11 de jan de 2017


[Resenha] Histórias Assustadoras Para Contar no Escuro - Alvin Schwartz e Brett Helquist


Ficha Técnica

Título: Histórias Assustadoras Para Contar no Escuro
Título Original: Scary stories to tell in the dark
Autor: Alvin Schwartz e Brett Helquist
ISBN: 978-85-03-01285-0
Páginas: 127
Ano: 2016
Tradutor: Cristiane Pacanowski
Editora: José Olympio
Histórias Assustadoras para Contar no Escuro
Uma seleção imperdível de contos de terror, histórias de vinganças cruéis e relatos sobrenaturais, recontados por Alvin Schwartz. Alvin Schwartz escolheu as histórias do folclore americano e as lendas urbanas mais inquietantes e que fazem todo mundo tremer de medo há muito tempo. Isso porque essa tradição de contar histórias de terror começou há milhares de anos, com grupos se divertindo e se reunindo em volta de fogueiras para ver quem assustava mais. E é claro que um pouco de escuridão e muito silêncio fazem toda a diferença na hora de contar. Neste livro, você vai aprender como deixar todo mundo horrorizado e imaginando as criaturas mais estranhas e arrepiantes. Um livro perfeito para ser lido no escuro!

Resenha


O livro é dividido em cinco capítulos curtos. Os capítulos contam histórias que prometem fazer o leitor e, para quem este leitor vai contar as histórias, cair da cadeira e tanto susto. Fantasmas, bruxas, relatos de histórias do folclore norte-americano tudo recontado pela visão de Alvin Schwartz e ilustrado por Brett Helquist.

O autor faz um breve texto antes de começar as histórias explicando que os pioneiros da colonização dos EUA contavam histórias assustadoras para se divertir e passar o tempo. Normalmente se reuniam durante a noite em alguma cabana ou ao redor de fogueiras para contar essas histórias e ver quem era capaz de assustar mais pessoas.

E é nisso que se apoia o primeiro capítulo do livro, onde quem lê as histórias tem o objetivo de assustar as pessoas que o escutam. Durante as histórias existem "conselhos" do que você deve fazer para conseguir assustar quem te escuta. É um capítulo curto, como todos os capítulos seguinte, e seu principal objetivo é tentar dar sustos.
- Por que estou aqui? - repetiu ele. - Eu estou aqui... para pegar VOCÊ!
P. 22
O segundo capítulo são histórias com fantasmas e, em minha opinião, foi o capítulo que teve um desenvolvimento melhor que os outros. Nesse capítulo o autor optou por não assustar ninguém e isso foi um ponto positivo para mim, não ficou parecendo forçado a tentativa de assustar ou de causar medo.
Viram que o cadáver estava dentro do caixão, mas em volta da cabeça eles encontraram o lenço da filha do fazendeiro.
P. 36
Já o capítulo três é uma mescla de histórias consideradas pelo autor como assustadoras. Vão de bruxas até um homem que decide caçar. O capítulo quatro já segue a linha das histórias que foram passadas de geração em geração e que por algum motivo só foram transmitidas recentemente. São histórias do dia a dia, perigos sobrenaturais que alguns jovens passaram. O capítulo cinco são histórias que o autor classificou como engraçadas e que teriam o objetivo de deixar o clima mais ameno depois de contos, relatos sobrenaturais.

Confesso que Histórias assustadoras para contar no escuro não foi uma leitra tão divertida assim. Entretanto, é uma leitura muito rápida, os capítulos são bem curtos e em uma hora já tinha terminado a obra. Dois pontos que gostei muito do livro: as ilustrações e as referências bibliográficas.  Brett Helquist que ilustrou as histórias e gostei do toque sombrio, mesmo não achando as histórias tão sombrias/assustadoras. Alvin Schawartz fez toda uma pesquisa para recontar essas histórias e o leitor pode ter acesso a essa pesquisa no final da edição onde tem as referências, fontes, notas, tudo que ele utilizou para construir o seu trabalho. Em minha opinião faltou o toque assustador, sombrio. E o último capítulo que tem como objetivo "pegar mais leve" depois das histórias que seriam assustadoras, se tornou desnecessário para mim já que não me senti assustada durante os quatro capítulos. 

Comentários
13
Compartilhe

13 comentários:

  1. Adoro livros ilustrados e de terror então foi uma junção que me deixou bem interessada pena que as historia não são assim tão assustadoras.

    ResponderExcluir
  2. Auri!
    Nada como bons contos de terror para serem lidos em noites assustadoras.
    Adoro contos e gostaria de ler.
    “O saber se aprende com os mestres. A sabedoria, só com o corriqueiro da vida.” (Cora Coralina)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  3. Oi Auri, essa dica não é pra mim. Menina, não gosto nada de terror relacionado a fantasmas, bruxas, sei lá, esse tipo de coisa. Tudo bem uma historia que é de terror mas que gire em torno de outra coisa.
    Nem assusto filmes assim também kkkk quem dirá ler, que é bem mais intenso.
    Alem de não achar que esses contos fossem me atrair tanto assim, não parecem à altura do que promete.
    abraços

    ResponderExcluir
  4. Sou medrosa rsrs mas a curiosidade para saber sobre as lendas e contos americanos ganhou ao ler a resenha rsrs E o narrador ensinar a contar histórias de terror me atraiu demais. Não leria de noite jamais, mas no sol do meio dia rola kkk

    ResponderExcluir
  5. Adoro livros de terror!! Gostei bastante de conhecer esse livro que é uma seleção de contos de terror!! Fiquei bem interessada em ler e se tem ilustrações melhor ainda.
    Beijoss

    ResponderExcluir
  6. Eu ouvi falar desse livro.
    Eu na verdade fiquei curiosa pra ler mas eu não costumo ler livros de terror, isso que envolvem fantasmas e tal. Mas isso de dar dicas para a pessoa conseguir assustar aos outros é bem legal!
    Não sei se ainda tenho coragem haha

    ResponderExcluir
  7. Apesar de assistir a série Supernatural e ter sempre essas lendas urbanas assustadoras no meio, não consigo ler um livro assim. Mas vi que ele e ilustrado tambem. Deve agradar fans do gênero

    ResponderExcluir
  8. Que pena que não foi uma leitura tão divertida assim.
    Eu já estava pensando que seria bem mais divertida por ter isso de assustar as pessoas... Mas é claro que podemos ter gostos diferentes.
    Eu gosto de histórias de fantasmas também, espero que seja bom o livro.

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Esse não é o tipo de livro que gosto de ler, mas achei interessante historia do folclore norte americano e por ser historias curtas e envolvente fiquei curiosa para poder ler, mas também parece que o livro acaba forçado essa ideia de que as historia iram assustar o leitor e não alcança as expectativas !!

    ResponderExcluir
  10. Oi Auri! Eu amooo livros com assuntos sobrenaturais. Fiquei bastante curiosa pra ler e tirar minhas próprias conclusões. E saber que da pra ler ele em uma hora é melhor ainda hahaha Beeijos

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia este livro, mas fiquei bem interessada em ler, aparentemente é uma leitura bem rápida, e como gosto desse estilo de história, será interessante ler este livro.

    ResponderExcluir
  12. Olá.
    Gosto de contos e sendo de terror, melhor ainda! Claro, sou medrosa, mas também muito curiosa! Sei que vou gostar.
    Já na lista.
    Ótima resenha!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Que pena que o livro não é tão assustador assim, talvez isso se deva a ser uma outra cultura, como você disse são histórias que fazem parte da cultura do norte americanos. Mesmo livro não sendo tão bom fiquei curiosa para conhecer e gostei de saber sobre as ilustrações do livro. Ótima resenha.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações