8 de mai de 2018


[Resenha] A Pequena Livraria dos Corações Solitários - Annie Darling

Ficha Técnica 

Título: A Pequena Livaria dos Corações Solitários
Título Original: The Little Bookshop of Lonely Hearts
Autor: Annie Darling
ISBN: 978-85-7686-588-9
Páginas: 308
Ano: 2017
Tradutor: Cecília Camargo Bartalotti
Editora: Verus
Era uma vez uma pequena livraria em Londres, onde Posy Morland passou a vida perdida entre as páginas de seus romances favoritos. Assim, quando Lavinia, a excêntrica dona da Bookends, morre e deixa a loja para Posy, ela se vê obrigada a colocar os livros de lado e encarar o mundo real. Porque Posy não herdou apenas um negócio quase falido, mas também a atenção indesejada do neto de Lavinia, Sebastian, conhecido como o homem mais grosseiro de Londres. Posy tem um plano astucioso e seis meses para transformar a Bookends na livraria dos seus sonhos — isso se Sebastian deixá-la em paz para trabalhar. Enquanto Posy e os amigos lutam para salvar sua amada livraria, ela se envolve em uma batalha com Sebastian, com quem começou a ter fantasias um tanto ardentes. Resta saber se, como as heroínas de seus romances favoritos, Posy vai conseguir o seu “felizes para sempre”. O primeiro livro da série A Livraria dos Corações Solitários!

Resenha


Pensem num livro fofo e romântico... Pois é esse. A Pequena Livraria dos Corações Solitários é o primeiro livro da Annie Darling que eu leio e já me apaixonei 😍.

Annie nos apresenta a jovem Posy Morland, uma inglesa que sempre viveu rodeada de livros. Seu pai trabalhava na Bookends e sua mãe na cafeteria ao lado. Cresceu com muitos livros, muitas história. Há sete anos um acidente de carro deixou ela e o irmão mais novo, Sam, órfãos e desde então Posy passou a ser a adulta, a responsável legal de Sam. Graças ao apoio de Lavinia, a dona da Bookends, Posy passou a ter um emprego na livraria e ela e o irmão têm um teto, um pequeno apartamento em cima da livraria.

Entretanto, a vida veio lhe dar uma nova rasteira. Lavinia morreu e, além de perder uma grande amiga, um exemplo e uma avó honorária, ainda existe a incerteza do que acontecerá com ela e Sam, afinal, é certo que por mais que Mariana e Sebastian (filha e neto de Lavinia) gostem deles, não deixarão que eles continuem morando de favor no apartamento ou pensem em manter a livraria aberta, uma vez que não tem gerado praticamente nenhum dinheiro, certamente mantinha-se funcionando devido ao dinheiro de Lavinia. Mas aí é que está, em testamento Lavinia deixou a Bookends para Posy e uma condição de que ela tem dois anos para fazê-la voltar a ter lucros, se não, a livraria passará para as mãos de Sebastian.
Porque você, minha querida, mais que qualquer outra pessoa, sabe que lugar mágico uma livraria pode ser, e sabe que todos precisam de um pouco de magia na vida.
P. 22
Posy se apaixonou por Sebastian Thorndyke assim que o conheceu, quando tinha apenas três anos e ele era um garoto atrevido e mimado de oito. Seguia-o por todos os lados na livraria, mas esse amor acabou quando ela estava com dez anos e ele a trancou em um porão e negou saber onde ela estava até que a mãe de Posy ameaçou chamar a polícia. Desde então são arqui-inimigos, mal se toleram e quando se encontram são ofensas por cima de ofensas, mas como ele quase não ia à Bookends, tudo corria bem. Mas agora as coisas mudaram, com a morte de Lavinia, enquanto Posy herdou a livraria, Sebastian herdou todo o restante da vila Rochester Mews e toda hora aparece na livraria para lhe atormentar a mente.
Portanto era de fato muito fácil detestar Sebastian, mas também muito, muito fácil apreciar sua beleza.
P. 12
Posy é uma apaixonada por romances, principalmente os que se passam no período da Regência (nossos amados romances de época) e, mesmo com tudo que tem acontecido em sua vida, ela se vê escrevendo um romance desse gênero e é a protagonista nele, tendo como par ninguém menos que Sebastian. Mas o que é pior para ela, é que não consegue deixar de escrever, de pensar em Sebastian dessa maneira, o que lhe traz o questionamento: será que voltou a sentir algo por Sebastian depois de tantos anos? Sebastian, filho único, mimado por todos ao seu redor, que não sabe ouvir um não ou uma opinião contrária a sua. Será? E os romances também serão a resposta para a mudança que precisará fazer na Bookends para que ela sobreviva.
— Como eu estava dizendo antes de ser tão grosseiramente interrompida: em vez de tentar fazer tudo, competir com as grandes livrarias, o que é uma tarefa impossível, a Bookends vai se especializar em um único gênero. Encontre seu nicho ou entregue os pontos. — Posy fez uma pausa para efeito dramático.. e porque quase não podia acreditar no que ia dizer em seguida. — Nós vamos nos tornar a única livraria na Grã-Bretanha, talvez no mundo, especializada em literatura romântica.
P. 52
São muitas mudanças na vida de Posy e ela precisará encontrar sua força para liderar e reerguer a Bookends. Precisará assumir as rédeas de sua vida, ser independente, se encontrar novamente, afinal, desde a morte dos pais ela se tornou muito mais introspectiva, focada apenas em cuidar de Sam, deixou sua própria vida em espera. 
— Mas a Bookends é mais do que apenas uma loja que vende livros. É a experiência e o conhecimento que podemos oferecer. Nós não vendemos livros como se eles fossem latas de feijão ou barras de sabonete. Nós amamos livros, e isso reflete no modo como os vendemos.
P. 51
A Pequena Livraria dos Corações Solitários é um romance delicioso, lindo. Adorei cada linha e cada página. Nada como ler um livro onde a protagonista ama ler os mesmos livros que você, que trabalha em uma livraria, que luta para que esse amor pelos livros sobreviva, que busca também o seu final feliz. Tão incrível que li rapidamente e estou ansiosa para ler o segundo da série. 
Mas ela também sabia que a ascensão dos e-readers e a recessão não haviam matada a palavra impressa. As pessoas ainda adoravam ler. Ainda adoravam se perder em um mundo criado em papel e tinta. Ainda compravam livros e, com o tipo certo de plano e paixão, elas os comprariam na Bookends.
P. 48
Amazon
Comentários
4
Compartilhe

4 comentários:

  1. Adorei o fato de a protagonista amar livros e ter que cuidar de uma livraria!!! Dá para se identificar demais com ela! E esse livro parece ser um daqueles romances leves, que você lê de uma vez, sem perceber o tempo passar, né?! Com certeza lerei!! (PS: adorei o título!)

    ResponderExcluir
  2. Oi Lay

    Acho a capa tão bonitinha mas n tinha parado p ler a sinopse!!!
    Gostei, qro ler!

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Lay!
    Bacana ver que e cada livro, um dos funcionários da livraria será protagonista.
    A capa dese livro é linda e colorida mesmo, gosto de tudo que é colorido.
    Ter de levantar a livraria novamente e ainda lidar com o neto da ex-dona, deve ser estafante para ela.
    Humor mais sutil é gostoso de ler.
    Nossa! Que bacana ela citar tantas autoras clássicas, é de pirar mesmo.
    Ai que delícia ver que parece um local aconchegante.
    Que horror um protagonista machista e ainda assim a autora consegue tirar algo de bom dele.
    Adorei a dica.
    Maravilhosa semana!
    “Gosto de ouvir. Aprendi muita coisa por ouvir cuidadosamente. A maioria das pessoas nunca ouve. “(Ernest Hemingway)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA MAIO BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Esse livro tem uma premissa muito boa, quero muito ler ele apesar de ser uma historia bem diferente. Gostei muito da historia, uma premissa boa e ainda faz nos leitores se identificar com ela.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações