6 de mai de 2017


[Conhecendo o Autor] Desirée Gusson


Oi, sou a Desirée Gusson, autora de Terra de Noite e Fogo, lembra de mim? A Layane me convidou para contar um pouquinho sobre o meu eu escritora, agora que você já conhece a leitora (a louca dos dois mil livros). Então agora vou falar como encontrei o que quero fazer para o resto da vida...

Cupcakes!!

Não, mentira! Quero dizer, isso também, eu amo cozinhar, mas não coloco num bolo nem metade da dedicação e carinho que vai num livro.


Como eu descobri que queria ser escritora? Bem, como você descobre sua vocação? Dificilmente recebemos uma carta (de coruja ou só pelos correios mesmo) que nos diga o que devemos fazer da nossa vida. Nem teste vocacional é 100%, ele te dá umas ideias, coisas que teoricamente combinam com você, nada mais. Sério, meus testes vocacionais foram de medicina, passando por audiovisual até o serviço militar. Acredite, eu pensei seriamente em todas essas opções.

Mas sempre teve aquele coisinha, aquela mania de escrever que não saía de mim. Pensando bem no assunto isso tudo deve ter começado na infância, quando eu fazia questão de inventar histórias para todos os personagens das minhas brincadeiras (todo mundo, das Pollys aos bichos de massinha, tinha um passado mirabolante e bem detalhado). Um pouco mais tarde veio o que hoje chamamos de fanfic, na época isso não existia ainda. Escrevi um enredo alternativo pra um filme que jamais nomearei porque eu achava que ele precisava de uma menina no meio. As quatorze páginas estão orgulhosamente guardadas a sete chaves e não verão a luz do dia nem sob tortura!

Logo então, mais ou menos 10 anos atrás, Terra de Noite e Fogo começou a tomar forma. A mania de escrever teve altos e baixos, anos de gaveta, meses de revisão e muito frio na barriga antes de resolver publicar e mostrar ao mundo tudo aquilo que morava na minha cabeça.

Só que eu ainda não sabia. Numa verdadeira montanha russa eu fechei um contrato, passei por escolha de capa e a revisão de alguém que não precisava me dizer que tudo estava lindo. Vi idéias pra diagramação e até compartilhei um esboço de mapa bem tosco com o ilustrador. Pra uma chorona achei mesmo que estava indo super bem, aguentei tudo com uma cara de paisagem, não dei chilique na Bienal nem desmaiei quando peguei meu livro nas mãos pela primeira vez.

Então uma semana depois do lançamento, depois que a poeira baixou, minha mãe (aliás, só pra constar, minha mãe demorou um pouquinho pra aceitar a mania de escrever da filha, mas quando aceitou virou minha maior torcedora) chega em casa do trabalho com uma notícia incrível. A filha de 12 aninhos de uma colega que tinha comprado o livro tinha gostado tanto dele, e de saber que era de uma escritora brasileira que morava tão pertinho, que ela decidiu que ia escrever o próprio livro. E pronto, eu CHOREI com aquilo, de soluçar tudo o que eu não tinha chorado antes. Porque eu nunca tinha sentido uma sensação tão boa quanto a de saber que algo que eu fiz tinha inspirado outra pessoa, uma pessoinha ainda por cima!

Acho que a partir disso a história já é conhecida. Quando você faz o que gosta, o que te enche de amor e te completa, você sabe que é aquilo! E vai querer fazer aquilo pro resto da vida! 


♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ 

Curtiram conhecer um pouco mais a Desirée? Que incrível deve ser essa sensação de inspirar as pessoas, não é mesmo?
Comentários
11
Compartilhe

11 comentários:

  1. Gente, mas que fofa! Acho legal ver histórias de como um autor se tornou um autor. Porque não é uma coisa que da noite pro dia acontece, tem tanta coisa envolvida, o caminho é difícil e nem sempre é aquilo que eles tem em mente. Talvez a pessoa queira escrever mas nunca consiga fazer aquilo que quer, outras que arrumam outra profissão mas nunca perdem aquele interesse pela escrita...é uma jornada e tanto.
    Achei tão fofa essa história da menininha que leu o livro e ficou inspirada pra ser escritora também *-*
    Que emoção deve ter sido! É algo pequeno, mas enorme ao mesmo tempo e deve tocar o coração de qualquer autor. Muito legal =D

    ResponderExcluir
  2. Oi Desirée!
    Eu me lembro de você sim (haha). Quem dera recebêssemos essas informações através das cartas, facilitaria muuuuita coisa. Que legal né. Mal publicou sua primeira - de muitas assim espero - história e já influenciou uma pessoinha a escrever. Imagino o quanto isso deve ter sido gratificante.
    Adorei te conhecer um pouco mais.
    Beijokas
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  3. Oiiii, Desirée (que nome M-A-R-A-A-A-A)!!
    Que post legal, foi muito bom conhecer mais sobre você, como veio a ideia de ser escritora, enfim. Achei super divertido o fato de você criar historinhas pros seus brinquedos, que legal ♥ Me emocionei bastante com o final -me controlei pra não chorar, pra ser mais claro-, deve ser uma sensação maravilhosa ver que seu trabalho inspirou alguém. É isso que eu quero pra mim!
    Muito sucesso pra você e que venham mais livros! Quem sabe um dia eu tenho a oportunidade de ler Terra'.
    Abraços =)

    ResponderExcluir
  4. Lay!
    Curti demais a Desireé, ela é bem descontraída, cheia de humos eparece inteligente, sem contar que gosta de cupcakes também, como eu.
    Adorei conhecer um pouco mais sobre ela e seu processo criativo.
    Sucesso!
    Bom domingo!
    “Conhecer os outros é sabedoria. Conhecer-se a si próprio é sabedoria superior.” (Lao-Tsé)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  5. Adoro conhecer autores e saber saber sobre eles e seus livros, não conhecia o livro, li a resenha do livro e já o coloquei na minha lista, não podia deixar de comentar tambem sobre a capa dele, linda <3

    ResponderExcluir
  6. olha, qm dera se a coruja viesse nos entregar a carta falando qual profissao que seria a nossa,, facilitaria msm a vida! kkk
    adorei a autora, pelo texto a achei bem relaxada e divertida!
    e tb adorei esse tipo de coluna do blog!

    ResponderExcluir
  7. Que fofa além de muito gata! Adorei conhecer um pouco mais dela, e ela passa uma tranquilidade nas palavras, essa coluna é uma das minhas prediletas. Já vou pesquisar mais sobre a autora!

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Que fofa, gosto muito de conhecer a historia dos autores de como inspirou fazer um belo livro, a historia...e tão fofo..Gostei muito dela e adorei conhece-la!

    ResponderExcluir
  9. Hey,

    Que historia linda <3 amei sabe mais ainda sobre a autora do livro que tô louquinha pra ler o livro.

    ResponderExcluir
  10. Eu não conhecia esta autora, e achei super interessante esta tag do blog, pois da oportunidade dos leitores conhecer novas autoras, ou até mesmo saber um pouquinho mais dos autores, bem criativo e interessante.

    ResponderExcluir
  11. Desiree, que nome chic, nome de gente talentosa. Não conhecia a autora e nem seu livro, mas curti bastante e vou procurar seus livros para ler.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações