Quinn em sua série Os Bridgertons eu simplesmente me apaixonei pelos romances de época. A série nos apresentou a família Bridgerton, com Violet e seus oito filhos. Como o primeiro livro da série, O Duque e Eu, foi publicado em 2013, tenho certeza que a essa altura, se vocês não leram a série certamente sabem do que estou falando. Pois bem, depois de dar um "felizes para sempre" para cada um dos filhos de Violet, Julia ouviu os pedidos de nós, fãs, e trouxe um segundo epílogo para cada um dos livros e ainda um lindo conto sobre a própria Violet.

No início de cada conto Julia explicou o que a levou a escolher aquele ponto específico para escrever e em alguns confesso que já nem me lembrava mais que aquele fato havia ocorrido no livro. Tivemos acesso a mais uma animada e disputada partida de Pall Mall, pudemos ver a quantidade de filhos que eles tiveram (se são oito irmãos, imaginem como eles são férteis, kkk), a relação entre eles agora que estão mais velhos, como são seus filhos.
Ter 41 anos definitivamente não a tornava velha demais para ter um pouquinho de prazer com o desconforto dos irmãos. Embora - ela bocejou de novo - fosse mais divertido se ela estivesse um pouco mais alerta para apreciar a cena.
P. 28
Fiquei extremamente feliz com as cenas que a Julia apresentou, particularmente com o segundo epílogo de Francesca, ela realmente merecia aquela continuação, muito merecida, assim como um final feliz para Posy, que foi criada como irmã de Sophie. Ela sinceramente merecia ser feliz, principalmente depois de ter sido amadrinhada por Violet.
- Eu dizia à sua mãe que, quando você tivesse idade suficiente para ser cortejada, eu teria de pôr os cavalheiros para correr daqui.
Havia algo quase doce nisso.
- Mesmo?
- Bem, não quando você era muito pequena. Você era um pesadelo tão grande que eu duvidava que alguém um dia fosse querer se casar com você.
- Pai!
Ele riu.
- Não diga que não sabe que é verdade.
Eu não tinha como contradizê-lo.
- Mas quando ficou um pouco mais velha e comecei a ver os primeiros sinais da mulher que se tornaria... - Ele suspirou. - Santo Deus, se existe um momento em que ser pai é aterrorizante...
- E agora?
Ele pensou por um instante.
- Imagino que agora eu só possa esperar ter criado você bem o suficiente para que saiba tomar decisões sensatas. - Ele fez uma pausa. - E, é claro, se alguém pensar em maltratar você, ainda terei aquela vara.
Eu sorri, então deslizei um pouco para o lado, para apoiar minha cabeça em seu ombro.
P. 136
Adorei também conhecer alguns de seus filhos, como Amanda Crane (filha do primeiro casamento de Sir Phillip Crane) e Isabella St. Clair - uma cópia fiel de Hyacinth - que a fez pagar literalmente tudo que fez a mãe passar em sua infância e juventude.
- Se você quer saber, eu estava me desculpando com a sua avó.
- A vovó Violet? - perguntou Isabella, olhando em volta. - Ela está aqui?
- Não, mas achei que ela merecia um pedido de desculpas mesmo assim.
Isabella piscou e inclinou a cabeça para o lado, com ar de dúvida.
- Por quê?
- Por todas as vezes - disse Hyacinth, odiando como sua voz soava cansada. - Por todas as vezes  que ela me falou: "Espero que você tenha uma filha exatamente como você..."
- E você teve - disse Isabella, surpreendendo-a com um suave beijo no rosto. - Não é maravilhoso?
P. 170
Só o drama do conto do Gregory que quase partiu meu coração, mas graças a Deus superamos tudo e ainda veio logo em seguida o conto de Violet, quando pudemos conhecê-la em sua infância e juventude, uma pequena parte de sua relação com Edmund e um salto para o presente (da série), rodeada de filhos, netos e bisnetos.

Bem, agora de fato é um adeus à série. Com esse livro a Arqueiro encerra a publicação dos Bridgertons e em Fevereiro já trará uma nova série, o Quarteto Smythe-Smith, onde os quatro livros serão lançados juntos, pois em Março a Julia Quinn retornará ao Brasil para divulgação da série . #jásurtei #ireivêlanovamente #romancedeépoca #AiMeuDeus

Compare e Compre
Comentários
19
Compartilhe

19 comentários:

  1. Gente, tô louca pra ler essa série, mas confesso que o número de livros me desanima mas com certeza depois dessa resenha vou dar uma chance <3

    ResponderExcluir
  2. Oi Layane, eu ainda não li nada da Julia e para mudar isso, comprei os dos primeiros livros dessa série. Pretendo começar a ler o quanto antes; todos falam tão bem dos livros dela né, acredito que vou adorar.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  3. Lay!
    Tão bom quando uma série termina a contento e ainda traz tantos finais felizes de todos os livros da série.
    Bem inteligente a ideia.
    “O silêncio é de ouro e muitas vezes é resposta.” (Sabedoria popular)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  4. Sabe que MUITA gente me fala bem da Quinn, mas eu meio q tenho um preconceito/medo de que esses romances de época que ela escreve sejam SUPER mal ambientados, que nem anda acontecendo muito, então acabo não lendo.
    Se tem um tipo de romance que eu gosto, é o de época...Mas quando ambientam eles errado eu quero morrer e matar quem escreveu junto, então acabo evitando hahahahaha

    bjbj


    Lá...E de volta outra vez

    ResponderExcluir
  5. Eu sou louca para ler essa série, pois de romances de época só me aventurei em Orgulho e Preconceito. Vejo tantos comentários positivos a respeito que imagino que eu vá me apaixonar tanto quanto vocÊ. Esse livro extra é ótimo para matar a saudade de todos os personagens, adorei saber um pouquinho sobre ele. Aliás, os quotes são ótimos!

    Um abraço!
    Parágrafos & Travessões

    ResponderExcluir
  6. Viajei em boa parte da senha pq não conheço a familia rsrs mas Julia poderia facil me fazer superar o trauma de histórico, pq tenho muita curiosidade com essa série rsrs e amei a ideia de epilogos para todos

    ResponderExcluir
  7. Acredita que nunca li nada da Julia Quinn?!
    Mas tenho curiosidade e vou colocar na minha lista essa série!

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. A Julia é, sem dúvida, minha escritora favorita. Sou apaixonada pelos romances de epoca, e posso falar que Os Bridgertons é minha familia também. Porque se eu pudesse lia todos, todos os dias.
    O livro do Anthony, Daphne, Colin, Francesca e Hyancinth são os meus prediletos da serie kkkk bem, quase todos.
    Mas enfim, estou adiando ler esse último pra não ficar o sentimento de que acabou. Porque eu me sinto parte da familia , de tanta coisa linda e boa que eu li. Acho que antes de ler esse vou reler todos kkkkk
    Imagino que seja um final digno dessa familia amada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode apostar, Bruna, foi um encerramento digno e maravilhoso, mas a sensação de que acabou é tão ruimmmm, me sinto mesmo parte dessa família.

      Excluir
  9. Oi, Layane!!
    Estou lendo essa série ainda!! Mas quero ler esse livro quando terminar de ler o oitavo livro dessa série!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  10. Até agora não tive a chance de ler os livros da Julia Quinn, mas vontade é o que não falta. São sempre maravilhosas as resenhas que leio do livro.
    Espero poder ler logo. Adoro livros que nos trazem um monte de sentimentos, felicidade, tristeza, etc *-*

    ResponderExcluir
  11. Livro leve, divertido e que conseguiu carregar toda a essência dos tão queridos personagens Bridgertons dos outros 8 livros. O que mais gostei foi que ele conseguiu resolver pontas soltas dos finais individuais sem perder o foco e se tornar uma leitura maçante.
    Recomendadíssimo e serviu muito pra matar a saudade dos personagens.

    ResponderExcluir
  12. Eu comecei a ler os livros da Julia Quinn no mês assada e estou amando. É uma pena saber que a série se encerra, bem que podia ser que nem malhação kkk
    Eu sou muito fã da escrita da Julia porque ela consegue fazer com que nos envolvamos de uma forma tão incrível. Este livro eu com certeza vou ver.

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Gosto muito dos livros da Julia Quinn e acompanhando essa serie, adorei saber que teríamos esse livro cheia de mais historias dos personagens e como não terminei de ler todos os livros da serie, não conseguir esperar e li os epílogos dos livros que já tinha lido e adorei principalmente o do Anthony e do gregory, foram historia que me fizeram rir e chorar e é sempre bom poder acompanhar um pouco mais os personagens !!

    ResponderExcluir
  14. Oi Lay! Nunca li nada da autora, pois não sou fã dos romances de época. Mas fico torcendo pra vc encontrar a Julia Quinn qnd ela vier. hahahah Beeijos

    ResponderExcluir
  15. Por enquanto eu só li o primeiro livro dessa série, O Duque e Eu, e foi o livro que fez eu adorar livros de romance de época, só não li os livros restantes da série, por que ainda não tenho eles, por que falta de vontade de ler é o que não falta, e sua resenha só me deixou mais ansiosa para continuar conferindo essa história maravilhosa.

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    Não li a resenha, mas sei que sua escrita é fantástica.
    Estou com os livros da série na estante, aguardando a leitura em breve!(por isso não li a resenha! hahaha). Esse último, ainda não tenho!
    Ansiosa!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  17. Nunca li um romance de época, mas conheço essa série, como você disse, todos falam dela e mesmo quem não leu conhece um pouco. Achei bem legal estes contos, falando sobre os rumos que os personagens tomara, com certeza é um presente para quem leu toda a série. Gostei muito da resenha.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações