22 de set de 2017


[Resenha] Singular - Thati Machado

Ficha Técnica 

Título: Singular
Autor: Thati Machado
ISBN: B074MK4NQ7
Páginas: 405
Ano: 2017
Editora: Publicação Independente
Noah sempre quis ser um garoto. Exatamente desse jeito. Com ponto final depois do substantivo masculino. Bom, ao menos era assim que as outras pessoas viam a situação. Para Noah, ele era um garoto. Novamente: ponto final. Durante toda uma vida Noah se sentiu deslocado, diferente, estranho. Era como se ele fosse um pacote que precisava vir acompanhado de cuidados e explicações. O que ele não sabia − mas estava prestes a descobrir − é que era único. Era singular. Como muitos garotos − com ponto final − Noah também esperava encontrar alguém com quem dividir absolutamente tudo. E enquanto isso não acontecia, ele achou que seria uma excelente ideia curtir o carnaval na cidade maravilhosa. Ele só não esperava que a terra de clima quente e pessoas calorosas pudesse lhe oferecer muito mais.

Resenha


Após ter lido Poder Extra G eu queria muito ler os livros dos outros personagens que me conquistaram na história, mas não era certeza de que haveriam e se seriam publicados. Publicado de forma independente e apenas em e-book, Singular traz a história de Noah Viegas, irmão caçula de Nícolas.
Meu nome é Noah, mas espero que vocês já saibam disso. Nasci em Buenos Aires, lugar onde vivo até hoje. Como vocês também já sabem, sou um homem trans, mas isso, no entanto, não é o que me define. Trata-se apenas de um detalhe como tantos outros.
Posição 2%
Certamente vocês lembram que Noah é um personagem que, no mínimo, causou curiosidade aos leitores. Noah é um homem transgênero e isso ainda é um assunto tabu. Embora tenha nascido uma menina, Noah sempre soube que era um menino e isso causou desde o início um desconforto em sua casa. Nícolas, sendo o irmão mais velho e muito protetor, sempre o apoiou, deixando que ele brincasse com seus brinquedos, vestisse suas roupas, mas para seus pais não era tão simples. Com ajuda psicológica, Miguel e Elena restringiram ao máximo às atividades do universo feminino que Noah pudesse ter acesso, mas com o tempo, isso o estava destruindo até que Elena procurou outro terapeuta e foi com a ajuda dela que aceitou que sua princesinha era um menino. Porém, isso desencadeou o início de brigas colossais entre o casal, afinal Miguel não aceitava de maneira alguma essa situação.

Após o abandono e a rejeição do pai, Noah encontrou em Nico a referência paterna de que precisava e o apoio incondicional dele, da mãe e da tia Melissa - irmã do pai, mas completamente diferente dele.
Quantos remendos um coração pode aguentar sem parar de bater? Já perdi a conta.
Posição 20%
Singular mostra como foi a transição dele, do tratamento hormonal, acompanhamento psicológico, relacionamentos amorosos até a chegada de Nina na vida da família Viegas. Como a gente viu em Poder Extra G, Nina, Nico, Noah e Marcela fazem uma viagem ao Rio de Janeiro para passar o Carnaval e é quando Noah conhecerá Rafaella.

Rafaella é ex-modelo que está hospedada com as amigas no mesmo flat que Noah, entretanto, desde o início a gente vê que ela é a diferente do grupo e só com o passar das páginas é que entendemos o motivo. Filha de modelo e agenciada  pela mãe desde criança, Rafaella sempre viveu no mundo da moda e, ouvindo que o pior que poderia acontecer para sua vida e, consequentemente para sua carreira, era ficar gorda. Porém, após um problema de saúde é assim que ela está e não consegue assimilar essa nova realidade, principalmente quando não tem o apoio de sua mãe e das pessoas que considera suas amigas.
Cresci ouvindo que ser gorda era a pior coisa do mundo, mas talvez não fosse. Talvez eu ainda pudesse continuar sendo linda e desejada. Talvez pudesse vestir a roupa que quisesse (como sempre fiz). Talvez pudesse provar para minha mãe que ela estava errada; que sempre esteve.
Talvez eu possa começar a mudar meus próprios conceitos... Sei que não é muita coisa, mas pode ser um começo.
Posição 37%
A chegada de Noah na vida de Rafaella a fará reavaliar seus conceitos sobre si mesma, principalmente porque Noah não vem sozinho e Nico, Nina e Marcela ajudarão muito também.

Eu adorei a dinâmica do casal e segue a linha de Poder Extra G: uma pessoa viajando, só quer curtir, mas encontra alguém especial nesse curto período de tempo. Com uma narrativa em primeira pessoa alternando entre Noah e Rafaella, Thati mostra a evolução do sentimento deles um pelo outro, da aceitação de Rafa sobre si mesma.

Só há uma ressalva para mim nesse livro, em alguns momentos há cortes de tempo, mas ao mesmo tempo que eu sentia que certamente não faria diferença num contexto geral da história, também fiquei com um sentimento de um grande epílogo, quando na verdade não tínhamos chegado lá ainda. Sabe quando falta algo que complete aquela lacuna. Foi o que senti.

Mas no final do livro fiquei com aquele sentimento de que Noah sempre buscou ser feliz, independente do que a sociedade lhe impusesse e ele lutava para que as pessoas que amava também fossem felizes e respeitadas, além de ter ficado curiosa para ler a história da Marcela, um personagem que tenho certeza, terá muito o que acrescentar nessa série.

Comentários
5
Compartilhe

5 comentários:

  1. Lay!
    Os livros LGBT estão cada vez mais m alta.
    Gostei de ver que o assunto transgênico foi abordado de forma real, mostrando a não aceitação fammiliar e oapoio de outros e no final, Noah encontrando a própria felicidde por se descobrir homem.
    “O primeiro passo para a cura é saber qual é a doença.” (Provérbio Latino)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  2. Oi Layane, tudo bem?
    Que estória mais linda!
    Ainda não li Poder Extra G, mas me encantei com a premissa deste livro. É uma pena que eu não tenho e-reader então não vou conseguir ler tão cedo. Adoro livros que trazem temáticas tão importantes de serem discutidas, quero ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá! Tudo bem?
    Aaah que historia mais encantadora!
    Infelizmente ainda em 2017 transgênero é ainda um tabu em nossa sociedade!
    Ainda não li Poder Extra G, mas quero ler quando tiver a oportunidade. Ah, que pena que o livro foi lançado independente, eu iria adorar tem o livro físico em minha estante.
    Adorei a resenha, beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oi Layane! Que resenha linda <3
    Vim aqui te agradecer pelo apoio e carinho de sempre.
    Adorei suas análises e fico feliz que tenha gostado da leitura!
    O início do livro, principalmente, tem mais cortes de tempo, porque muitas das cenas que aconteciam ali, já tinham acontecido em Poder Extra G. E como o livro acabou ficando muito extenso, optamos por cortar as repetições e enxugar os excessos no processo de copidesque. Acho que alguém aqui se empolgou durante a escrita hahahah!

    Beijocas, lindona. E, mais uma vez, obrigada por tudo <3

    ResponderExcluir
  5. Olá Layane!
    O livro é bem interessante, mostra-se um tema que é tabu na nossa sociedade, já que acontece como muitas famílias e nunca ninguém apoia e nem aceita. Gostei bastante do livro por mostra uma historia mas o menos real, a sua forma de analisa a historia foi muito maravilhoso, espero ler esse livro e também conhecer Poder Extra G, um livro também super maravilhoso!

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações