25 de ago de 2017


[Resenha] A Oportunista - Tarryn Fisher

Ficha Técnica

Título: A Oportunista 
Título Original: The Opportunist
Autor: Tarryn Fisher
ISBN: 978-85-62409-61-5
Páginas: 256
Ano: 2016
Tradutor: Fabio Alberti
Editora: Faro Editorial
Olivia Kaspen acaba de descobrir que seu ex-namorado, Caleb Drake, por quem era obcecada, perdeu a memória. Com uma incrível habilidade de tirar proveito das situações, ela acredita estar diante de uma segunda chance para ter Caleb de volta. E para que seu plano dê certo, Olivia precisa manter sua verdadeira identidade e seu passado sórdido em segredo. Porém, surge um obstáculo inesperado: a atual namorada de Caleb, a perversa Leah Smith. Inicia-se então um jogo entre duas mulheres dispostas a tudo para conquistar o homem que parece ter apagado todo o seu passado. Para encobrir as consequências de suas mentiras, Olivia cria uma teia de novos eventos, em um processo que pode levá-la a descobrir que sua busca pelo amor talvez a tenha feito ultrapassar limites muito perigosos.

Resenha


A Oportunista é o primeiro livro da série Amor e Mentiras, da americana Tarryn Fischer, que escreveu Nunca Jamais em coautoria com a Colleen Hoover e vocês já devem ter lido a resenha de Tácio aqui no blog.

A Oportunista nos apresenta Olivia Kaspen, uma jovem que mora em Miami e está concluindo a faculdade de Direito, mas o que intriga mesmo no início dessa história é que a Olivia inicia dizendo que sempre arranca de sua vida o que ama. É assim que sabemos que ela ama incondicionalmente Caleb Drake, seu ex-namorado. 

Eu sou Olivia Kaspen, e quando amo alguma coisa eu a arranco de minha vida. Isso não é intencional... Pelo menos, não totalmente.
P. 07
Com uma narrativa em primeira pessoa na visão da Olivia, vamos alternando entre presente e passado. No presente vemos quando Olivia reencontra Caleb e descobre que ele perdeu a memória e no passado descobrimos como eles se conheceram e aos poucos vamos entendendo o que aconteceu no relacionamento deles. 

Para falar um pouco do passado, Olivia e Caleb se conheceram na faculdade, onde ela era um ser completamente recluso e focado em seus estudos enquanto Caleb - lindo, educado e com sotaque britânico - sempre foi o cara popular, astro do basquete, cobiçado por todas as garotas do campus, invejado pelos rapazes. As garotas sempre se atiraram para ele, mas Caleb fazer o primeiro movimento era algo novo e foi o que aconteceu quando ele abordou Olivia no campus. 

Enquanto Caleb corre atrás de Olivia, ela não dá a mínima para ele e não é que ela não esteja interessada, mas a história da sua vida lhe assombra a todo momento. Olivia não tem mais família, seu pai era um traidor compulsivo e abandonou a família várias vezes até que sua mãe deu um basta na situação e alguns anos depois ele foi assassinado, enquanto sua mãe - que sofreu durante muitos anos por amar demais alguém que não merecia - faleceu de câncer. Para Olivia, a vida se resume em estudar e não pensar em amor, afinal os conselhos de sua mãe sempre foram para ter cuidado com esse sentimento. Mas Caleb abalará as certezas de Olivia para sempre. 

Seja lá o que houve no passado nesse relacionamento, o que a gente consegue perceber logo de cara é que foi algo muito sério e que, se não fosse a amnésia de Caleb, certamente eles não conversariam novamente. Ela deixa muito claro que o rompimento foi brutal - ou talvez seja a tendência de Olivia ao melodrama, como ela mesmo fala.

Essa amnésia é a chance que Olivia precisava, pois, mesmo depois de três anos do rompimento, ela não superou a falta que ele faz em sua vida, é como mendigar um pouco dele enquanto ele não recupera a memória. 
Eu enrubesço e decido que jamais contarei a verdade a ele. Mais cedo ou mais tarde ele irá se lembrar e essa farsa toda irá desmoronar a minha volta como um castelo de cartas ao vento. Por enquanto, eu o tenho de volta e vou me agarrar a essa situação até o último momento.
P. 25
Quanto mais conhecia Olivia, mais a odiava pela maneira como ela manipulava as situações, tanto no passado como no presente. Para ela não havia limite quanto ela tinha um objetivo e, depois que ela decidiu que queria ficar com Caleb, ela passou como um trator por cima de muitas coisas - e muitas pessoas também. 

Esse livro me trouxe um misto de sensações, porque esses personagens estão longe dos padrões de personagens que tenho lido (romances de época, chick-lits, mas sem tantas intrigas) e estão distantes também de serem considerados perfeitos e quando digo isso não me refiro apenas a Olivia, mas a Caleb, Leah (a atual namorada de Caleb) e alguns outros personagens que aparecem no caminho. Em diversos momentos quis jogar o livro na parede de raiva de algumas coisas, de certas atitudes. Mas a verdade é que retrata muito da realidade: nós não somos perfeitos, a vida não é perfeita. Nossas escolhas moldam nosso futuro e normalmente somos mesmo egoístas e pensamos primeiro em nossa felicidade em primeiro lugar e isso não está de todo errado, contanto que outras pessoas não sejam prejudicadas no caminho.
- Amar alguém de verdade é mais do que buscar a própria felicidade. Você tem de querer que o outro seja mais feliz do que você.
P. 243
Como eu disse no começo, A Oportunista é o primeiro livro da série Amor e Mentiras e como foi lançado em 2016, já temos publicados os outros dois livros da série, A Perversa (visão da Leah) e O Impostor (visão do Caleb).

Comentários
10
Compartilhe

10 comentários:

  1. Oi Lay, ainda não li nenhum dos livros dessa autora mas já li algumas resenhas de seus livros e percebo que nos apresentar personagens perfeitamente imperfeitos, humanos, é uma característica da autra e ao mesmo tempo que acho isso interessante, fico preocupada de não conseguir torcer por ninguém haha. Ainda assim, gostei da resenha, acho que apesar dessa não ser uma trilogia que iria procurar pra ler agora, é uma opção de leitura pro futuro, diferente e interessante a sua maneira ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que a gente já está tão acostumado a torcer por alguém, Lili, que quando isso não é possível em um livro a gente é tirado de nossa zona de conforto. A história é intrigante e certamente nos faz repensar em algumas atitudes ;)

      Excluir
  2. Acabei de ler este livro, e achei o final bem triste!! Eu entendo o lado da Olivia e também o do Caleb!! Eles tiveram várias chances de ficarem junto, mas eles sempre pensavam demais e deixavam passar a oportunidade de concretizarem o amor entre eles!! A olivia fez grandes burradas, porém ele não fica para trás!! Achei a história bem tensa, penso que as continuações também serão!! Torço para que eles fiquem juntos no terceiro livro, que é o do Caleb!! Quero ler os demais livros!!

    ResponderExcluir
  3. Fiquei bem animado com essa resenha. Aliás, gosto tanto do blog que toda vez que vejo que tem resenha nova, meu coração acho que palpita mais forte, tamanha a felicidade. Esse blog é show! Continuem assim, vocês fazem um excelente trabalho. Um abraço, Dieison Engroff, do Rio Grande do Sul.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho, Dieison <3 Bom saber que curte saber nossa opinião sobre os livros que lemos ;)

      Excluir
  4. Já havia ouvido falar dessa trilogia, sendo sincera nunca me interessou. Mas a trama era como eu esperava, algo que te faz questionar muitas ou todas as ações dos personagens. Isso os torna humanos, as vezes, quem sabe, o fato de serem tão humanos é que faz que a raiva que possamos sentir é maior, pois é algo que não foge da realidade.
    Eu não pretendo ler A Oportunista e os demais livros por enquanto, mas quem sabe no futuro? Não é uma leitura que me deixa super animada, mas não a condeno, pode ser que me surpreenda.
    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Lay!
    Me parece que o livro foge um pouco do romance convencional e apesar de não gostar muito de triângulos amorosos, acredito que aqui, vale a pena a leitura, principalmente porque as personagens não são boazinhas, tem um tanto de maldade na alma.
    Desejo uma semana mais que tranquilo e abençoado!
    “Deus com Sua infinita Sabedoria, escondeu o Inferno no meio do Paraíso para que nós sempre estivéssemos atentos.” (Paulo Coelho)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  6. Que livro mais interessante! Ainda não li nada da autora e esse livro parece ser legal!
    É bem diferente para dizer a verdade. Nunca li algo em que a principal seja assim tão egoísta aponto de ficar com o ex que não se lembra de nada.
    Deve trazer mesmo um misto de sentimentos.

    ResponderExcluir
  7. Hey,

    Já ouvi falar do livro, mas infelizmente ele não me cama atenção não é algo que eu leria.

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Já tinha lido algumas resenhas desse livro e sempre me chamam atenção pela trama. A historia dos personagens e bem interessante, a forma de como são criados. Não li nada da autora mas se fosse para ler, escolheria essa serie.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações