13 de jun de 2017


[Resenha] Agora e Para Sempre, Lara Jean - Jenny Han

Ficha Técnica 

Título: Agora e Para Sempre, Lara Jean
Título Original: Always and Forever, Lara Jean
Autor: Jenny Han
ISBN: 978-85-510-0198-1
Páginas: 304
Ano: 2017
Tradutor: Regiane Winarski
Editora: Intrínseca
Em Para todos os garotos que já amei, as cartas mais secretas de Lara Jean — aquelas em que se declara às suas paixonites platônicas para conseguir superá-las — foram enviadas aos destinatários sem explicação, e em P.S.: Ainda amo você Lara Jean descobriu os altos e baixos de estar em um relacionamento que não é de faz de conta. Na surpreendente e emocionante conclusão da série, o último ano de Lara Jean no colégio não podia estar melhor: ela está apaixonadíssima pelo namorado, Peter; seu pai vai se casar em breve com a vizinha, a sra. Rothschild; e sua irmã mais velha, Margot, vai passar o verão em casa. Mas, por mais que esteja se divertindo muito — organizando o casamento do pai e fazendo planos para os passeios de turma e para o baile de formatura —, Lara Jean não pode ignorar as grandes decisões que precisa tomar, e a principal delas envolve a universidade na qual vai estudar. A menina viu Margot passar pelos mesmos questionamentos, e agora é ela quem precisa decidir se vai deixar sua família — e, quem sabe, o amor de sua vida — para trás. Quando o coração e a razão apontam para direções diferentes, qual deles se deve ouvir?

Resenha


O que dizer desse livro? Desde que li Para Todos os Garotos que já Amei eu me encantei com os personagens criados pela Jenny Han. Após um salto de um ano de P.S.: Ainda Amo Você, Lara Jean agora está no último ano do ensino médio e seu objetivo agora é entrar para a Universidade da Virgínia, mais conhecida como UVA, a universidade mais próxima de sua casa e seu sonho desde criança. Sempre foi uma certeza para ela que cursaria a faculdade lá, que viria para casa várias vezes pela proximidade, o que ela não imaginava é que nessa equação sua irmã Margot estaria fazendo faculdade na Escócia, seu pai estaria em um namoro sério com a vizinha, a sra. Rothschild e ela estaria namorando com Peter Kavinsky, seu primeiro amor.
Ele pigarreia.
- Naquele dia, no porão de McClaren. Meu primeiro beijo também foi com você.
(...)
- Por que nunca me contou?
- Sei lá. Acho que esqueci. E é constrangedor eu ter inventado uma garota. Não conta pra ninguém!
Sou tomada por um sentimento de assombro que parece se espalhar pelo meu corpo. Então o primeiro beijo de Peter Kavinsky foi comigo. Que perfeito! Que maravilhoso!
P. 47
Com isso, o plano foi levemente alterado, afinal Peter já garantiu sua entrada na UVA com uma bolsa para jogar no time de lacrosse da universidade, mas é certo que para Lara não será difícil entrar lá com seu histórico escolar.

Lara Jean está super apaixonada e não é para menos, Peter é um fofo e eu amo demais as cenas dos dois juntos, é um romance tão lindo que aquece o coração mesmo. Ainda que em P.S.: Ainda Amo Você John Ambrose McClaren tenha surgido e mexido não apenas com o coração de Lara Jen, como o meu também, estou certa de  que Lara e Peter são um casal perfeito.

Por falar em John, ele aparece nesse livro, pouco, mas aparece e só esse pouquinho já faz a gente querer ficar perto dele. Kitty, como sempre, é outro personagem querido, quando ela aparece tenho que fazer um esforço para me lembrar que ela só tem onze anos, poucas são as cenas em que isso fica claro, acredito que o fato de conviver com pessoas mais velhas tenha feito com que ela também pense como eles e não como a maioria das crianças.

Mas é claro que nem tudo são flores e Lara Jean tem que lidar com situações inesperadas e muitas delas refletirão em seu futuro, portanto, não podem ser decididas no calor das emoções. Faculdade, namoro, família, todos fatores muito importante para ela.

O crescimento e amadurecimento que vemos de Lara Jean e Peter não é apenas como casal, mas também individualmente. Lara precisa aceitar que sua irmã mais velha tem outra vida na Escócia, que pouco virá para casa e a relação delas nunca mais será igual, ver que sua irmã mais nova está crescendo e que, com sua ida para a universidade, consequentemente também se distanciará dela, é algo natural, as relações mudam, e isso não é necessariamente ruim. Peter também se abre um pouco mais e podemos conhecer um pouco de sua relação com o pai, mas eu confesso que quando a mãe dele apareceu foram momentos em que tive muita raiva dela, embora entenda o sentimento de mãe... Enfim, deixa pra lá.
Meu primeiro beijo, meu primeiro namorado de mentira, meu primeiro namorado de verdade. O primeiro garoto que comprou uma joia para mim. (...) Ela me disse que é assim que um garoto permite que você saiba que é dele. Acho que conosco foi o contrário. Foi como eu soube que ele era meu.
Não quero esquecer nada disso. O jeito como ele me olha neste momento. O jeito como eu ainda sinto um arrepio, todas as vezes que ele me beija.
P. 297-298 
LINDO! LINDO! LINDO! Terminei o livro com aquela sensação boa sabe, quando você lê um livro leve, com bons personagens, bem construídos e que certamente farão falta, deixarão muita saudade. Obrigada Jenny por proporcionar momentos tão bons com Para Todos os Garotos que já Amei, P.S.: Ainda Amo Você e ter encerrado brilhantemente com Agora e Para Sempre, Lara Jean.
Kitty está sempre dizendo que histórias de origem são importantes.
Na faculdade, quando as pessoas perguntarem como a gente se conheceu, como vamos responder? (...)
Acho que vou dizer que tudo começou com uma carta de amor.
P. 298-299
Cultura | Saraiva | Fnac 
Comentários
10
Compartilhe

10 comentários:

  1. Boa tarde!
    Quando um livro simples e leve nos conquista dessa forma, é um sinal de que, além de outras coisas, a escrita da autora é ótima.
    Quero muito ler essa trilogia, todo mundo está falando dela.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A escrita da Jenny é doce e suave, Dan, nos conquista rapidamente e a gente só quer ler mais e mais <3

      Excluir
  2. Lay!
    Adoro livros com enredos onde a família está sempre presente e aqui, as irmãs apesar de serem diferentes, elas se dão bem.
    E saber que a protagonista cresceu muito durante a trama, é maravilhoso.
    Bom terminar uma série tão bem, né?
    Desejo uma ótima semana!
    “Onde há estudo - há sabedoria.” (Textos Judaicos)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É maravilhoso, Rudy. De fato, as irmãs são bem diferentes, mas cada uma tem seu papel na família e elas se completam, é muito linda a relação delas, ver os altos e baixos e como se apoiam.
      Realmente foi um final de série lindo <3

      Excluir
  3. Layane que delicia de resenha, o meu ta aqui me esperando pra ler, logo chega a vez dele e nao vejo a hora de saber o desfecho da vida desses dois lindos personagens, que são Peter e Lara Jean. a autora consegue deixar a gente mais apaixonada a cada pagina ne.

    Parabens pelo blog
    Ana Paula
    Paixão por Leituras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ana e depois de ler, me conta o que achou. Eu adoro a Lara Jean <3

      Excluir
  4. Olá,
    Que fofura de amor. Já tinha visto o livro mas nunca cheguei a ler ele e nem uma resenha, mas ao ler agora fiquei encantada com a historia, o clichê e super fofo. Gostei bastante da personagem querer terminar os estudos, ir para uma faculdade e também ter um amor.

    ResponderExcluir
  5. Hey,

    Eu não li a resenha por medo de spoiler, pois pretendo ler a série em breve, já está na minha lista de leitura <3

    ResponderExcluir
  6. oi nao li pois paree que em spoiler e se eu ler nao consigo ler o livro rsrsr bejos a

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações