5 de mai de 2017


[Resenha] A Soma de Todos os Beijos - Julia Quinn

Ficha Técnica 

Título: A Soma de Todos os Beijos
Título Original: The Sum of All Kisses
Autor: Julia Quinn
ISBN: 978-85-8041-666-4
Páginas: 272
Ano: 2017
Tradutor: Maria Clara de Biase
Editora: Arqueiro
Lorde Hugh Prentice é um gênio da matemática e teve sua perna (e sua vida) arruinada por causa de um duelo com seu amigo, Daniel Smythe-Smith. Nesse livro, conheceremos um pouco da história de Hugh, antes e depois do acontecido. Sua família, o desespero de seu pai para conseguir que um de seus filhos lhe desse um herdeiro, visto que um não é chegado à mulheres e o outro, provavelmente terá dificuldades em encontrar uma esposa, e principalmente em ter filhos. E, claro, sua relação de amor e ódio com Sarah Pleinsworth, prima mais velha de Daniel, que mesmo antes de conhecê-lo, já odiava Hugh por ter arruinado sua família através desse duelo. Mas, as coisas começam a mudar quando Honoria, sua prima, pede para Hugh substituir seu padrinho no casamento e para Sarah ser sua acompanhante durante sua estadia, para que ele ficasse mais confortável diante dos familiares de Daniel. E esse tempo se prolonga, já que Daniel se casará duas semanas depois da irmã e resolve torná-los uma única festa... É claro que eles não se dão no início, mas com o tempo, ainda mais depois do primeiro casamento, quando ela fica impossibilitada de andar, eles deixam as diferenças de lado e começam a se conhecer realmente, e, o que era ódio, acaba se tornando uma paixão avassaladora. Mas as limitações de Hugh vão ser apenas um dos problemas que o casal enfrentará pelo caminho...

Resenha


Seguindo com a série Quarteto Smythe-Smith, chegamos à leitura do penúltimo livro, A Soma de Todos os Beijos. Vocês viram no final da minha resenha de Uma Noite Como Esta que fiquei muito curiosa para conhecer melhor o Hugh Prentice, mas como não costumo ler muitas sinopses, nem sabia que ele estaria protagonizando esse livro. E ele não me decepcionou (só não tirou o lugar de Marcus no meu coração, kkk).

Para iniciar esse livro, teremos a versão de Hugh para o fatídico duelo, que deixou ele e Daniel feridos, mas, embora Daniel tenha sido ameaçado de morte pelo marquês de Ramsgate (pai de Hugh), foi ele que ficou com sequelas eternas daquele dia. Após muita sorte e dedicação, Hugh consegue viver razoavelmente com as dores e sua bengala.

Mas quem vê o marquês assim tão furioso com o fato de seu filho quase ter morrido e quem sabe talvez nem lhe dar herdeiros não faz ideia de que Hugh não é o filho mais velho e herdeiro do título, mas entre ele e o irmão mais velho, Freddie, ele era o favorito. Não que ele gostasse do filho, mas sim pelo fato de não querer que seus títulos e terras passassem à outros membros da família.
Freddie tinha 27 anos e ainda era solteiro. Hugh tinha esperança de que ele se casasse, mas sabia que nenhuma mulher no mundo atrairia sua atenção. Aceitava isso em relação ao irmão. Não compreendia, mas aceitava.
(...)
Lorde Ramsgate não era o único nobre que não via nenhum motivo para tratar os filhos igualmente. Hugh seria melhor para Ramsgate, portanto Hugh era melhor. Ponto final.
P. 18
Dá para ver que a relação nessa família é muito amistosa, não é mesmo? Depois do acidente ficou ainda mais complicado viver com o marquês, então assim que conseguiu Hugh saiu de casa e foi morar sozinho e procurar Daniel, para que ele retornasse à Inglaterra. Enquanto isso, as coisas também não foram nada fáceis para a família Smythe-Smith, afinal, com a fuga de Daniel, sua irmã e prima não puderam debutar no mesmo ano por conta do escândalo e isso deixou Sarah Pleinsworth no mínimo rancorosa em relação à Hugh.

Agora, anos depois e com o retorno de Daniel, ele e Hugh tem tentado voltar à amizade de antes e claro que isso levou Hugh a ser convidado para o casamento de Honoria com Marcus e de Daniel com Anne. Esse fato levou Honoria a pedir que Sarah fizesse companhia à Hugh pelo fato dela não se dar bem com o outro primo delas. Mas o que Honoria não sabia é que ela já havia se encontrado no passado com Hugh e não tinha sido nada agradável. Sarah o culpava por não ter debutado no ano em que nada menos do que quatorze solteiros se comprometeram em Londres, ela podia muito bem estar casada agora.

Esse convívio forçado por Honoria (que em nenhum momento pensou nisso como uma possibilidade de casamento para prima, e sim porque sabia que Hugh não tinha muitas pessoas com quem conversar) na verdade mostrou a ambos que eles tinham coisas em comum e Hugh se viu rindo mais do que o usual em companhia de Sarah e suas irmãs mais novas.
Porque lady Sarah Pleinsworth o olhava com uma expressão de rara clareza e uma objetividade (ele estava bastante certo disso) atípica. O olhar dela, que sempre fora duro e irritado quando dirigido a ele, estava mais suave. Ele percebeu que os lábios de Sarah, agora que não lhe proferiam insultos, eram perfeitos, carnudos, rosados e com o tipo de curva certa. Pareciam dizer a um homem que ela sabia coisas, sabia rir, e, se ele desnudasse sua alma, ela poderia iluminar o mundo inteiro dele com um único sorriso.
Sarah Pleinsworth.
Santo Deus, ele havia perdido o juízo?
P. 68
Eu me encantei com Hugh e sua estória. A criança considerada diferente pelos amigos porque sempre foi muito bom com os números, que aprendeu cedo na escola que precisava errar alguns exercícios para evitar que os professores achassem que estava colando nas provas, que tendo seu irmão como aliado em casa, não era algo que o ajudasse muito na relação com o pai e órfão de mãe desde os dez anos, não tinha outras pessoas com quem conversar. Depois de anos vivendo assim, realmente ele ter a amizade de Daniel e Marcus é muito raro e fiquei muito feliz em ver como conviver principalmente com Frances o ajudou a ver um outro lado seu.
- Já contou todas? - perguntou Sarah.
- As estrelas?
- O senhor conta tudo - brincou.
- As estrelas são infinitas. Nem mesmo eu seria capaz de contá-las.
- É claro que seria - disse Sarah, sentindo-se encantadora e travessa. - Não poderia ser mais simples. Infinito menos um, infinito mais um.
Ele a encarou com uma expressão que deixava claro o ridículo daquela teoria, mas disse apenas:
- Não funciona assim.
- Deveria funcionar.
- Mas não funciona. Infinito mais um ainda é infinito.
- Bem, isso não faz nenhum sentido.
P. 161-162
Mais uma vez a Julia Quinn arrebentou, amei demais A Soma de Todos os Beijos e vamos para o último livro da série.

Compare e Compre
Comentários
12
Compartilhe

12 comentários:

  1. Estou muito curiosa para ler essa série da Julia e o bom é que as resenhas e os comentários estão sendo positivos, o que é ainda melhor! Ela arrasa nos mocinhos nos apaixonamos sempre :) Beijocas sua linda!

    ResponderExcluir
  2. Parece que essa série consegue encantar a gente com cada personagem. Tinha visto algumas coisas dele em resenhas do outro livro e achei que poderia ser uma boa trama essa dele. Parece que não decepciona e o personagem tem uma história muito legal. É interessante ver como essa amizade dos outros personagens contrasta com a vida que ele teve na infância e o que estava acostumado. E confesso que adoro um bom casal que se odeia ou tem um passado tenso, com conflitos ou algo assim. Parece que ver esses dois se conhecendo melhor é muito bom.
    Estou animada com essa série da autora. É outra que tem tudo pra ficar no coração =)

    ResponderExcluir
  3. Oi Lay!
    Vou ser sincera contigo. Não li a resenha porque pretendo ler essa série e moro de medo de saber do futuro dos personagens dos primeiros livros (haha).
    Mas conhecendo suas resenhas, sei que está muito bem escrita.
    Beijokas
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  4. Boa noite, Layane!
    A Julia Quinn sempre arrasa nos romances históricos. Não me surpreende que algumas fãs do gênero leem os livros dessa autora com total confiança de que irão gostar, é um fenômeno! O livro parece ter bastantes conflitos, o que eu gosto bastante. Ansioso para poder ler um dos livros da autora.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Lay!
    Quanta coisa passou o protagonista e que bom ter conseguido amigos fieis e que o compreendia.
    Adorei!
    Não li ainda nenhum dos livros da série, mas bem quero.
    Bom domingo!
    “Conhecer os outros é sabedoria. Conhecer-se a si próprio é sabedoria superior.” (Lao-Tsé)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  6. Depois de ler tantas resenhas positivas sobre os livros da Julia Quinn finalmente resolvi ter o meu, comprei o box lindo que chegou na sexta mas ainda não pude começar a ler, espero ler ainda essa semana. Adorei as capas dessa serie, são lindas.

    ResponderExcluir
  7. bom, adorei sua resenha. fiquei bastante interessada pela historia do protagonista, ainda mais na situaçao que ele vai encontrar a mocinha.. achei interessante esse lado de que ele "tinha que errar algumas questoes para n desconfiarem que estava colando" eh como se fosse um novo lado para protagonistas masculinos, o que se sobresaem tambem pela inteligencia..

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Estou com um vontade imensa de ler os livros de Julia Quinn. Já li varias resenhas sobre esse livro e sempre me faz suspira, me faz querer ler ele muito mais..
    A trama do livro e super linda, bem clichê, um romance que faz vai eu suspira!

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Tô louca para ler essa série, amo romances de época e vejo falarem tão bem da Julia Quinn <3

    ResponderExcluir
  11. Julia Quinn e seus ótimos livros de romance de época, não tenho dúvidas que quero ler esta série Quarteto Smythe-Smith, lendo sua resenha fiquei mais ansiosa ainda para ler estes livros, não tenho dúvidas que irei adorar a história.

    ResponderExcluir
  12. Os livros de Julia Quinn são perfeitos na minha opinião. Amo romances de época e para mim ela é referência. Achei esse livro bem diferente, com uma història interessante. Com certeza vou ler.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações