26 de ago de 2018


[Resenha] A Vida Não Me Assusta - Maya Angelou

Ficha Técnica 

Título: A Vida Não Me Assusta
Título Original: Life Doesn’t Frighten Me
Autor: Maya Angelou
Ilustração: Jean-Michel Basquiat
ISBN: 978-85-9454-026-3
Páginas: 48
Ano: 2018
Tradutor: Anabela Paiva
Editora: Darkside Books
Você tem medo de quê? Cachorros bravos, cobras, sapos, dragões soltando fogo? A Vida Não me Assusta é um pequeno livro de arte para crianças valentes, que enfrentam fantasmas e meninos brigões da escola com a cabeça erguida. É até difícil não se apaixonar por este livro. Publicado originalmente há 25 anos, e até então inédito no Brasil, A Vida Não Me Assusta reúne os talentos da poeta e ativista Maya Angelou e do artista gráfico Jean-Michel Basquiat. Dois artistas com histórias de vida sofridas e infâncias problemáticas, mas que nunca se deixaram intimidar. Não importa qual obstáculo apareça no caminho, você sempre pode encontrar forças para superá-lo. A Vida Não Me Assusta é o mais novo lançamento da Caveirinha, o selo infantil da DarkSide® Books que ajuda os pequenos a darem seus primeiros passos no mundo mágico da fantasia e da imaginação.

Resenha

É uma pena que grandes nomes da literatura, como Maya Angelou, não possuam a maioria de suas obras traduzidas e publicadas no país. Historiadora, ativista dos direitos civis, atriz, cantora, dançarina, professora e também poetisa e escritora, Maya sem dúvidas foi por si só um movimento, uma importante voz para inúmeras pessoas e um tesouro nacional – e internacional, que através de seus trabalhos literários fez questão de verbalizar a luta e as dificuldades de ser uma mulher negra na América.

Com “A Vida Não Me Assusta” não foi diferente. Publicado há 25 anos, esse poema que ganhou uma bela edição comemorativa pela DarkSide® Books, até então era inédito no Brasil. Voltado para o público infantil, apesar de ter um tom mais obscuro e cru, “A Vida Não Me Assusta” é um claro relato de Angelou assumindo sua voz do passado de uma então criança, que claramente não usufruiu de uma infância fácil.


Maya, que brutalmente foi violentada aos sete anos de idade, mostra como os medos normalmente comuns a uma criança, podem ser superados; e que mesmo as coisas mais assustadoras em sua trajetória, não conseguiram impedi-la de (sobre)viver. “Cachorros bravos rosnando/Fantasmas voando em bando/NADA NA VIDA ME ASSUSTA” e “Na escola nova, um pesadelo/Meninos puxam meu cabelo/(Meninas imbatíveis/De cabelos crespos incríveis)/ELES NÃO ME ASSUSTAM NADA” são alguns exemplos desses medos mais fantasiosos, como fantasmas, em contrapartida com algo mais substancial e de fato mais bruto, que seria sofrer racismo na escola.

No curto poema de 44 linhas na versão original, Maya repete o título da obra exatas dez vezes. Tal artifício me soou quase como um mantra da autora, que sem dúvidas devia sentir medo de alguma coisa na vida, e ao fazer tal excessiva repetição, conseguia criar sua proteção necessária, para o quer que lhe de fato colocasse medo.


Essa edição comemorativa, que foi organizada por Sara Jane Boyers, ainda conta com pinturas originais do artista norte-americano Jean-Michel Basquiat. Com traços bem robustos e grosseiros, que remete bastante à pinturas infantis, as obras de Basquiat casam muito bem ao poema de Angelou. Possuindo um ar tão assustador quanto as palavras da poetisa, as figuras criadas na década de 80 conseguem transpor as barreiras do papel, tornando-se um excelente complemento para um material que já era chocante e incômodo por si só.

Além das belas pinturas, tal edição ainda conta com uma mini biografia tanto de Maya quanto de Jean, além de uma mini bibliografia de seus principais trabalhos. Há também um posfácio escrito por Sara Jane, onde ela faz um breve explicação do motivo de misturar essas obras de dois artistas distintos e o que elas representam como um produto coexistente. Para fechar, o texto original de Maya em inglês, “Life Doesn’t Frighten Me”, compõe a publicação.


Impresso pelo mais novo selo da DarkSide® Books, a Caveirinha, que é voltado para o público infantil, “A Vida Não Me Assusta” é um texto bem atual, apesar de possuir um quarto de século. É bom para ser lido, relido, pensado, refletido, compartilhado, discutido… independente da sua idade, pois sua mensagem sobre coragem, medos e superações é válida para todos nós. E para aqueles que achem estranho tal produto ser destinado principalmente para os baixinhos, deixo aqui uma frase da Pamela L. Travers, autora de “Mary Poppins”, sobre “O Pequeno Príncipe”: “Trata-se de um livro para crianças? Não que a pergunta seja importante, pois as crianças são como esponjas. Embebem-se do conteúdo dos livros que leem, quer o tenham compreendido ou não.”

Amazon
Comentários
8
Compartilhe

8 comentários:

  1. Oi, Tácio,

    A fórmula utilizada - ao enaltecer os mais variáveis fundamentos tão primordiais -, rende um bom enredo e um intuito a ser passado. Não tinha conhecimento da grandiosamente que podemos encontrar nesse livro, portanto, é uma leitura mais que garantida - para quem sabe, realizá-la no futuro.

    ResponderExcluir
  2. Puxa, que edição mais linda! Já tinha dado uma olhada na capa deste livro e juro que não fazia ideia do que se tratava, ainda mais agora, sabendo que é algo tão denso e bonito, ao mesmo tempo. As ilustrações são belíssimas,mas o medo não é bom não! E mesmo sendo considerado infanto-juvenil, senti que ele vai bem mais além disso.
    E com certeza, quero poder conferir este livro, se puder!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Oie!
    Apesar de achar os livros da Darkside primorosos, esse, por ser um poema, não me interessou. Não sou fã de poemas e infelizmente mesmo com seus elogios não me senti atraída nem ao menos para tentar romper esse meu bloqueio com o gênero.
    Deixo pra quem gosta.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  4. Tácio!
    Não sabia que a autora tinha sido estuprada aos 7 anos e fico feliz que ela tenha conseguido transpor esse abalo psicológico e tenha trazido um livro mais reflexivo.
    Quanto ao livro, achei fantástico os trechos dos poemas e toda ilustração, tornando o livro bem lúdico e de fácil entendimento.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  5. Olá Tácio!
    Que lindo livro, curti mto, adorei as ilustrações tbm, vou add nos desejados.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Eu amei as ilustrações e a forma de como a autora transmitir as coisas sobre um poema, eu praticamente amo poema por causa disso porque podemos sentir nas palavras as coisas que se passa, os sentimentos..Adorei bastante o livro!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  7. O livro parece ser uma gracinha e o que mais me chamou atenção com toda certeza foram essas ilustrações maravilhosas simplesmente ficou incrível com o livro

    ResponderExcluir
  8. Que livro legal,com ilustrações lindas. Gosto de livros infantis, pois sempre compro livros para meu filho. Esse livro pode ser mais um para a compra.

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações