14 de mar de 2017


[Resenha] Codinome Lady V - Lorraine Heath

Ficha Técnica

Título: Codinome Lady V 
Título Original: Falling Into Bed With a Duke
Autor: Lorraine Heath
ISBN: 978-85-8235-419-3
Páginas: 256
Ano: 2017
Tradutor: A C Reis
Editora: Gutenberg
Cansada de rejeitar pretendentes interessados apenas em seu dote escandalosamente vultoso, Minerva Dodger decide que é melhor ser uma solteirona do que se tornar a esposa de alguém que só quer seu dinheiro. No entanto, ela não está disposta a morrer sem conhecer os prazeres de uma noite de núpcias e, assim, decide ir ao Clube Nightingale, um misterioso lugar que permite que as mulheres tenham um amante sem manchar sua reputação. Protegida por uma máscara e pelo codinome Lady V, Minerva mal consegue acreditar que despertou o desejo de um dos mais cobiçados cavalheiros da sociedade londrina, o Duque de Ashebury. E acredita menos ainda quando ele começa a cortejá-la fora do clube. Por mais que ele seja tudo o que ela sempre sonhou, Minerva não pode correr o risco de ele descobrir sua identidade, e não vai tolerar outro caçador de fortunas. Depois de uma noite de amor com Lady V, Ashe não consegue tirar da cabeça aquela mulher de máscara branca, belas pernas e língua afiada. Mesmo sem saber quem ela é, o duque nunca tinha ficado tão fascinado por nenhuma outra mulher antes. Mas agora, à beira da falência, ele precisa arranjar muito dinheiro, e rápido. Sua única saída é se casar com alguma jovem que tenha um belo dote, e sua aposta mais certeira é a Srta. Dodger, a megera solteirona que tem fama de espantar todos os seus pretendentes.

Resenha


Primeiro livro que leio da Lorraine Heath e digo: PELO AMOR DE DEUS GUTENBERG, PUBLICA LOGO OS OUTROS DA SÉRIE!!!! Sério gente, mal eu consegui parar de ler para dormir, e só fiz isso porque precisava trabalhar no dia seguinte, porque se não fosse isso, eu teria continuado até terminar, ainda que de madrugada.

Minerva Dodger é uma jovem que sabe o que quer e certamente ela não deseja casar com nenhum dos pretendentes que se mostraram interessados nela, afinal todos estão claramente interessados apenas no seus dote absurdamente alto. Filha de uma lady e um ex-dono de cassino, Minerva cresceu de uma maneira diferente das garotas de sua geração. Seu pai sempre lhe ensinou a se defender, a princípio dos irmãos, o que lhe valeria uma segurança no futuro, e sempre estimulou que os filhos soubessem conversar sobre qualquer assunto. Sendo assim, Minerva não vê nenhum problema em expressar suas opiniões, mas os homens não a veem com bons olhos por conta de suas atitudes e opiniões tão sinceras.
Minerva nunca fugiu dos desafios: beber destilados, fumar os charutos do pai, falar palavrões. E tinha certeza de que seu comportamento impetuoso e sua falta de vontade de ser vista como uma mulherzinha frágil eram os maiores responsáveis por nunca ter encontrado um pretendente que se apaixonasse perdidamente por ela.
P. 36
Após seis temporadas na Sociedade, ela já está certa de que não se casará, afinal não há esperança de encontrar o amor, mas não morreria sem conhecer o prazer que só era concedido às mulheres a partir de sua noite de núpcias. Sendo assim, descobrir o endereço de Clube Nightingale e chegar lá é uma questão de honra, afinal, lá ela poderia se entregar à uma noite de prazer e tudo estaria resolvido, poderia seguir em paz em sua vida de solteirona. O que nunca passou pela cabeça de Minerva era que, ao chegar ao clube, mascarada e disfarçada como todas as outras mulheres, ela despertaria a atenção do Duque de Ashebury, um dos notórios Diabos de Havisham.

Aos oito anos de idade, Nicholson Lambert ficou órfão e se tornou o Duque de Ashebury. Na tragédia que levou seus pais também faleceram o Conde de Greyling e sua esposa, deixando os gêmeos Albert e Edward Alcott órfãos também e os três sob a guarda do Marquês de Marsden. Se alguém pode tirar algo positivo de uma tragédia como essa, pelo menos Nicky não cresceu sozinho, pois além de Albert e Edward, ainda tinha o Visconde de Locksley, o filho do marquês, que tinha aproximadamente a mesma idade deles.

Porém, anos depois da tragédia, Ashe não havia conseguido superar a tragédia de sua infância, que vivia atormentando sua vida, mas também não deixava que isso o impedisse de curtir o quanto pudesse, afinal, sendo um duque, sabia de sua responsabilidade em proteger seu ducado, casando e tendo herdeiros.

Mas até lá, ele viajaria com os amigos para novas aventuras em lugares pouco explorados, florestas longínquas conhecendo tribos locais, Egito, savanas, enfim, onde a aventura os chamasse e certamente a Sociedade aceitaria o comportamento indecoroso dos Diabos de Havisham, afinal, eles eram órfãos e haviam sofrido tanto na infância que mereciam essa liberdade.
- Eu não espero que você compreenda a surra que a autoestima de alguém leva depois de seis anos vendo as outras se apaixonar ou fazer bons casamentos que não sejam baseados apenas no dote. Eu quero um homem que olhe para mim da maneira como meu pai olha para a minha mãe, da maneira que Lovingdon olha para você. Como se ninguém mais fosse tão importante ou amado.
P. 126
O que Ashe nem imaginava era como sua vida seria alterada após retornar de sua última aventura, pois logo que chegou fez uma visita ao Clube Nightingale, no qual conheceu uma dama misteriosa, que ele descobriu, estava ali pela primeira vez. Claro que Minerva não usa seu nome verdadeiro e sob o codinome de Lady V, ela vê a liberdade que é estar com um homem sem ser julgada por quem é e suas atitudes, ao tempo em que envolve Ashe de tal forma, que ele passará a prestar atenção fora do clube para descobrir a real identidade dessa mulher tão inteligente, astuta e de opiniões tão sinceras e diretas.

O livro não fica enrolando muito, então não precisamos nos destroçar de preocupação imaginando que o casal só irá descobrir quem são nas últimas páginas nem coisas do tipo, as dúvidas que permearam o "relacionamento" deles são outras, envolvem muito mais confiança em si mesmos e no outro, até que ponto se deixarão envolver por esse sentimento tão forte que vibra entre eles quando estão juntos.

Além deles serem incríveis juntos, os outros personagens também nos intrigam e nos deixa morrendo de vontade de conhecê-los mais um pouquinho, tenho certeza que os livros dos outros Diabos de Havisham também serão incríveis e estou ansiosa por eles.

Compare e Compre
Comentários
8
Compartilhe

8 comentários:

  1. Eu me encantei pelo livro logo pela capa que convenhamos é lindíssima *_*
    Já amei a Lady V por ser tão decidida e ir a um clube de sexo? Céus, isso é inovação demais rsrs estou bem curiosa por esse romance

    ResponderExcluir
  2. Oi Lay!!
    Ainda não conhecia o livro mas nossa, super me interessei!! Que fantástico que o livro não fica enrolando, quando autores fazem isso eu fico com vontade de dar um livro na cabeça dos personagens e falar "ALÔ OLHA QUEM É ESSA PESSOA DE VERDADE!!!!" kkkkkk
    Quero muito ler, parece ser muito interessante.

    BJS

    ResponderExcluir
  3. Lay!
    Tenho a maior curiosidade em fazer a leitura desse livro, primeiro porque a protagonista é bem destemida ao ir experimentar novas experiências em um clube privê, fugindo totalmente aos padrões sociais da época e depois, pelo romance em si que me parece prometer muito...
    “Ouse saber!(Sapere aude)” (Immanuel Kant)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  4. Eu não conhecia a série, mas achei o enredo dela bem original. Gosto muito de livros com mulheres fortes e de opinião própria, e acho que é bem o caso da protagonista desta história. A única coisa que me incomoda um pouco é a reprodução mais uma vez do estereótipo de homem mulherengo e desapegado de tudo, como na maioria dos livros desse gênero acontece. Mesmo assim acho que a leitura vale a pena!

    ResponderExcluir
  5. Olá, Lay!!
    Amei muito essa série quando eu conheci.
    é uma história muita incrível e nos prende nela.
    Amei a resenha!!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Adorei essa historia porque Mineverva acredita em algum maior do dinheiro. Já que maioria das pessoas acredita que isso seja muito mais valioso do que sentimentos humanos. Adorei essa narrativa da historia, fiquei bastante curiosa, principalemente neste questão de poder, dinheiro e amor que livro traz

    ResponderExcluir
  7. achei lindo a capa
    confesso que não sou muito fã de romances de época, mas a personagem me cativou pq preferia ficar sozinha (e ser mal falada pelos outros) do que casar alguém pelo dinheiro
    talvez eu dê uma chance...
    são qts livros?

    ResponderExcluir
  8. Já tinha visto esse livro em outros blogs mas nunca parei para ler a resenha dele, e posso dizer que estou apaixonada e preciso ler urgentemente.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações