24 de jun de 2017


[Seriando um Pouquinho] Looking



Sinopse: Looking acompanha três amigos vivendo e amando na moderna cidade de São Francisco, na Califórnia. Mesmo unidos pela amizade, cada um está em um ponto diferente da vida. Patrick (Jonathan Groff) é um designer de vídeo game com 29 anos que tenta voltar a namorar após descobrir que seu ex está noivo. O artista Agustín (Frankie J. Alvarez), de 31 anos, está cogitando a ideia de assumir um relacionamento mais sério com seu namorado, enquanto o mais velho do grupo, o garçom Don (Murray Bartlett), de 39, começa a enfrentar a crise da meia-idade.


 Já que nesse mês, o tema está presente em todos os sites, discussões etc, trazemos também uma série que trata da homosexualidade. Looking é uma série produzida pelo canal HBO, que traz de  maneira dramática com toques de comédia a vida de três amigos homosexuais, que vivem em São Francisco. Os produtores executivos da série são David Marshall Grant, Sarah Condon e Andrew Haigh. Com duas temporadas transmitidas em 2014 e 2015, a série foi cancelada deixando o destino dos personagens em aberto. Para resolver esta lacuna, o canal produziu um filme trazendo algumas resoluções para os protagonistas.



Na trama, Patrick Murray, tem 29 anos e é um designer de jogos de vídeo, romântico, otimista e frustrado com a vida amorosa; Agustin, trabalha como assistente de uma artista que começa a ter problemas conjugais com seu companheiro quando a monogamia passa a ser tema das “DR’s”; e Dom, o mais velho acaba sofrendo com a pressão de não ter alcançado seus objetivos profissionais e pessoais. A série acaba conquistando o público gay, por tratar do tema sem clichês e se aproximando bastante da realidade. A história dos personagens pode, facilmente, retratar a vida de qualquer pessoa, seja em termos de relacionamento amoroso, ou sobre as frustrações e anseios profissionais e as importância que os amigos tem nas nossas decisões.

Como Patrick é quem narra a história, acabamos entendendo aquele  mundo pelos olhos dele. Após saber que um ex-namorado vai casar ele começa a pensar na vida e refletir sobre sua vida profissional e pessoal, (quem nunca parou pra pensar na vida quando vemos que a vida de pessoas próximas estão mudando, se desenvolvendo e estamos estagnados?). Ele acaba se atrapalhando nas próprias emoções. A partir daí surgem dois interesses para ele. Primeiro o novo chefe, um cara “bem-sucedido”, atraente, mas que está comprometido e vive um relacionamento à distância. Por outro lado, temos o não tão "bem-sucedido" Richie, que é latino, cabeleireiro, humilde, carinhoso, romântico que aparece justamente quando ele precisa de carinho. Mesmo sendo bonito, inteligente, Richie não é exatamente uma pessoa que Patrick fantasiava para um relacionamento.


Aí está a crítica sobre a superficialidade da nossa sociedade. E como as relações interferem na nossa maneira de agir. Um dos melhores de Patrick é exatamente como a maioria das pessoas. Agustin é extremamente egoísta, ele age de maneira a seguir seus desejos acima de qualquer coisa ou qualquer pessoa. Ele que sucesso na carreira, quer um relacionamento, sem abrir mão da possibilidade de um sexo casual para “diversificar”. Dom, o outro amigo, vive como garçom, tem um ex-namorado que alcançou sucesso depois de se aproveitar dele. Aos 40 anos ele está frustrado e não tem o mesmo orgulho de Patrick e Agustin. Na trama acaba conhecendo um homem mais velho que ele que o incentiva.


Existem vários motivos para ver a série, independentemente de qual for a orientação sexual do espectador, porque Looking se fundamenta no anseio, no orgulho, na vaidade, no desejo e na construção do amor de um público específico, entretanto é bastante parecido com os desejos e as frustrações de todos, sendo homosexuais ou heterosexuais.


Elenco:
Jonathan Groff - Patrick Murray
Frankie J. Alvarez - Agustín Lanuez
Murray Bartlett - Dom Basaluzzo
Russell Tovey - Kevin Mathesonte Regular
Raúl Castillo - Ricardo "Richie" Donado Ventura

Lauren Weedman - Doris
Comentários
5
Compartilhe

5 comentários:

  1. Miau!
    Gostei demais da dica, não conhecia a série e achei muito interessante, ainda mais que aborda vaidade, orgulho e claro, as relações sentimentais.
    Vou tentar acompanhar na HBO.
    Boas festas juninas e bom final de semana!!!!
    “O que importa afinal, viver ou saber que se está vivendo?” (Clarice Lispector)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Adorei a dica, não tinha ouvido falar desta série ainda e adorei a trama. Vou colocar na minha lista para futuras maratonas ! As séries da HBO são na maioria das vezes ótimas, eles sabem abordar e desenrolar toda a trama de um modo muito inteligente!


    beijos :*
    http://sheisabookaholic.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Hey,

    Não conhecia a série, mas depois da sua resenha fiquei bem curiosa para assistir ela.

    ResponderExcluir
  4. nuca tinha voido falar mais essa serie parec ser bem top amo as trama. vou acompanhar o HBO rsrs
    amei beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Que interessante, e muito ruim quando seguimos uma serie e simplismente para de ser produzidar e deixa tudo em questões abertas, eu realmente gostei da trama, tem uma historia muito envolvente, ainda mas em relação a pessoa que são diferente.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações