21 de mai de 2017


[Resenha] Amor Para um Escocês - Sarah MacLean

Ficha Técnica

Título: Amor Para um Escocês 
Título Original: A Scot in the Dark
Autor: Sarah MacLean
ISBN: 978-85-8235-431-5
Páginas: 302
Ano: 2017
Tradutor: A C Reis
Editora: Gutenberg
Lillian Hargrove viveu sozinha por anos, reclusa, ansiando por amor e companhia. Desiludida de que todos os seus sonhos pudessem um dia se tornar realidade, a mais bela jovem da Inglaterra se envolve com um artista libertino e mentiroso, que promete amá-la para sempre e implora para que ela pose como sua musa para um escandaloso retrato. Encantada pelo carinho e pela admiração que recebe dele, Lily aceita a proposta e se entrega de corpo e alma ao homem mais falso de Londres, mas fica exposta para toda a Sociedade, tornando-se motivo de piada e vergonha. A jovem, entretanto, não esperava que um bruto escocês, recentemente intitulado Duque de Warnick e nomeado seu guardião, atravessasse a fronteira da Inglaterra para impedir que a ruína a alcançasse. Warnick chega em Londres com um único objetivo: casar sua protegida – que é bonita demais –, transferindo o problema para outra pessoa, e, em seguida, voltar à sua vida tranquila na Escócia, longe daquele lugar odioso que é Londres. O plano parece perfeito, até Lily declarar que só se casaria por amor, e o duque escocês perceber que, aparentemente, há algo naquele país que ele realmente gosta…

Resenha


Depois que li Cilada Para um Marquês, primeiro livro da série Escândalos & Canalhas da Sarah MacLean fiquei querendo muito mais, aliás o que sempre acontece quando a gente gosta demais de um livro, não é mesmo?! Pois então, Amor Para um Escocês é o segundo livro dessa série e apresenta o Duque de Warnick como protagonista.

Em doze dias uma sucessão de infortúnios se abateu sobre o Ducado de Warnick, fazendo com que diversos acontecimentos levassem dezessete duques à morte, tornando o escocês Alec Stuart o vigésimo-primeiro Duque de Warnick. Alec mora no Castelo de Dunworthy com a meia-irmã Catherine, na Escócia, de onde não pretende sair. Embora seu passado seja ligado a Inglaterra, ele faz questão de não ir lá e, mesmo tendo herdado um dos ducados mais ricos da Inglaterra, em cinco anos nessa posição ele foi pouquíssimas vezes em Londres e quando o fez ignorou completamente tudo que estivesse relacionado à Sociedade aristocrática. O que Alec não imaginava era que, após cinco anos como Duque de Warnick ele fosse descobrir que tinha uma pupila e que ela estava precisando desesperadamente de sua ajuda.
- As regras são tão diferentes para homens e mulheres. Por que tem que importar para o mundo com quem eu sou vista? Por que deve importar o fato de eu ter um encontro em particular com um homem? Não devia ser da conta de ninguém. Devia ser apenas isso: particular.
P. 153
Não que Lily tivesse pedido ajuda em algum momento. Desde a morte do pai, quando ela tinha apenas onze anos, Lillian Hargrove ficou completamente sem família e como seu pai era administrador do Duque de Warnick na ocasião, esse a tornou pupila do ducado, mas com a morte dele e a sucessão de outros duques até Alec, Lily ficou esquecida na casa 45 da Praça Berkeley, em Londres, tendo como contato apenas o advogado do ducado, o Sr. Bernard Settlesworth, que só quando soube do iminente escândalo da jovem, avisou Alec de que com o ducado ele havia herdado também uma pupila, que, pela idade, já deveria estar casada e não lhe dando dor de cabeça. Claro que Alec não deixaria de lado suas responsabilidades. Então, sabendo da existência da Lily foi até Londres cumprir seu papel de guardião e reparar a reputação da garota.

Há cinco anos Lily vive invisível, carente de amizade. Bem-nascida demais para ser acolhida pelos empregados, mas não o suficiente para ser respeitada por eles. Claro que foi uma presa fácil para Derek Hawkins. Se você leu Cilada Para um Marquês deve se lembrar dele, ele cortejou Sesily Talbot, irmã de Sophie, por um tempo. Mas agora ele estava em busca de uma musa e encontrou em Lily a inspiração que precisava. O problema é que ela, acreditando estar apaixonada por ele, posou para um nu, que teoricamente nunca seria visto por outros olhos que não os de Derek, mas agora, em dez dias, será a principal tela da Exposição da Academia Real Britânica e depois seguirá para vários países, arruinando completamente sua reputação.
- Às vezes eu me perguntava se algum dia tocaria outra pessoa de novo. Se algum dia eu seria amada - Lily se voltou para Alec e ele viu a sinceridade em seus olhos. - Hawkins fez com que eu me sentisse amada.
P. 137
Alec está disposto a tudo para salvar Lily, menos casar-se com ela, o que de fato seria muito mais fácil, mas não para ele e os demônios que carrega do seu passado: os pais, a origem escocesa, a infância, o abandono, a juventude no colégio, os anos depois disso. São acontecimentos que moldaram Alec, que o tornou quem é atualmente.

Alguns personagens secundários são fundamentais para que essa estória se desenvolva e outros apenas aparecem para matar um pouquinho da saudade, como é o caso de Cross, que aparece rapidamente quando Alec está no Anjo Caído,- único lugar em toda Londres onde é possível encontrar o scotch Stuart - da série O Clube dos Canalhas. Rei, o Marquês de Eversley, Sesily, Duncan West e sua esposa Georgiana são muito importantes mesmo, e Georgiana então, que está no Comitê de Seleção da Academia Real será de grande valia.

A verdade é que Alec chega em Londres com seu porte absurdo, totalmente desproporcional ao que a cidade está acostumada (não é à toa que o chamam de o Bruto Escocês, além de Duque Postiço - não que ele seja bruto de fato, mas um homem de atitude), com seus cães - Angus e Hardy - e seu kilt, mostrando os joelhos e pernas para quem quisesse ver e não está nem ligando para o que os outros pensam e será uma grande mudança na vida de Lily, sempre ignorada dentro de casa e apontada demais nas ruas desde o pronunciamento da obra de Derek.

Lily também será o divisor de águas na vida de Alec. Cada um a sua maneira será exatamente o que o outro precisa e um pouco mais.
- Eu escolho tudo, droga. O escândalo, a Escócia, os cachorros, o castelo com correntes geladas de ar. Eu quero Burns em vez de Shakespeare. Mas acima de tudo, eu escolho você, Alec Stuart, seu duque pateta, parvo, covarde, cabeça de vento. - Ela fez uma pausa antes de acrescentar: - Apesar de achar que não deveria.
P. 293
Se eu gostei? Hummmm, CLARO QUE SIM! Amei as personagens, os questionamentos que se fazem quanto aos costumes da época, a influência da Sociedade na vida privada deles e muitos outros.

Já quero mais um, viu dona Gutenberg ;)

Compare e Compre
Comentários
8
Compartilhe

8 comentários:

  1. Nunca li nada dessa autora! Ahh, que vontade de pegar os livros dela e ler tudo que me dá. Tem muita coisa boa e adoro esse período, esse gênero.
    Parece outra história bem interessante e só imagino como essa situação de posar para um nu e o quadro em exposição pra todos verem...ahh, nessa época e pela situação da garota? Problemas e mais problemas! Só imagino como tudo se resolveu.
    Os personagens parecem muito bons.
    Gostaria de ler e ver como resolveram as coisas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem fale em problema, Cris, não são poucos, pode ter certeza, essa foi uma época muito difícil para as mulheres.

      Excluir
  2. Acho lindas as capas dos livros da Sarah MacLean, mas ainda não tive a oportunidade de ler nenhum dos livros dela, apesar de sempre ler resenhas falando maravilhas sobre a escrita dela e estou muito curiosa para conhecer esses personagem que tenha certeza que irão me encantar.

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Não li nada da autora mas já ouvi fala dos livros delas e são incriveis, cada romance de época perfeita. A trama desse livro me fez querer conhecer a historia dessa personagem e sempre ruim nasce em uma bela familia, com nome de prestigio e não ser muito reconhecida e apesar dessa situação acho que ela sou eleva e com certeza haverá um romance incrivel entres eles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Coloque um deles na sua lista Lily, tenho certeza de que não se arrependerá.

      Excluir
  4. Eu não conhecia esta série Escândalos & Canalhas, mas depois de ler sua resenha sobre Amor Para um Escocês, já adicionei os livros da série em minha lista de leituras, gosto muito de ler romance de época, e não tenho dúvidas que irei gostar da história.

    ResponderExcluir
  5. Hey,

    Não conhecia a série, e fiquei totalmente encantada vai direto pra minha listinha, amo romances de época *-*

    ResponderExcluir
  6. Lay!
    Quanto babadoa contece nesse livro, né?
    Mais o mais importante é ver que ambos se completaram e formarão aquele par romântico (nem tanto), cheio de amor e cumplicidade, que é o melhor, poder contar sempre um com o outro.
    “A solidão é a mãe da sabedoria.” (Laurence Sterne)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações