13 de fev de 2018


[Resenha] Um Beijo à Meia-Noite - Eloisa James

Ficha Técnica 

Título: Um Beijo à Meia-Noite
Título Original: A Kiss at Midnight
Autor: Eloisa James
ISBN: 978-85-8041-778-4
Páginas: 320
Ano: 2017
Tradutor: Livia Almeida
Editora: Arqueiro
Kate Daltry é uma jovem de 23 anos que não costuma frequentar os salões da alta sociedade. Desde a morte do pai, sete anos antes, ela se vê praticamente presa à propriedade da família, atendendo aos caprichos da madrasta, Mariana. Por isso, quando a detestável mulher a obriga a comparecer a um baile, Kate fica revoltada, mas acaba obedecendo. Lá, conhece o sedutor Gabriel, um príncipe irresistível. E irritante. A atração entre eles é imediata e fulminante, mas ambos sabem que um relacionamento é impossível. Afinal, Gabriel já está prometido a outra mulher – uma princesa! – e precisa com urgência do dote milionário para sustentar o castelo. Ele deveria se empenhar em cortejar sua futura esposa, não Kate, a inteligente e intempestiva mocinha que se recusa a bajulá-lo o tempo todo. No entanto, Gabriel não consegue disfarçar o enorme desejo que sente por ela. Determinado a tê-la para si, o príncipe precisará decidir, de uma vez por todas, quem reinará em seu castelo. Um beijo à meia-noite é um conto de fadas inspirado na história de Cinderela. Com um estilo que combina graça, encanto e sedução, Eloisa James escreve uma narrativa envolvente, com direito a fada madrinha e sapatinho de cristal.

Resenha


Chegou a hora de ler meu segundo livro da Eloisa James que também é o segundo livro da série Contos de Fada. Assim como Quando a Bela Domou a FeraUm Beijo à Meia-Noite é uma releitura, mas dessa vez da história da Cinderela.

Em Um Beijo à Meia-Noite Eloisa nos apresenta Katherine Daltry, uma jovem de vinte e três que, desde que perdeu o pai - há sete anos - e ficou completamente órfã, se viu morando com a madrasta, Mariana Daltry, e a filha dela, Victoria Daltry e tornando-se praticamente uma criada em sua própria casa. Tudo que Kate tem é um pequeno dote deixado por sua mãe, afinal a ausência de um testamento do pai deixou todo o patrimônio dele para Mariana, que consequentemente transformou em dote para a bela Victoria, que está noiva de Algernon Bennett, Visconde de Dimsdale.

Kate vive em pé de guerra, mas não consegue se desvincular da vida que leva, não consegue sequer imaginar abandonar todos os que vivem nas terras de sua família à mercê das loucuras e despropósitos de Mariana e por isso quase sempre acaba cedendo e ficando e tolerando tudo o que ela lhe impõe. É assim que ela se vê viajando para o Castelo Pomeroy, em Lancashire, com Augie e fingindo ser Victoria (que está impossibilitada de sair de casa), para ter a aprovação do tio dele, o príncipe Gabriel Augustus-Frederick Willian von Aschenberg of Warl-Marburg-Baalsfeld.

Gabriel acabou de mudar-se para a Inglaterra com toda a corte renegada de seu irmão, o grão-duque de Marburgo. Agora ele precisa se casar com a noiva escolhida pelo irmão para que o dote dela possibilite que ele custeie todas as pessoas que dependem dele até que as terras ao redor do castelo tenham condição de se pagar. Entretanto, o que Gabriel queria mesmo era estar em Cartago, no meio de uma escavação arqueológica, descobrindo a história com as próprias mãos, mas o senso de responsabilidade não o deixa seguir esse caminho.

Quando se conhecem, Gabriel fica logo intrigado com a personalidade de Kate, afinal, por mais que ela tente se passar por Victoria, elas são diferentes, não apenas fisicamente como em personalidade. Depois de sete anos aprendendo a se virar praticamente sozinha, Kate é mais durona, sem falsas ilusões. Mas esse final de semana no castelo a fará perceber o quanto é forte e o quanto ela precisa se soltar das amarras impostas por Mariana e a descoberta de que tem uma madrinha a ajuda nesse propósito.
— Nós nos beijamos como se o maldito quarto estivesse em chamas — declarou ele. — Nós nos beijamos como se o ato de fazer amor não existisse e os beijos fossem tudo o que nos resta. Nós nos beijamos...
P. 178
A atração entre eles é intensa, mas eles são o que não podem para o outro: Kate não pode demonstrar nenhuma intenção, afinal está se passando pela comprometida Victoria e o príncipe não pode ter nenhum envolvimento com uma mulher sem um dote substancial para manter seu castelo. Mas basta ser proibido para a atração aumentar, não é mesmo?
— Se eu não fosse um príncipe, você me aceitaria? — Ele falou tão baixo que ela quase não ouviu. —Em outras palavras, se você tivesse milhares de libras, Kate, se fosse a dona do seu patrimônio, você me compraria? Porque era disso que eu precisava. Precisava de uma mulher que achasse que eu valho o preço, e meu irmão encontrou uma assim na Rússia.
P. 221
Ambos são dedicados aos que dependem deles e colocam suas obrigações em primeiro lugar, ainda que isso não os leve à felicidade. E assim os vemos lutando bravamente contra esse sentimento que cresce a medida que conhecem mais um ao outro.

Além dos protagonistas, não dá para deixar de falar de outros personagens que são incríveis. Adorei a madrinha de Kate, Henrietta, ou Henry como prefere ser chamada, uma mulher à frente de sua época que não se importa muito com a opinião dos outros. Outro personagem maravilhoso é Berwick, o mordomo de Gabriel, alguém que diz o que pensa, repreendendo-o quando necessário. Até mesmo Victoria e Augie foram grandes surpresas para mim, confesso que de início não esperava muito deles, mas gostei bastante do rumo que Eloisa deu para eles.

Mas não é só de romance que vive Um Beijo à Meia-Noite, no livro a Eloisa revela muitos segredos do passado de Kate para a própria, que faz com que ela entenda como sua vida chegou até o ponto em que está hoje, à medida em que também conhecemos algumas passagens do passado de Gabriel e seu relacionamento com muitas das pessoas que convivem com ele nos dias atuais na Inglaterra.
— O amor é desordem — declarou Henry, tirando o pano e substituindo-o por outro, gelado.
Estava um pouco úmido demais, e uma gota de água gelada deslizou pelo rosto de Kate.
— Eu odeio o amor — disse Kate, com convicção.
— Pois eu não odeio. Porque é melhor viver uma paixão, Kate, conhecer um homem e amá-lo, mesmo que ele não possa ser seu, do que nunca amar.
P. 276
Sabe aquele livro que você lê suspirando e se divertindo ao mesmo tempo e na mesma proporção? Esse foi Um Beijo à Meia-Noite!

AmazonCultura | Fnac | Livraria da Folha
Comentários
5
Compartilhe

5 comentários:

  1. Lay!
    Gosto muito das releituras, embora a Cinderela não seja uma das minhas favoritas...
    Ganhei ele e ando ansiosa por poder ler.
    Bom saber que não precisa ler os anteriores que a série é indeéndente.
    Sem contar que amo romances, né?
    Um feriado de alegria e moderação e desejo uma ótima semana!
    “Ninguém é assim tão velho que não acredite que poderá viver por mais um ano.” (Cícero)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA FEVEREIRO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  2. Amo ler releituras de contos de fadas, e estou louca para começar essa série.
    Fiquei curiosa para saber como Kate vai se passar pela meia-irmã, parece uma história bem bacana.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá :)

    Queria eu gostar de releituras de contos de fadas, mas nunca foi algo que me cativou muito. Cinderela, Bela Adormecida, Branca de Neve... me sinto uma chata por não me interessar mais assim por estes contos.
    No entanto, a obra tem cara de ter uma narrativa bem contemporânea, fugindo um pouco do usual, e certamente do tradicional Cinderela.
    A capa é meio sem sal, mas ok, ao menos a cor predominante é válida.

    E acho que é isso, por hoje! Hahaha

    Beijos, Lay ;*

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Eu já li varias resenhas desse livro e são comentários muitos positivos. Eu ganhei o livro e estou bastante ansiosa para ler, ainda mas como uma releitura da historia de Cinderela e ainda mais sendo romance de época.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  5. Esse é um livro que foi amor a primeira vista. Amo a história e a capa, para mim são perfeitas. Recomendo a todos e dificilmente irão se arrepender ao ler.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações