23 de mai de 2017


[Resenha] Big Rock - Lauren Blakely

Ficha Técnica

Título: Big Rock 
Título Original: Big Rock
Autor: Lauren Blakely
ISBN: 978-85-62409-94-3
Páginas: 224
Ano: 2017
Tradutor: Fabio Maximiliano
Editora: Faro Editorial
“A maioria dos homens não entendem as mulheres.” Spencer Holiday sabe disso. E ele também sabe do que as mulheres gostam. E não pense você que se trata só de mais um playboy conquistador. Tá, ok, ele é um playboy conquistador, mas ele não sacaneia as mulheres, apenas dá aquilo que elas querem, sem mentiras, sem criar falsas expectativas. “A vida é assim, sempre como uma troca, certo?” Quer dizer, a vida ERA assim. Agora que seu pai está envolvido na venda multimilionária dos negócios da família, ele tem de mudar. Spencer precisa largar sua vida de playboy e mulherengo e parecer um empresário de sucesso, recatado, de boa família, sem um passado – ou um presente - comprometedor... pelo menos durante esse processo. Tentando agradar o futuro comprador da rede de joalherias da família, o antiquado sr. Offerman, ele fala demais e acaba se envolvendo numa confusão. E agora a sua sócia terá que fingir ser sua noiva, até que esse contrato seja assinado. O problema é que ele nunca olhou para Charlotte dessa maneira – e talvez por isso eles sejam os melhores amigos e sócios. Nunca tinha olhado... até agora.

Resenha


Spencer Holiday é um playboy conquistador que sabe como interpretar o que exatamente as mulheres querem, sem mentiras, sem falsas expectativas. E seus atributos para conquistá-las não são poucos. Spencer é bonito, inteligente, educado, um verdadeiro bom partido. Mas a sua fama de conquistador pode não ser bem vista pelo possível comprador da rede de joalherias da família.

Embora sejam herdeiros da rede de joalherias Katherine's, criada pelo seu pai em homenagem a esposa, Spencer e a irmã Harper sempre souberam que não queriam administrar as empresas da família, sendo assim, cada um seguiu seu caminho: Spencer criou um aplicativo de namoro quando saiu da faculdade chamado "Namorado Antenado", vendeu para uma grande empresa por uma pequena fortuna e logo depois se tornou sócio de sua melhor amiga Charlotte e abriram o The Lucky Spot Bar, que agora já tem mais unidades espalhadas por Nova Iorque e Harper trabalha com festas para crianças.

O possível comprador da Katherine's, o sr. Offerman é extramente antiquado e não vê com bons olhos o comportamento de Spencer, afinal, para ele, é essencial que a imagem passada seja de suas famílias perfeitas que estão fazendo uma transição cordial da empresa, então nenhum assunto deve desviar a atenção dos negócios. É assim que Spencer fingi estar noivo de sua melhor amiga.

Charlotte e Spencer são amigos desde a faculdade. Eles se entendem como ninguém e têm um acordo de fingirem ser namorados/noivos quando se veem em alguma situação embaraçosa, quando tem algum paquerador inconveniente, mas isso nunca passou de um minuto ou dois, agora imagine uma farsa de uma semana com uma pessoa que não consegue mentir? Será uma verdadeira provação para Charlotte.

Claro que ela não queria participar dessa farsa, ainda que fosse por apenas uma semana, afinal é claro que esse tipo de situação não poderia terminar bem, mas amigos acabam sempre fazendo muito um pelo outro e assim, Charlotte cede. 

Desde que vi os dois juntos gostei deles, a amizade é recheada de ironia, cumplicidade e lealdade. É claro que fariam tudo um pelo outro e quando se veem no meio dessa confusão criada por Spencer, a amizade é realmente posta a prova e muito mais que sempre esteve bem diante de seus olhos parece começar a ser desvendado.
Alguma coisa está acontecendo. Alguma coisa estranha, completamente desconhecida. Meu coração está falando uma língua que eu não compreendo, enquanto tenta me arrastar para Charlotte.
Era só o que faltava. Agora, em vez de lutar contra um órgão todo santo dia, vou ter de lutar contra dois.
P. 152
A escrita da Lauren é toda sob a ótica masculina, o que me lembrou da Emma Chase. Embora eu tenha sentido falta do ponto de vista da Charlotte, quando um livro só tem um ponto de vista eu sempre prefiro o masculino. Aqui Spencer é sarcástico, irônico e Charlotte o acompanha, além também de seu amigo Nick Hammer e de Harper, personagens que parecem ter muito o que explorar também. 
Eu adoro cada detalhe da porcaria do universo, cada coisa, por mais insignificante que seja! E sou o canalha mais feliz do mundo, aqui e agora, nesta sala, com a mulher que eu amo!
Mas é isso! Sim, é esse o significado contido na sopa de letras.
Eu quebrei a principal regra básica, a maior de todas!
Estou apaixonado pela minha melhor amiga.
P. 187
A narrativa da Lauren é rápida e nos conduz em um romance divertido e recheado de cenas hots e românticas, tornando os momentos de leitura extramente deliciosos. Agora é esperar o próximo livro da autora que a Faro publicará Mister O, que já temos a dica de quem serão os protagonistas e que já estou mega curiosa para ler ;)

Saraiva | Submarino | Cultura | Shoptime
Comentários
12
Compartilhe

12 comentários:

  1. Huuuuum
    fiquei curiosa, tb gosto de ler na ótica masculina, a história é sempre mais direta sem mt mimimi heheheheheheeh

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Confesso que esse tipo de livro não me chama muita atenção mais e tá bem raro de ler coisas assim. É fase.
    Mas achei interessante por ser de um ponto de vista masculino. Acho que esse tipo de livro fica bem mais legal quando é assim. Sai um pouco do clichê, sabe? Costumo gostar mais quando fazem desse jeito.
    A história parece ser boa. Esses dois tem uma amizade e tanto e muita coisa vai acontecendo nessa confusão, tem sentimentos envolvidos e aquelas complicações que a gente espera e adora ler. Pra quem curte coisas assim deve ser uma ótima pedida.

    ResponderExcluir
  3. Oi Lay, quando só podemos ter uma ótica, também prefiro a masculina :D Essa é a primeira resenha que vejo desse livro e achei que ele parece ser bem divertido e despretensioso, essa história de se apaixonar pela melhor amiga, que já deve ser apaixonada por ele desde antes né?! kkkkk, deve render um bom romance e com essa capa as cenas hot devem fazer parte e muito rsr. Curti e espero poder ler logo logo :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é Lily, sempre acho a deles mais divertida, kkkk
      Sim, é despretensioso e delicioso de ler juntamente por isso e fique ligada, que em breve teremos promoção ;)

      Excluir
  4. Eu não conhecia este livro, mas apesar de eu gostar de romance, não curto muito hot, então por este motivo não me interessei muito em ler, mas para quem curte este estilo de história, é uma boa dica de leitura.

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia o livro nem a autora, infelizmente não foi um livro que me chamou atenção, nem pela capa nem pela premissa.

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Amei a resenha, o livro parece bem um romance clichê. Adorei muito essa amizade leal do dois querendo sempre ajudar um ao outro mas sempre que há uma amizade sempre nascerá um amor incrivel, e claro que estarei torcendo pro dois ficarem junto, um livro que me ganhou pela historia linda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adorei mesmo, Lily, diversão, amizade, romance, como não amar?!

      Excluir
  7. Lay!
    Só pela capa já leria esse livro.
    SAber que o livro é escrito pelo ponto de vista masculino, é um atrativo a mais para fazer a leitura. Sempre acho o ponto de vista masculino mais frio e preciso.
    E saber ainda que colocarão a amizade à prova, deixa minha curiosidade ainda mais aguçada.
    “A solidão é a mãe da sabedoria.” (Laurence Sterne)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Rudy, frio, preciso e acho eles super divertidos por isso mesmo, sem mimimi, eles vão direto ao ponto e acabou.

      Excluir
  8. Que capa mais linda <3
    É raro livros assim serem escrito pelo ponto de vista masculino, isso já me chamou a atenção e quero muito conhecer essa amizade entre eles que vira amor, com certeza vou querer ler, muito obrigado pela dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoro ponto de vista masculino, acaba sendo sempre mais divertido, Ketellyn, kkk

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações