16 de jun de 2018


[Cinema] Oito Mulheres e um Segredo


Resultado de imagem para ocean's 8

De uns tempos pra cá muita gente tem reclamado que pouquíssimos filmes originais são lançados a cada ano e que os estúdios só lançam refilmagens e adaptações. Apesar de a afirmação ser verdade, isso não tem acontecido só nos últimos anos, mas é um hábito recorrente em Hollywood. É só lembrar que muitos dos melhores filmes da história do cinema, a exemplo de Psicose, ...E o vento levou e O segredo de Brokeback Mountain, são adaptações literárias. E, apesar de não haver nenhum demérito em buscar inspiração em outras mídias, é verdade que a indústria do cinema vem investindo cada vez mais em obras que já possuem público.

Oito Mulheres e um Segredo se destaca por não ser uma refilmagem do filme de 2001 (que por sua vez era um remake do filme de 1960, que contava com Frank Sinatra como Danny Ocean) com um elenco feminino. O longa é mais um episódio da saga da família Ocean, desta vez contando a história de Debbie (Sandra Bullock, eterna diva de filmes de ação), irmã de Danny, que decide aplicar um golpe após passar cinco anos na prisão. Ela se encontra com sua parceira Lou (Cate Blanchett) e reúne um time de mulheres com as habilidades certas para roubar um colar caríssimo no baile anual do Metropolitan Museum. O Met Gala, com seus figurinos luxuosos, é a justificativa para usar um grupo inteiramente feminino: é mais discreto contrabandear jóias quando elas estão sendo usadas por mulheres.


O elenco conta com atrizes maravilhosas em suas zonas de conforto, o que torna as atuações bem orgânicas e dá a impressão de que elas estão interpretando uma versão de si mesmas. Blanchett é a empresária prática e sem paciência pra baboseira, enquanto Rihanna é a hacker misteriosa (o nome da personagem, Nine Ball, é uma referência a como os nativos do Barbados chamam a si mesmos e ela usa seu sotaque original no filme). Helena Bonham Carter está impecável como a estilista dramática; Mindy Kaling é uma joalheira cansada; e Sarah Paulson, que cansou de sofrer em American Horror Story, é a receptora que volta da aposentadoria pra mais um golpe. Anne Hathaway aparece como uma versão exagerada dela mesma, a atriz deslumbrada e fashionista tirada a estrela; e Awkwafina interpreta a mão-leve ágil e discreta. O plano que envolve todas elas é eficiente e empolgante.

Apesar de o plano demorar um pouco para acontecer, a partir do momento em que as personagens pisam no Met Gala, o filme é só deslumbre. Temos figurinos lindos, participações especiais de celebridades (da editora-chefe da Vogue, Anna Wintour, a Kim Kardashian, passando por Matt Damon, Katie Holmes e Serena Williams) e quase tanta elegância quanto no baile de verdade. A cena inteira do roubo, com seu plano mirabolante e detalhes minuciosos, é sensacional.


O filme faz referência aos longas anteriores (Onze homens e um segredo, Doze homens e outro segredo e Treze homens e um novo segredo) sem deixar de se estabelecer como uma história a parte. É interessante ver que um spin-off com elenco feminino pode dar certo (lembrando que Caça-fantasmas quase chegou lá) e ser uma ode ao original e sua própria saga ao mesmo tempo.

 Numa escala de uma a cinco atrizes que arrebentam em filmes de ação, o quanto eu gostei do filme:

Comentários
4
Compartilhe

4 comentários:

  1. Eu ainda não tive a oportunidade de assistir ao filme, mas ela está sendo muito bem comentado mesmo e também bem divulgado. Gosto muito das atrizes e ainda mais por serem todas mulheres. Estou bem ansiosa para ver esse filme!

    ResponderExcluir
  2. Para tudooooooooooooooooo!
    Vou ver esse filme nessa seman que vem e estou muito animada. Como pode um filme juntar tantas rainhas do cinema brasileiro? Cada uma mais maravilhosa que a outra. Eu tenho certeza que vou me envolver com esse filme. Já vi o trailer umas 10 mil vezes!

    ResponderExcluir
  3. Ramy!
    Ando bem curiosa para assistir, primeiro para ver como será essa versão feminina dos filmes anteriores que assisti todos e adoro e também, porque amo algumas das atrizes e quero conferir como tudo ficou.
    Amei sua análise!
    Desejo que a semana seja abençoado!
    “Nunca sei se quero descansar porque estou realmente cansada, ou se quero descansar para desistir. “ (Clarice Lispector)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA JUNHO - 5 GANHADORES
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Eu já vi o trailer do filme e achei muito interessante. Foi uma historia realmente fizeram diferente na arte do cinema, porque dificilmente ver mulheres sendo ladras, hahaha eu amei e quero ver!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações