4 de abr de 2017


[Resenha] Simplesmente o Paraíso - Julia Quinn

Ficha Técnica 

Título: Simplesmente o Paraíso
Título Original: Just Like Heaven
Autor: Julia Quinn
ISBN: 978-85-8041-662-6
Páginas: 272
Ano: 2017
Tradutor: Ana Rodrigues
Editora: Arqueiro
Honoria Smythe-Smith é parte do famoso quarteto musical Smythe-Smith, embora não se engane e saiba que o dito quarteto carece sequer do menor sentido musical e tem esperanças postas que esta seja a última vez que se submeta a semelhante humilhação. Esta será sua temporada e com um pouco de sorte conseguirá um marido. Durante um jantar, põe seus olhos em Gregory Bridgerton, um dos mais jovens da família Bridgerton. Sabe que não está apaixonada, mas ele parece uma opção mais que válida. Marcus Holroyd é o melhor amigo do irmão de Honoria, Daniel, que vive exilado na Itália. Ele prometeu olhar por ela e leva suas responsabilidades muito seriamente. Odeia Londres e durante toda a temporada, permaneceu vigilante e intermediou quando acreditava que o pretendente não era o adequado. Honoria e Marcus compartilham uma amizade, pouco atípica, fruto dos anos que se conhecem e que o torna parte da família. Entretanto, um desafortunado acidente faz que ambos repensem sua relação e encontrem a maneira de confrontar o que surge entre eles, se tiverem coragem suficiente.

Resenha


Quem aqui já leu a série Os Bridgertons da Julia Quinn? Se já, certamente conhece as Smythe-Smith. É uma tradição da família todo ano um quarteto de jovens solteiras da família se apresentarem em um concerto para a Sociedade. O único problema é que elas são péssimas!

A primeira personagem que conhecemos dessa família na série é Honoria, violinista do quarteto e está para fazer sua segunda apresentação e, sabendo o quanto é péssima nessa função ela sabe que precisa casar-se o quanto antes e passar o cargo para alguma de suas primas, que serão tão ruins quanto, mas certamente não será ela. Porém, esse não é o único motivo para Honoria buscar rapidamente um casamento.

Prestes a iniciar mais uma temporada na Sociedade Londrina, Honoria tem contado basicamente com o apoio de outras mães na busca por um marido, isso porque sua mãe tem andado bastante desatenta de sua situação desde que o filho mais velho, Daniel - conde de Winstead, fugiu para Itália, onde vive exilado há três anos. Sem a mãe, sem o irmão e com as irmãs já casadas e vivendo afastadas com suas famílias, fica claro o quanto Honoria se sente sozinha.

Marcus Holroyd, o conde de Chatteris, sempre foi uma pessoa sozinha. Sua mãe faleceu quando ele ainda era uma criança e seu pai o criou como a maioria das crianças naquela época, à distância. Filho único, vivendo no campo e sem crianças aristocráticas para conviver, só conheceu seu primeiro e único amigo quando chegou à Eton.
Então, quando chegaram as segundas férias e Daniel voltou a convidar Marcus, ele aceitou.
E de novo.
E de novo.
E mais uma vez, até Marcus passar mais tempo com os Smythe-Smith do que com a própria família. É claro que os Holroyds eram formados por apenas uma pessoa, mas, quando Marcus parava para pensar a respeito (o que fazia com bastante frequência), percebia que passava mais tempo com cada Smythe-Smith do que com o pai.
Até mesmo com Honoria, a irmã caçula de Daniel.
P. 09 
Daniel Smythe-Smith, ao contrário de Marcus, tinha tinha quatro irmãs mais novas e sabia se relacionar com outras pessoas, o que logo chamou a atenção de Marcus. A amizade se firmou e Marcus passou a frequentar a casa dos Smythe-Smith nas férias escolares e assim ele sentia-se muito feliz fazendo parte de um grupo tão grande.

Desde o exílio de Daniel que Marcus tem ficado de olho em Honoria a pedido do amigo, afinal, com a irmã em idade para se casar, era muito importante ficar atento para que ela fizesse um bom casamento, mas estando em outro país, só seria possível com a ajuda do amigo, que mesmo odiando estar em Londres, faria isso por ele. Marcus é sério, tímido, correto. Ao contrário de várias personagens masculinas protagonistas da época, ele não era definitivamente um libertino, sequer gostava de chamar a atenção das pessoas.
Ele sorriu. Só que não foi exatamente um sorriso. Marcus era sempre tão sério, tão rígido, que, em qualquer outra pessoa, aquele seria apenas um meio sorriso seco. Honoria imaginou com que frequência ele sorria sem que ninguém percebesse. Marcus tinha sorte por ela conhecê-lo tão bem; outros o considerariam desprovido de humor.
P. 23
O reencontro com Honoria pouco tempo antes do início da nova temporada social certamente irá mudar a forma como eles dois se conhecem. Para Honoria, Marcus é como seu irmão, tendo crescido juntos (ainda que apenas nas férias escolares), Marcus sempre foi uma constante por conta da amizade com Daniel. Da mesma forma para ele, não que a visse como uma irmã, mas alguém de quem ele precisava cuidar a pedido do amigo.

Uma série de fatores (que não posso expressar aqui) farão com que eles passem muito tempo juntos e de maneira muito intensa e assim percebam a mudança de visão em relação ao outro. Eu simplesmente amei como a Julia desenvolveu esse casal, essa convivência, seus pontos em comum e as diferenças que se completam. Eu estou apaixonada pelo Marcus, só tenho isso a dizer .
Passara a vida toda sendo um perfeito cavalheiro. Nunca flertara. Nunca fora um libertino. Odiava ser o centro das atenções, mas, por Deus, desejava ser o centro da atenção de Honoria.
P. 240
Certamente se vocês acompanham o universo literários e os romances de época, sabem que a Arqueiro publicou de uma só vez toda a série Quarteto Smythe-Smith e que a Julia fez uma rápida turnê no Brasil. Como dessa vez ela não veio à Salvador, não pude vê-la novamente nem autografar meus novos livros, mas fica para próxima ;)

Compare e Compre
Comentários
10
Compartilhe

10 comentários:

  1. Tô me apaixonando cada vez mais por romances de época, nunca li nenhum livro da autora mas esse me deixou super interessada <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todo mundo que começar, se apaixona, Milena <3 é amor demais!

      Excluir
  2. Lay!
    Deve ser um romance amorzinho esse.
    Lindo ver Marcus defender Honoria (que nome é esse, gente?)dos pretendentes indesejados e ela ficar ao lado dele quando foi preciso e no final, descobrirem que o que sentem é muito maior que amizade!
    Lindo!
    “ Eu creio que um dos princípios essenciais da sabedoria é o de se abster das ameaças verbais ou insultos.” (Maquiavel)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Rudy, o melhor da série para mim, Marcus é amor demaisssssssssssssss

      Excluir
  3. Não tenho interesse em ler romances de época por agora, mas quando resolver ler algum, os livros da Julia Quinn já estão na lista de espera.
    Gostei do enredo envolvendo esse quarteto e fiquei curiosa pra saber da ligação que esses livros tem com Os Bridgerton.
    É uma pena não terem ido pra sua cidade. Eu fiz uma pequena jornada com minha irmã pra podermos ir. Ela ama a autora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi uma pena mesmo, mas como já a conheci, fiquei feliz que outras pessoas tiveram a chance de conhecê-la dessa vez também ;)

      Excluir
  4. Olá, Lay!!
    Amei esse livro pelas resenhas, pois ainda não o li, mas pretendo ler o mais rápido possível. Amo romances de época, é meu gênero preferido.
    Amei a resenha!!
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é realmente maravilhoso, Maria Clara, lindo demais Marcus e Honoria <3

      Excluir
  5. Oi Layane, tudo bem?
    Comecei a série Os Bridgertons esse ano e pretendo ler essa também. Foi meu primeiro contato com as obras da Julia Quinn e sou obrigada a dizer que me encantei com a escrita e com a forma como ela conduz as histórias.
    Beijokas
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações