24 de fev de 2017


[Seriando um Pouquinho] Desventuras em Série


Sinopse: Os órfãos Baudelaire são três irmãos muito inteligentes; Violet é a mais velha, Klaus é o irmão do meio e Sunny é a mais nova, com três anos. Quando seus pais morrem, eles passam a morar com diferentes tutores, e o primeiro é Conde Olaf, que irá tentar roubar a enorme herança deixada pelos pais.

Já estamos no clima de carnaval, então eu sugiro que vocês vão curtir a folia ou fazer algo de útil, pois a própria abertura nos diz que é melhor não olhar, é bem melhor não olhar. Cantada por  Neil Patrick Harris, que interpreta o Conde Olaf, canta a canção da abertura da série varia de acordo com os episódios e nos dá uma idéia do que vai acontecer com os órfãos Baudelaire, mas sempre deixando claro que não é aconselhável que nós acompanhemos essa história, pois ela é triste e repleta de desventuras. Aqui está justamente um ponto bom, mas que às veze se torna cansativo. Durante toda a temporada somos orientados a deixar de ver a série “Não assistam, é uma história triste. você encontrará coisa melhor na sua televisão…”. A idéia é legal, entretanto, como isso se repete em todas as aberturas (que são lindas) e o próprio  Lemony Snicket  que ao narrar, aparece diversas vezes na tela, indicando que existe coisa melhor pra fazer, esta brincadeira com o telespectador fica repetitiva e chata.


Particularmente, gostei muito da abertura, a base dela é a  mesma com algumas informações que mudam a cada dois episódios. Além de esteticamente bonita, a música gruda na cabeça, eu passei dias cantando “è melhor não olhar…”


Vamos à trama. A Netflix nos apresenta uma produção muito boa. A série acompanha os infortúnios vividos pelas crianças Baudelaire. Começamos do ponto em que Violet (Malina Weissman), Klaus (Louis Hynes) e Sunny (Presley Smith) perdem os pais em um incêndio que destrói sua casa. A Partir daí, os órfãos são orientados por Sr. Poe (K. Todd Freeman), um homem tolo e de bom coração. Sr. Poe encaminha as crianças para morar com seu parente mais próximo, Conde Olaf (Neil Patrick Harris), nosso vilão.


A cada dois episódios, acompanhamos a história de um livro, Desta maneira, a primeira temporada (que tem 8 episódios) traz os acontecimentos de “Um Mau Começo”, “A Sala dos Répteis”, “O Lago das Sanguessugas” e “Serraria Baixo-Astral”. Assim, o telespectador tem tempo para explorar os acontecimentos de cada livro. A proposta a série é nos transportar para um mundo totalmente fictício, cheio de exageros, com um tom sépia. Isso é realizado com primor. Raros são os momentos em que percebemos cores gritantes. Isso daria um bom estudo de semiótica. Tudo se passa em uma realidade bem fantástica ou fantasiosa, Somos transportados à uma realidade que poderia ser nossa o que nos deixa perdidos no tempo e espaço, já que não dá pra identificar e que época se passam esses infortúnios vividos pelos Baudelaire. Até os cenários e os personagens são, propositalmente, bastante caricatos. Isso nos dá vontade de acompanhar até onde a “cara de pau” da produção pode nos levar.



 

Na primeira adaptação dos livros, Jim Carrey deu vida ao Conde Olaf com um tempo corrido para apresentar os três primeiros livros. Agora, temos tempo para entender melhor a trama, pois cada livro é tratado em cerca de duas horas. Lemony Snicket, narrador da história interpretado por Patrick Warburton é uma surpresa muito boa. Ele brinca com o espectador, dando um tom de humor nas desgraças apresentadas por ele, com um tom pessimista.

Sendo assim, não escute o conselho de não olhar e assista a série. Ela é uma ótima opção de entretenimento.

Elenco:
Neil Patrick Harris como Conde Olaf
Patrick Warburton como Lemony Snicket
Malina Weissman como Violet Baudelaire
Louis Hynes como Klaus Baudelaire
Presley Smith como Sunny Baudelaire
K. Todd Freeman como Sr. Arthur Poe
Dylan Kingwell como Duncan Guagmire / Quigley Guagmire
Joan Cusack como Justice Strauss
Aasif Mandvi como Tio Monty
Alfre Woodard como Tia Josephine
Usman Ally como Homem com mãos de gancho
Catherine O'Hara como Dra. Georgina Orwell
Don Johnson como Senhor, o proprietário da Serraria Alto-Astral.
Catherine O'Hara como Dra. Georgina Orwell
Cobie Smulders como Mãe
Will Arnett como Pai
Sara Canning como Jacquelyn
Comentários
11
Compartilhe

11 comentários:

  1. Assisti o primeiro ep ontem e amei! A música de abertura, o Conde, a juíza, ver a Violet que é minha queridinha rsrs fiquei surpresa por ficar triste pelos órfãos e amei o autor narrar a série!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thaynara, eu adorei a série, assisti toda em um dia, estou ansioso pela próxima temporada.

      Excluir
  2. Amo o filme, agora tem a série!!É muita coisa pra mim, rsrs.
    Comecei a assistir desventuras em série, mas parei no segundo episódio, poque os episódios são muito grandes...mas pretendo continuar.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Clara, gostei muito dos livros serem adaptados para dois episódios, fica um pouco grande, mas dá uma visão mais geral dá trama, podem ficar nos detalhes que uma produčao mais curta não teria tempo pra mostrar.

      Excluir
  3. Só eu que estou meio perdidinha em relação a essa obra haha
    Não assisti filme, série, nem li os livros -ainda-.
    Estou vendo muitos comentários positivos a respeito dessa história e isso está me deixando curiosa.
    Como tenho Netflix, quem sabe não conheça essa aventura?
    Adorei o post e de conhecer um pouquinho mais da história!
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol, é uma boa adaptação. Assista q vc vai gostar.

      Excluir
  4. Miau!
    Tanto a série televisiva quando a literária tem feito o maior sucesso.
    Preciso assistir e ler.
    As crianças parecem bem inteligentes e ter Jim Carey como Conde Olaf, deve trazer um tom de hilário.
    Bom carnaval e moderação, hein?
    “Não basta saber, é preferível saber aplicar. Não é o bastante querer, é preciso saber querer.” (Johann Goethe)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Assisti toda a série e gostei muito, estou ansiosa para a segunda temporada. Quero muito ler os livros também e concordo com você que a repetição de que se deve largar a série/livro se torna meio chata, mas tudo bem. A música realmente gruda, não teve como não ler os trechos cantando...rs... Ótima resenha e tomara que a segunda temporada seja boa.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nayla, tb estou torcendo pra que a segunda temporada seja boa. Até lá, vou ficar com a musiquinha na cabeça. 😂

      Excluir
  6. Já assistir o filme mas faz tanto tempo que não lembro de quase nada, tô louca pra assistir a série mas queria ler os livros primeiro e tô nessa eterna dúvida se assisto ou leio primeiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A adaptação está bem fiel, alguns amigos tb preferem ler primeiro. 😉

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações