25 de jul de 2017


[Resenha] Quando a Bela Domou a Fera - Eloisa James

Ficha Técnica 

Título: Quando a Bela Domou a Fera
Título Original: When Beauty Tamed The Beast
Autor: Eloisa James
ISBN: 978-85-8041-680-0
Páginas: 320
Ano: 2017
Tradutor: Thalita Uba
Editora: Arqueiro
Eleito um dos dez melhores romances de 2011 pelo Library Journal, "Quando a Bela domou a Fera" é uma releitura de um dos contos de fadas mais adorados de todos os tempos. Piers Yelverton, o conde de Marchant, vive em um castelo no País de Gales, onde seu temperamento irascível acaba ferindo todos os que cruzam seu caminho. Além disso, segundo as más línguas, o defeito que ele tem na perna o deixou imune aos encantos de qualquer mulher. Mas Linnet não é qualquer mulher. É uma das moças mais adoráveis que já circularam pelos salões de Londres. Seu charme e sua inteligência já fizeram com que até mesmo um príncipe caísse a seus pés. Após ver seu nome envolvido em um escândalo da realeza, ela definitivamente precisa de um marido e, ao conhecer Piers, prevê que ele se apaixonará perdidamente em apenas duas semanas. No entanto, Linnet não faz ideia do perigo que seu coração corre. Afinal, o homem a quem ela o está entregando talvez nunca seja capaz de corresponder a seus sentimentos. Que preço ela estará disposta a pagar para domar o coração frio e selvagem do conde? E Piers, por sua vez, será capaz de abrir mão de suas convicções mais profundas pela mulher mais maravilhosa que já conheceu?

Resenha


Meu primeiro livro da Eloisa James e o que tenho para dizer? ADOREI! Sério mesmo, gente. Os personagens são incríveis e a escrita da Eloisa faz com que não queiramos largar o livro em momento algum.

Em uma releitura da história d'A Bela e a Fera, Eloisa nos apresenta Piers Yelverton, o conde de Marchant e futuro duque de Windebank. Piers é um médico reconhecido e bem-sucedido, embora não se espere que cavalheiros tenham profissões, mas como foi criado na França, os conceitos deles são bem diferentes, não é a toa que vive afastado em seu castelo no País de Gales onde poucas pessoas convivem com seu temperamento intempestivo. Ainda assim, algumas pessoas o procuram no castelo depois de terem procurado outros médicos e não terem tido seus problemas resolvidos, afinal Piers fez de seu castelo, em parte um hospital.

Linnet Berry Thrynne é uma jovem extremamente bela. Aos vinte e três anos e recém-debutada na sociedade londrina, está passando por um momento muito complicado e sua reputação corre um grande perigo e o pior, é que ela nem fez nada de tão errado. Linnet é órfã de mãe há alguns anos, mas até hoje sua reputação persegue a família e ao que parece, mesmo seu pai tendo decidido que ela debutasse mais tarde, não adiantou, o escândalo os seguiu e agora é preciso que Linnet case o mais rápido possível. Mas quem aceitaria?
Em suma, é rara a mulher que, de fato, ofusca o brilho do sol. Ainda mais uma mulher com dentes perolados, voz de cotovia e um rosto tão lindamente esculpido que os anjos chorariam de inveja.
Linnet Berry Thrynne tinha todos esses atributos, com exceção, talvez, da fala melodiosa de uma cotovia. Ainda assim, sua voz era perfeitamente aceitável e já haviam lhe dito que sua risada era como ressoar de sinos dourados e (apesar de não serem cotovias) como canções de pintarroxos.
Ela nem sequer precisava olhar para o espelho para saber que seu cabelo e seus olhos estavam brilhantes, e seus dentes - bem, talvez esses não brilhassem, mas eram bastante brancos.
P. 07
Embora tenha todos os todos os atributos físicos desejados pelos homens e mulheres da época, com a rachadura atual em sua reputação, Linnet se vê em uma longa viagem com o Robert Yelverton, o duque de Windebank, para conhecer seu noivo. Aparentemente, Linnet terá que se contentar em se casar com o homem conhecido como Fera e ficar feliz com seu destino. Mas quando chega no Castelo Owfestry, em Pendine, no País de Gales, descobre que Piers é ainda pior do que imaginava.
-Suponho que você ache que eu vou me apaixonar  por você - disse ele.
- Muito provavelmente.
- Quanto tempo você deu a si mesma?
Ele parecia genuinamente curioso.
- Duas semanas no máximo.
E, então, ela deu o sorriso - covinhas, charme, sensualidade e tudo o mais.
Ele nem piscou.
- Isso é o melhor que você tem?
Sem conseguir se conter, Linnet deixou escapar uma risadinha. Depois outra.
- Geralmente, isso é mais que suficiente.
P. 66
Para quem ainda não sabe, além de uma releitura do conto de fadas A Bela e a Fera, Eloisa trouxe mais um ingrediente para esse livro, Piers é um personagem inspirado no Dr. Gregory House, da série Dr. House, que eu simplesmente amo, então ver Piers me fazia lembrar do Hugh Laurie interpretando o médico mais lindo e rabugento do Princeton-Plainsboro Teaching Hospital Preto de copas (cartas). Piers também tem um defeito na perna que o faz usar uma bengala e seu humor, sua inteligência sem dúvida lembravam e muito o médico do nosso século.


Enquanto vemos o desenrolar dos dias de Linnet em Owfestry, conhecemos um pouco mais tudo em torno da história deles, principalmente o passado de Piers com seus pais, como ele ficou com a lesão em sua perna que lhe causa tanta dor, como decidiu se tornar médico e como ficou cada vez mais recluso em seu castelo, com seu humor e por outro lado, ele vê que Linnet não é apenas um rosto e corpo bonito, ao contrário do que era recomendado pela sociedade da época, Linnet adora ler e é bastante inteligente.
Piers bufou.
- Você é uma romântica, mesmo que pareça contemplar o adultério sem pestanejar.
- Eu leio romances demais para não ser romântica.
- Romances não têm nada a ver com a vida real.
- São melhores que a vida real - afirmou Linnet. - Há um prazer enorme em ver pessoas más recebendo o que merecem.
P. 166
Quanto mais o livro se desenrolava, mais eu me apaixonava por Piers e adorava o casal. Eles são envolventes, sagazes, inteligentes, têm uma personalidade forte e isso para mim é um dos pontos altos do livro, a Linnet não é aquela garotinha frágil, ela enfrenta Piers de igual para igual e isso abala suas certezas.
- Você é um chato - Linnet informou a Piers.
Ele a tinha acordado balançando uma fita sobre seu rosto, de modo a fazer cócegas em seu nariz.
- Eu trouxe chocolate quente.
- Isso ajuda a amenizar sua chatice - respondeu ela, sentando-se apoiada na cabeceira para tomar seu chocolate.
E também para observar Piers disfarçadamente, apesar de ela mesma não entender direito por que se sentia atraída por uma figura tão grosseira.
P. 151
Além de Piers e Linnet, outros personagens são maravilhosos, os pais de Piers - o duque de Windebank e lady Bernaise -, seu mordomo, Prufrock e seu primo Sébastien - marquês Latour de l'Affitte - são ótimos, adoro como eles não se deixam abater pelo temperamento de Piers, como o enfrentam para estar ao seu lado.
- Sei que você tem uma afinidade pela infelicidade - retrucou Sébastien, levando o copo à boca. - Na verdade, paradoxalmente, você não se sente feliz a não ser que esteja infeliz. Sua maneira de fazer isso é afastando as pessoas que se preocupam com sua existência sórdida. Para começar, eu mesmo, que sou impossível de descartar, então, você parece ter desistido. Seus pais. - Ele ergueu o copo na direção de Linnet. - Sua linda noiva.
P. 222
Estou completamente apaixonada e quero muito que o próximo livro da série Contos de Fada seja publicado pela Arqueiro, realmente a Eloisa James entrou para o rol das minhas autoras de romances de época Preto de copas (cartas).
- Se eu fosse me casar com alguém, Linnet, seria com você.
- Eu sempre soube que esses seios seriam úteis - disse ela com satisfação.
Ele riu disso.
P. 203
Saraiva | Cultura | Livraria da Folha | Fnac  
Comentários
5
Compartilhe

5 comentários:

  1. Lay!
    É o seguinte...sou totalmente apaixonada pelos contos de fadas e suas releituras, principalmente se é de A Bbela e a Fera, meu conto favorito de todos.
    E ver que mesmo com algumas modificações do original, o livro é muito envolvente e ainda sabendo que a Fera foi baseada no meu tão amado Dr. House, tenho ainda mais interesse em poder ler.
    Desejo uma ótima semana!
    “Demore na dúvida...E descubra a sabedoria que insiste em se esconder na ausência de palavras.” (Padre Fábio de Melo)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Hey,

    Já li várias resenhas desse livro e cada uma me faz me apaixonador mais ainda por esse livro que já está na minha listinha e pretendo ler em breve.

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Já li varias resenhas desse livro e cada vez mais fico apaixonada por ele. Quero muito ler esse romance super fofa, você falando assim do personagem faz lembra mesmo de Dr. House, eu nunca assisti a serie dele mas já ouvi fala dele. O livro e muito maravilhoso e quero muito ler ele.

    ResponderExcluir
  4. Confesso que eu tava me interessante pelo livro, mas quando li que o personagem é inspirado no House fiquei super curiosa.

    Amo House e com certeza adoraria ler este livro.

    ResponderExcluir
  5. Ainda não li nem um livro da autora Eloisa James. Que bom que você gostou deste livro, eu gosto de ler releituras de histórias de contos e fadas, então já acabei me interessando em ler este livro por ele ser uma releitura de A Bela e a Fera, achei bem interessante o personagem Piers ser inspirado do Dr. Gregory House, fiquei bem curiosa para ler este livro e adicionei ele em minha lista de leituras.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações