2 de out de 2018


[Resenha] Primeiras Impressões - Laís Rodrigues

Ficha Técnica 

Título: Primeiras Impressões
Autor: Laís Rodrigues
ISBN: 978-85-66549-47-8
Páginas: 340
Ano: 2017
Editora: Pedrazul
A surpreendente temporada de Mr. Darcy no Brasil! Charles Bing, um otimista incorrigível, decide que está na hora de internacionalizar a sua bem-sucedida cadeia de restaurantes nova-iorquina. Deseja começar pelo país que sempre incitou sua curiosidade: o Brasil. E nada melhor que Búzios, uma belíssima cidade turística no litoral do Rio de Janeiro. A fim de garantir que sua escolha será acertada, ele leva a tiracolo o seu melhor amigo, Frederick Darcy, um político americano de família conservadora, que se orgulha de ser um homem racional e prático. Mal sabem eles que, ao chegar à cidade paradisíaca, virarão alvo de Janaína Benevides, dona das pousadas mais requisitadas do balneário. Ela é mãe de quatro belas moças, que são, para sua tristeza, solteiras. Janaína preocupa-se, em especial, com a solidão de Jane e Lizzie Benevides, as mais velhas. Enquanto a primeira acaba se decepcionando em seus relacionamentos, por ser uma pessoa que sempre busca ver o melhor nas pessoas, a outra não deixa nenhum homem se aproximar.

Resenha


Primeiras Impressões é minha primeira experiência com a escrita da Laís Rodrigues, que tive o prazer de conhecer na Bienal de São Paulo 2016. Quando surgiu essa oportunidade fiquei muito feliz em aproveitá-la, afinal é a chance de conhecer a escrita de mais um talento nacional e no caso da Laís trouxe também outro benefício.

Fato é que eu nunca li nenhum livro da Jane Austen (já comprei Orgulho e Preconceito e pretendo remediar isso em breve) nem assisti os filmes que foram inspirados em sua obra (para não ser influenciada), mas assisti trechos da novela Orgulho e Paixão, que tem passado na televisão e foi inspirada em suas obras também. Isso é tudo que eu conheço, então, mesmo Primeiras Impressões sendo uma versão moderna de Orgulho e Preconceito, eu o li como um livro como qualquer outro. E adorei!

Liz Benevides, sua irmã mais velha Jane e sua melhor amiga Charlotte fizeram graduação em Boston e agora, com o término dos estudos, voltarão ao Brasil para merecidas férias, onde a família tem uma rede de pousadas em Búzios.  Ao mesmo tempo que voltam ao Brasil, outros visitantes também chegam em Búzios: Charles Bing, sua irmã Caroline e seu melhor amigo, Frederick Darcy.

Liz vem ao Brasil sabendo que seu retorno para Boston será sozinha, afinal Jane deve ir para Nova Iorque para trabalhar em um escritório de advocacia e Lotte para Washington para tentar uma carreira como assessora política - tendo se formado em ciências políticas - logo aproveitar ao máximo essa proximidade delas e do restante da família é fundamental. Tendo concluído a graduação em Literatura e prestes a iniciar o mestrado na mesma área, também na Universidade de Boston, Liz pretende trabalhar como editora, por isso seu foco é todo na sua carreira, ela não costuma aceitar novas pessoas em seu círculo de amizades e, ao contrário de Jane e Lotte, não pensa muito em romances.
“Não sonhava com o príncipe encantado, pois acreditava que eles somente existiam em romances de Austen, das irmãs Brontë ou de Gaskell. Não havia um John Thornton no mundo real. Ele apenas vagava nos sonhos de jovens ingênuas.” 
P. 09
Do outro lado, assim que Jane e Charles se conhecem o clima de romance toma conta da história, mas para Liz, que está sempre com a irmã e para Caroline Bing, que não disfarça seu interesse em Frederick, isso não é muito bom. Aliás, Frederick também não vê com bons olhos o possível relacionamento entre Charles e Jane, afinal seu amigo sempre foi muito volúvel nesse assunto. Na verdade Fred acha tudo errado, desde a ideia de Charles de abrir uma filial de seu restaurante no Brasil, tão longe dos outros, que são em Nova Iorque.

Fred é uma pessoa muito séria e segue a risca o que acredita ser o correto, ou seja, mesmo querendo para seu futuro algo diferente, vindo de uma família de políticos, ele também está traçando esse caminho, ao contrário de Charles, que vem de uma família do ramo da indústria do petróleo, e de Liz, que poderia ajudar sua família com a rede de pousadas BenLoCo. Quanto mais se encontram em Búzios - por conta de Charles e Jane - mais Liz e Fred se veem juntos, mas é quanto retornam aos Estados Unidos que eles se aproximarão ainda mais.
"Pode até ser, mas nada diminui o risco de se decepcionar. A decepção não é fruto somente da surpresa, mas também de expectativas não correspondidas.  Acredito que este seja o verdadeiro problema do universo feminino: criamos os heróis, os príncipes, os deuses e nos esquecemos de que todos os homens têm defeitos. Esta é uma regra absoluta. Então, se nossa esperança é a de que o nosso pretendente seja perfeito, vamos nos decepcionar cem por cento das vezes, pois uma coisa é certa: ela nunca será".
P. 101
Em Boston, aguardando o início das aulas do mestrado, Liz volta a trabalhar na loja Garden's Fic, porém, agora como sócia dos tios, o que lhe ajuda a esquecer o fato de que suas amigas não estão mais tão próximas. Entretanto, ao reencontrar Frederick Darcy ela terá a oportunidade de conhecer a irmã dele, Georgiana, e assim uma nova amizade surgirá.

O romance entre Liz e Fred cresce aos poucos e ambos lutam contra ele ferozmente, mas é certo que eles não têm a menor chance. Aos poucos as barreiras que criaram vão se desmanchando e será difícil dizer não à esse amor.
"Liz, eu tenho tentado lutar contra isso, mas não aguento mais. Desde que a conheci, no Ano Novo, tenho sido atormentado por desejos incessantes que tenho buscado apagar e simplesmente não consigo. Eu vim para Washington com o exclusivo propósito de revê-la. E os últimos dias têm sido piores. Tentei extinguir os meus sentimentos por você com a lógica, considerando a inferioridade de suas condições e meu futuro político, mas não foi suficiente".
(...)
"Do que você está falando? O que está fazendo?", ela finalmente voltou a si, quando recordou o que aquele homem havia feito com sua querida irmã. "Está bêbado?"
"Não estou bêbado, Liz. Estou apaixonado... por você"
P. 132 - 133
A história é bem rápida e gostei muito de Liz e Jane. Darcy me conquistou aos poucos (assim como conquistou Liz), Charles também, no início se mostrou muito imaturo e influenciável, Caroline Bing e Catherine Boyd poderiam sumir facilmente, me decepcionei um pouco com Lotte, Anne Boyd parece ser um personagem interessante, pena que não apareceu muito, assim como Malu Benevides, em compensação, Lídia Benevides aparece mais por conta da história, mas é muito mimada e fiquei com raiva de suas ações inconsequentes em muitas situações. Os tios Jardim são ótimos, assim como o patriarca da família Benevides, uma pessoa sensata no meio do caos. E Georgiana e Sophia são incríveis. Resumindo: muitos personagens em um romance leve e rápido.
"As últimas doze horas comigo não foram suficientes?
"Nem doze mil horas seriam, Lizzie".
P. 175
Agora que terminei fiquei ainda mais curiosa para ler a obra da Jane Austen que inspira tantas outras obras, espero conseguir ler em breve.

Amazon
Comentários
10
Compartilhe

10 comentários:

  1. Jane é fabulosa e mesmo já tendo lido Orgulho tantas vezes, ainda dá aquele quentinho no coração quando é citado o nome da obra.
    Acompanhei também a adaptação e só não vi a novela da Globo, por não assistir novelas, mas foi muito elogiada!
    Não conhecia o trabalho da autora, por isso fiquei encantada com tudo que li acima. Por trazer essa pitadinha gostosa de romance de época, nomes conhecidos, mas também personagens que meio apareceram no enredo!
    Amo nossa literatura nacional e se tiver oportunidade, quero muito sim, conhecer este livro!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Oi Layane.
    Ainda não li nada da Jane Austen e não vi adaptações nem em filmes nem a novela.
    Parece que a escrita da autora é bem fluida e que a trama é bem envolvente.
    Fiquei com vontade de conhecer Liz, Jane e Darcy.
    Eu leria esse livro para prestigiar a literatura nacional, mas também por curiosidade para conhecer a escrita e a trama desenvolvida pela autora.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Leiam Jane Austen é muito bom, uma das minhas escritoras favoritas, mas confesso que não é nada facil ler seus livros, porem são delicia de serem lidos. A escrita da autora é muito boa.
    Ano que vem pretendo fazer no meu blog um projeto Jane Austem para ler todos os 6 livros e livros relacionados durante o ano de 2019.

    http://garotaeraumavez.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Lay!
    Tenho esse livro aqui há tantos anos na estante e nunca consegui encaixar nas minhas leituras, ainda era uma edição diferente.
    Amo releituras e se for da Jane Austin, me deixa ainda mais curiosa e quero poder conhecer a escrita da Laís.
    Vou ver se consigo ler ainda esse ano.
    Amei!
    Desejo um mês abençoado!
    “A gratidão é o único tesouro dos humildes.” (William Shakespeare)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA OUTUBRO - 5 GANHADORES –
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  5. Layane,

    Também não li nada da Jane Austen. E também pretendo remediar isso em breve.
    Me interessei pela história de Primeiras Impressões. Achei um romance bem gostosinho. Vou dar chance para essa escritora nacional, com certeza.

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Layane, não acredito que não leu o livro de Jane Austen?! estou passada...Se fosse você leria logo porque ira amar..Esse livro tem uma premissa ótima, e gostei bastante da historia...Espero poder ler!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  7. Só por ser uma adaptação de Orgulho e Preconceito, só que moderno, o livro deve ser mara rs
    A Jane é incrível, espero que a autoria desse livro tenha feito uma historia envolvente tão bom quanto.

    ResponderExcluir
  8. Oi Layane!
    Eu ainda não conhecia esse livro e saber que foi escrito em inspiração na obra da Jane Austen já me prende atenção, msm que eu ainda não tenha lido obras da Jane, mas por ser do gênero que eu gosto mto acho que vale a apena a leitura.
    Gostei mto da capa tbm.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  9. Sinceramente não curto livros rápidos com muitos personagens, pois posso me perder na història. O que não significa que eu não queira ler. Gostei da resenha, a història parece mais uma série com vàrios livros, o que acharia legal. Essa capa vermelha ficou show, muito linda. Enfim, quero ler esse livro e espero não me perder no enredo.

    ResponderExcluir
  10. Oi Layane,
    Assim como você, não conheço as obras de Jane Austen, mas acabei acompanhando a novela e minha curiosidade cresceu.
    Sem dúvidas é um romance de época completo, acho até meio exagerado em personagens com destaque, confesso que fiquei meio perdida, mas, fora isso, gosto de romances que se desenvolvem aos poucos, e, pelo que percebi, isso acontece aqui.
    Se tiver oportunidade darei uma chance a história!
    Beijos

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações