7 de fev de 2018


[Resenha] Dear Heart, Eu Odeio Você! - J. Sterling

Ficha Técnica

Título: Dear Heart, Eu Odeio Você!
Título Original: Dear Heart, I hate you
Autor: J. Sterling
ISBN: 978-85-9581-007-5
Páginas: 288
Ano: 2017
Tradutor: Carlos Szlak e Fábio Alberti
Editora: Faro Editorial
Jules era viciada em trabalho. Colocando sempre o amor em segundo plano, sua principal meta era construir uma carreira com sólida reputação. Cal Donovan era muito parecido. Ele havia traçado uma lista de objetivos para alcançar na vida, e nela só havia espaço para ascensão profissional. Mas um encontro ao acaso muda tudo. De repente, o amor não parece uma distração para atrapalhar seus planos. Como fazer um relacionamento dar certo quando a sua cara-metade mora a milhares de quilômetros de você? Como viver esse amor sem abandonar tudo o que construiu? Algumas vezes as nossas mentes elaboram planos, estabelecem metas, perseguem sonhos. E algumas vezes os nossos corações ignoram as nossas mentes e decidem apostar no amor.

Resenha


Depois de ter adorado a trilogia The Game Series, estou de volta ao universo da Jenn Sterling com Dear Heart, Eu Odeio Você!. Nesse romance conheceremos Jules Abbott, uma mulher independente, corretora de imóveis de Malibu e workaholic assumida. Jules está em Boston para uma conferência ligada ao setor imobiliário e é a primeira vez que participa de uma que não seja na Califórnia e a experiência tem sido melhor do que ela esperava. Focada em sua carreira, Jules não tem tempo nem interesse em relacionamentos amorosos, mas algo muda quando ela conhece Cal Donovan.

Jules conhece Cal quando estão no bar do hotel onde estão hospedados em Boston. Embora Cal seja da cidade, ele e os colegas de trabalho estão hospedados em um hotel para uma jornada de convívio pessoal. 


Embora não seja uma pessoa movida por emoções ou impulsos, Jules toma a iniciativa de conversar com Cal e fica evidente a atração entre eles. Cal trabalha no mercado financeiro e também e workaholic assumido. Ele colocou as mulheres em stand-by na sua vida e só pretendia voltar a pensar nelas daqui há uns três anos, quando conseguisse se tornar sócio da empresa onde trabalha atualmente, mas Jules aconteceu na sua vida.

Os dois dias de estadia que restavam para Jules em Boston serviram para aproximar ainda mais os dois que estavam cada vez mais envolvidos um com o outro. A cada novo detalhe que conheciam do outro era mais uma coincidência de como eles pensavam igual: o trabalho em primeiro lugar, relacionamentos que não davam certo por conta disso. Mas e quando Jules voltasse para Malibu?
Jamais tinha me ocorrido que eu não era realmente feliz antes de conhecê-lo. Eu sempre acreditei que não precisava de mais nada além do meu trabalho. Foi necessário um encontro ao acaso para me mostrar que a vida era muito mais do que apenas trabalhar. Claro que racionalmente eu já sabia disso; eu apenas achava que seria impossível encontrar um cara que me entendesse de verdade. E eu já estava conformada com isso, já tinha aceitado esse fato.
P. 105 - 106
A verdade é que eles passaram a se falar diariamente, através de mensagens e telefonemas, mas a relação não tinha uma definição. Ambos estavam mais felizes, mas nenhum dos dois imaginava um futuro para o que estavam sentindo, afinal a distância entre eles era imensa e nenhum tinha o menor interesse em mudar seus planos profissionais por conta de um relacionamento amoroso que ninguém sabia onde iria dar. 
Tenham noção da distância entre eles!!!!
Alternando a narrativa entre Cal e Jules a gente consegue perceber que os dois estão muito envolvidos nessa relação e seus melhores amigos (Tami, melhor amiga de Jules e Lucas o melhor amigo de Cal) estão muito felizes por eles, vendo que eles abriram seus corações para uma nova experiência, que estão se dando uma chance de serem felizes em um relacionamento, afinal, é possível sim, ser bem-sucedido profissionalmente e ter uma vida pessoal. 

Mas ter um relacionamento a distância não é fácil e ambos precisarão lidar com as dificuldades. As dúvidas que permeiam os sentimentos dos dois são absolutamente plausíveis, qualquer pessoa no lugar deles teria os mesmos receios: conhecer alguém e rapidamente se envolver; manter uma relação a distância; confiar que tudo que o outro diz é verdade; não deixar que suas próprias inseguranças sejam refletidas no outro. 

Além disso, os personagens são ótimos e não falo apenas dos protagonistas, Jenn cria muito bem os personagens secundários também. Tami e Lucas são ótimos como melhores amigos, dando apoio e esporro na hora certa, mas também tendo seus próprios momentos na história. 

Dear Heart, Eu Odeio Você! é um romance adorável, mostrando que o amor à primeira vista é possível, assim como ser bem-sucedido profissionalmente e no amor.
Nem sempre nós podíamos escolher a quem amar. Às vezes, era um impulso irresistível que nos guiava, uma força gravitacional, algo que não podíamos ver nem controlar, mas que nos arrastava com força na direção de outra pessoa. Claro que nós podíamos tentar resistir. Mas no final o amor sempre vencia, porque não se tratava de uma luta justa. O amor tinha uma arma secreta, um instrumento de poder incomparável para usar contra nós - o nosso próprio coração.
P. 223
AmazonCultura | Fnac | Livraria da Folha
Comentários
4
Compartilhe

4 comentários:

  1. Oi Layane!
    Romance clichê? Com certeza é comigo e já estou de olho no livro desde o lançamento, rs. Jules pelo visto é mesmo uma protagonista surpreendente e bem pra frente, gostei disso, já o mocinho, bem me apaixonei antes mesmo da leitura e fiquei curiosa pra saber como esse casal termina. Uau, a distância entre eles é mesmo grande...
    Sou apaixonada nessa capa, já tá na lista de desejados.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Lay!
    Também nunca li nada da autora, mas fiquei feliz em ver que a protagonista é forte e decidida, já me interessou.
    Adoro os romances clichês, aliás, acredito que não dá para ter amor sem ter clichê, concorda?
    Fiquei interessada e ler.
    “Quer você acredite que consiga fazer uma coisa ou não, você está certo.” (Henry Ford)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA FEVEREIRO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  3. Nunca li nada da autora, mas esse livro parece ser bem bacana.
    Acho bem interessante ler sobre romances a distância, gostei do fato de Jules ser uma personagem forte e independente.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Quando um livro remete tanto a minha vida pessoal, droga! '-'

    Vi que algumas pessoas comentaram que é clichê, o tema do livro. Mas, é algo tão comum hoje em dia. Eu digo por mim. As vezes, eu sinto um certo receio de me tornar uma completa workaholic como são descritos os personagens. Não vou adentrar tanto nesse detalhe na minha vida, mas é algo altamente discutível nos dias de hoje quando o mundo gira em torno disso. No trabalho excessivo, pelo amor à profissão, e será que estamos impondo algum limite na nossa vida? Será que nos permitimos viver as emoções e as experiências, além das profissionais, que a vida oferece?

    O livro me conquistou pelo tema, e espero ter a oportunidade de lê-lo em breve!

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações