21 de mar de 2017


[Resenha] A Noiva do Capitão - Tessa Dare

Ficha Técnica

Título: A Noiva do Capitão
Título Original: When a Scot Ties The Knot
Autor: Tessa Dare
ISBN: 978-85-8235-416-2
Páginas: 256
Ano: 2017
Tradutor: A C Reis
Editora: Gutenberg
Madeline possui muitas habilidades preciosas: é uma excelente desenhista, escreve cartas como ninguém e tem uma criatividade fora do comum. Mas se tem algo em que ela nunca consegue obter sucesso, por mais que tente, é em se sentir confortável quando está cercada por muitas pessoas… Chega a lhe faltar o ar! Um baile para ser apresentada à Sociedade é o sonho de muitas garotas em idade para casar, mas é o pesadelo de Maddie. E, para escapar dessa obrigação, a jovem cria um suposto noivo: um capitão escocês. Ela coloca todo o seu amor em cartas destinadas ao querido – e imaginário – Capitão Logan MacKenzie e convence toda a sua família de que estão profunda e verdadeiramente apaixonados. Maddie só não imaginava que o Capitão “MacFajuto” iria aparecer à sua porta, mais lindo do que ela descrevia em suas cartas apaixonadas e pronto para cobrar tudo o que ela lhe prometeu.

Resenha


Quando comecei a ler A Noiva do Capitão eu sinceramente não esperava por esses personagens e certamente não esperava pela maneira como Tessa os conduziu ao longo do livro.

Aos dezesseis anos Madeline Eloise Gracechurch era uma jovem inglesa órfã de mãe e muito tímida. Mas quando eu digo tímida entenda que ela tem verdadeiro pavor de lugares com muita gente, agora imagine ter de enfrentar uma temporada londrina para ser apresentada e conquistar um pretendente e some a isso o fato de ser excêntrica e se achar sem graça. Pois é, quando se viu de volta de um período em Brighton (onde ficou por conta da lua de mel do pai com sua nova e jovem esposa), Maddie inventou que não poderia se comprometer com outra pessoa quando já estava apaixonada e era correspondida.
21 de Setembro de 1808
Caro Capitão Logan MacKenzie
Só existe um consolo em escrever esta carta absurda. É que você, minha querida alucinação, não existe para que a leia.
Mas eu estou colocando a carruagem na frente dos cavalos. Primeiro as apresentações.
Eu sou Madeline Eloise Gracechurch. A maior pateta a respirar o ar da Inglaterra. Receio que essa notícia vá ser um choque, mas você se apaixonou perdidamente por mim quando nós não nos conhecemos em Brighton.
E agora estamos noivos.
P. 09
E assim, Maddie estava noiva do Capitão Logan MacKenzie, um oficial escocês, das highlands escocesas, sem família e que estava servindo no exercíto britânico. Como conseguir um pretendente melhor?! Sozinho, de uma terra distante o suficiente para que ninguém fosse lá checar a veracidade da história contada por ela e servindo na guerra, o que lhe daria muito tempo para se livrar de toda a confusão em que se meteu. Mas quando se inventa uma mentira dessa proporção, é claro que a tendência é só piorar. Logo Maddie estava escrevendo cartas para seu noivo amoroso e rezando para que ele retornasse da guerra vivo e bem para casar-se com ela.

Assim, cada vez mais pessoas sabiam que ela estava noiva e com a ajuda da tia Thea, uma senhora que passou a morar na residência de sua família, ela se viu ainda mais presa nessa mentira. Tia Thea era simplesmente apaixonada pelo Capitão e logo Maddie se tornou uma das beneficiárias do testamento do padrinho, o Conde Lynforth, e receberia um castelo nas highlands escocesas, onde ela e seu futuro marido ficariam bem, principalmente por ele estar em suas terras de origem.
Maddie tinha cometido um erro anos atrás, do mesmo modo que uma criança faz uma bola de neve. Começou com uma coisa pequena, controlável, parecendo inocente. Cabia na palma de sua mão. Então, a bola de neve rolou para longe dela e caiu na encosta de uma montanha. Dali em diante, tudo fugiu ao seu controle. As mentiras ganharam corpo e velocidade, ficando cada vez maiores. E não importava o quanto ela tenha corrido atrás da bola, Maddie nunca conseguiu alcançá-la
P. 28
Mas, após anos de mentira, Maddie matou o pobre Capitão, de forma heroica, é claro, mas matou e até vestiu luto por ele. Agora, nove anos após o início de todo esse romance fictício, Maddie vive no Castelo de Lannair, que herdou do padrinho, com tia Thea, alguns criados e seu trabalho. Maddie sempre gostou de desenhar e de observar a natureza, sendo assim, ela trabalha fazendo ilustrações de diversas espécies de animais para alguns naturalistas. Sua vida ia bem tranquila até a chegada de um estranho em sua casa: o Capitão Logan MacKenzie.

Quando na vida você imaginaria que seu personagem sairia das cartas que inventou? Pois é, nem Maddie. Ela tomou o cuidado de inventar um personagem distante, em guerra, mas ele estava na sua casa e tinha as mesmas características físicas que ela havia inventado. Mas a personalidade dele não era nem de longe como ela havia imaginado, afinal, ele chegou em Inverness-Shire para casar-se com ela e garantir que seus homens, os que lutaram bravamente ao seu lado e ao retornarem para casa não tinham mais nada, tivessem um lugar para reconstruir suas vidas, e nada melhor do que reivindicar o que as cartas de Maddie haviam prometido.

Sim, mesmo Maddie direcionando as cartas com cuidado para uma companhia que não existia, suas cartas chegaram à Logan, que logo se viu no meio daquela confusão também. Receber cartas de uma jovem inglesa que ele nunca viu, inventando uma história completamente esdrúxula, mas com o passar dos anos na guerra, Logan esperava por aquelas cartas, que passaram a ser cada vez mais intímas, que mais pareciam páginas saídas de um diário.
Ela estava casada, prestes a perder a virgindade. E, o pior de tudo, ela estava se sentindo estupidamente atraída pelo marido. Naquele exato momento, seu coração latejava com uma dor delicada e doce. Que absurdo. Pelo amor de Deus, ela o conhecia a menos de um dia, e ele foi terrível a maior parte do tempo. O cérebro dela discutia sem parar com o coração tolo e sentimental.
Ele a chantageou para que casasse com ele. E então ele me beijou perto do lago. A atitude dele com você é repugnante. Mas a lealdade dele para com os soldados é admirável. Ele ameaçou carregá-la como um saco de aveia. Mas na verdade me pegou no colo como sua noiva. Maddie, você é impossível.
P. 54
Maddie sempre foi muito sozinha e isso sem dúvida é parte do motivo de logo se sentir atraída por Logan, qualquer vestígio de atenção, independente do motivo, seria mais do que suficiente para ela se derreter. E quanto mais ela conhece de verdade o Capitão, mais ela encontra motivos para adorá-lo, o que torna difícil pensar nesse casamento em uma relação comercial, que foi o acordado entre eles.
Quando enfim surgiu de trás do biombo, Maddie acreditava que não teria dificuldade em lhe resistir. Mas ela estava muito enganada. Aquilo era ainda pior do que temia. Uma pontada atravessou seu coração. Pontada, pontada, pontada.
Ele estava deitado na cama, com a camisa aberta no pescoço revelando uma parte de seu peito. A testa estava ligeiramente franzida pela concentração, e aqueles óculos estavam equilibrados na ponte do nariz. Um braço musculoso estava flexionado e apoiava a cabeça. Na outra mão, ele segurava... Que o diabo o levasse e os anjos a ajudassem... Um livro. Não qualquer livro, mas um grosso, encadernado em couro verde-escuro. E ele estava lendo aquela coisa.
(...)
Ele ergueu o rosto do livro e a pegou o encarando.
- Algum problema?
- Sim, tem um problema. Logan, isso não está certo.
- O que não está certo?
- Eu estou aqui, lutando para banir os sentimentos tolos que imaginei por você, para que possamos consumar esse casamento de conveniência de uma forma estritamente profissional, como concordamos. E aí você começa a ler um livro?
P. 93
Não achei que fosse me surpreender tanto com A Noiva do Capitão, mas foi o que aconteceu. Embora a narrativa seja alternada entre Maddie e Logan, muito do livro é sobre ela, ou seja, cada gotinha de novidade que descobria de Logan me tornava mais apaixonada por ele, mais o entendia, mais queria que Maddie percebesse o que estava tão visível para qualquer um que prestasse um pouco de atenção.

Descobrir a difícil infância de Logan, sua juventude, seus dias na guerra, o que as cartas de Maddie significavam para ele, tudo foi apresentado em doses minúsculas, fazendo com que, quando eram mencionadas, fosse mais uma peça de um quebra-cabeças a ser montado.
Ela esticou as mãos para ajeitar a gravata dele. Logan tinha ficado um pouco desarrumado. Ele gostava de quando ela cuidava dele.
Por baixo daqueles cílios longos, ela ergueu os olhos para ele.
- Você é terrível - ela disse, como se esse fosse o elogio mais carinhoso.
- Está esperando um pedido de desculpas, mo chridhe? - Ele deu um beijo na testa dela. - Vai ficar esperando.
Ela ficaria esperando pelo resto da vida. Porque Logan tinha acabado de se decidir. Não iria haver nenhum acordo. Nenhuma troca ou compromisso. Madeline realizaria seus sonhos e seria sua esposa. Naquela noite, se houvesse justiça no mundo. E depois que ele a tivesse nos braços, nunca mais iria soltá-la.
P. 164
Para mim, A Noiva do Capitão é, até o momento, o melhor livro da série Castles Ever After, com personagens inusitados, carismáticos e absolutamente adoráveis, dos protagonistas aos secundários, que ajudaram a compor a narrativa. Um livro que reúne com maestria romance, humor e sensualidade em diálogos inteligentes e muito bem construídos. Sem dúvida, Tessa Dare me conquista cada vez mais com seus livros.

Compare e Compre
Comentários
8
Compartilhe

8 comentários:

  1. Lay!
    Fiquei totalmente chocada com a criatividade da autora, amei!
    Bem diferente dos enredos de romances de época que estamos acostumados, com suas cortes, fofocas e tudo o mais.
    Deve ser uma leitura deliciosa e rápida.
    Quero ler.
    “Não ganhe o mundo e perca sua alma; sabedoria é melhor que prata e ouro.” (Bob Marley)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Rudy ;) É muito bom mesmo, diferente e muito, muito maravilhoso!

      Excluir
  2. Eu adoro quando isso acontece, não esperamos muito do livro e ele acaba sendo maravilhoso, tenho apenas um dos livos da Tessa, mas ainda não li, quero ter os outros, pois sempre vejo falar muito bem dele e li varias resenhas positivas sobre ela. Gostei de saber que até agora esse é o melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Ketellyn, quando um livro nos surpreende assim é maravilhoso mesmo! Leia! Você vai adorar a escrita dela, tenho certeza ;)

      Excluir
  3. Romance de epoca, já gostei hahah
    Então A Noiva do Capitão, o nome já cria meio que historia na cabeça da gente. Porém a historia escrita pela autora foi diferente do que pensei que fosse, então já ganhou certo pouco comigo por me supreender assim. Enfim, espero ter oportunidade de ter essa leitura, pois gostei bastante da historia da jovem orfã

    ResponderExcluir
  4. como assim ela faz um romance de mentira e o rapaz aparece na porta?
    gente eu saia correndo, brincadeira.
    pelo jeito parece ser diferente dos outros tipos de narrativa que eu ando acompanhando.
    pensando aqui se dou uma chance para conhecer a história da maddie, pois pelo jeito a história é cheias de surpresas

    ResponderExcluir
  5. Lay, eu amo romances de época e o que amo mais ainda é quando autores fazem algo diferente do que qualquer outro já fez dentro de um gênero!
    Ai, já super me identifiquei com a Maddie, tímida e pânico de multidão! Fiquei super interessada para ler!

    ResponderExcluir
  6. Tô me apaixonando cada vez mais por romances de época, não conhecia esse mas já tô louca para ler depois da resenha <3

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações