19 de fev de 2017


[Resenha] O Casamento - Nicholas Sparks

Ficha Técnica

Título: O Casamento
Título Original: The Wedding
Autor: Nicholas Sparks
ISBN: 978-85-8041-649-7
Páginas: 222
Ano: 2016
Tradutor: Fernanda Abreu
Editora: Arqueiro

O Casamento
Após quase 30 anos de casamento, Wilson Lewis é obrigado a encarar uma dolorosa verdade: sua esposa, Jane, parece ter deixado de amá-lo, e ele é o único culpado disso. Viciado em trabalho, Wilson costumava passar mais tempo no escritório do que com a família. Além disso, nunca conseguiu ser romântico como o sogro era com a própria mulher. A história de amor dos pais de Jane, contada em Diário de uma paixão, sempre foi um exemplo para os filhos de como um casamento deveria ser. Diante da incapacidade do marido de expressar suas emoções, Jane começa a duvidar de que tenha feito a escolha certa ao se casar com ele. Wilson, porém, sente que seu amor pela esposa só cresceu ao longo dos anos. Agora que seu relacionamento está ameaçado, ele vai fazer o que for necessário para se tornar o homem que Jane sempre desejou que ele fosse. Em O casamento, Nicholas Sparks faz os leitores relembrarem a alegria de se apaixonar e o desafio de se manterem apaixonados.


Resenha

Emocionante e surpreendente. O Casamento, de Nicholas Sparks é a sequência de Diário de uma Paixão e narra a história de Wilson e Jane. Wilson é o narrador e tudo que sabemos sobre a vida do casal é através do seu ponto de vista. Duas pessoas bem diferentes que acabaram se apaixonando e se casando na juventude. Wilson é um homem muito dedicado ao seu trabalho e - apesar de amar sua mulher - não demonstra tanto quanto deveria. Jane é uma mulher que transborda amor, filha de Noah e Allie não teria como ser diferente. 

No 29° aniversário de casamento, Wilson esquece completamente da data e isso entristece Jane de uma maneira, que o seu marido chega a cogitar que sua mulher não o ama mais como antigamente. Ele sabe que foi um esquecimento grave pelo seu histórico de falhas e faltas com Jane. Não que ele fosse um péssimo marido, mas sempre dedicado as atividades fora de casa e não costumava demonstrar os seus sentimentos. Era difícil para Jane saber o que Wilson sentia por ela, se ele estava feliz com o casamento, ou simplesmente era cômodo estar nessa situação.

Jane precisa de um tempo longe de Wilson para digerir o esquecimento do marido. E nas duas semanas em que esteve fora, Wilson repensa o seu comportamento como companheiro de Jane. De fato, ele era um companheiro? O esquecimento do aniversário de casamento trouxe muitas reflexões e uma decisão de que mudaria suas atitudes em relação a Jane. Ia procurar demonstrar mais o seu amor, procuraria ser um homem diferente e mais presente.

Não que Wilson fosse virar Noah, o pai de Jane, mas ele queria seguir o exemplo de seu sogro no que diz respeito a demonstração de afeto. Visitava frequentemente Noah na casa de repouso em que este morava e, apesar dos diálogos que não pareciam ser sobre a situação do casamento de Jane e ele, sempre saía renovado e esperançoso ao pensar no futuro de seu casamento.

O Casamento é aquele livro que dá um nó na garganta e uma esperança de que tudo pode ser diferente se você acredita no amor. Não costumo chorar nos livros de Sparks, e já li grande parte dos seus livros, mas essa história me emocionou pela iniciativa de Wilson em mudar um cenário que parecia impossível. O cuidado e a delicadeza das palavras de Sparks em mostrar um casamento que passou por momentos tão difíceis - o esquecimento foi a gota para o copo transbordar - e que conseguiu sobreviver e se renovar no amor. Não existe um apelo exagerado para que o leitor se emocione. Depois de tanta cumplicidade com a história, a emoção simplesmente vem. Amei esse livro e quero reler Diário de uma paixão. 
Mas acabei entendendo que amar é mais do que resmungar três palavrinhas antes de dormir. O amor é sustentado por ações, pela constante dedicação às coisas que um faz pelo outro diariamente. p. 58 
Comentários
5
Compartilhe

5 comentários:

  1. Não li Diário de uma paixão ainda, pois fico meio receosa em ler as histórias do Sparks haha, sempre com fins trágicos.
    Mas confesso que depois de ler sua resenha sobre O casamento e ver que a leitura é emocionante, fiquei bem curiosa pra ler essa obra e Diário de uma paixão.
    Parecem ser ótimas histórias, com muito amor envolvido.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  2. Meu pecado literário é nunca ter lido nenhum livro do Nicholas Sparks, vivo fugindo dos filmes dos seus livros porque quero ler o livros primeiros mas nunca tenho oportunidade, depois dessa resenha acho que vou começar lendo Diário de uma paixão <3

    ResponderExcluir
  3. Auri!
    Para mim um dos melhores livros do Nicholas é O Diário de uma paixão e saber que ele escreveu uma continuação com a vida de Jane, filha do Noah, trouxe grande felicidade e quero poder ter o prazer de ler e saber que o verdadeiro amor se manterá...
    “Saber encontrar a alegria na alegria dos outros, é o segredo da felicidade.” (Georges Bernanos)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li Diário de uma paixão, assisti apenas ao filme, e gostei de saber que Noah não morreu, porque o filme dá a entender que sim. Gostei desta continuação e do tema dela, achei uma história bem bonita, além de não apelar muito para nada super dramático como outras obras do autor. Ótima resenha.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir
  5. Antes do trauma com Querido John li Diário de uma paixão e amei demais!!
    Então apesar do medo de não gostar do drama, eu leria esse

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações