18 de nov de 2018


[Resenha] A Vida Compartilhada em uma Admirável Órbita Fechada - Becky Chambers

Ficha Técnica 

Título: A Vida Compartilhada em uma Admirável Órbita Fechada
Título Original: A Closed and Common Orbit
Autor: Becky Chambers
ISBN: 978-85-9454-121-5
Páginas: 320
Ano: 2018
Tradutor: Flora Pinheiro
Editora: DarkSide Books
Lovelace já foi a Inteligência Artificial responsável pelo funcionamento da nave espacial Andarilha no passado. Após uma reinicialização completa, ela acorda em um novo corpo e sem nenhuma memória do que veio antes. Enquanto descobre sua essência e aprende a se virar em um universo repleto de artimanhas e novidades, ela faz amizade com Sálvia uma engenheira empolgada com os desafios que se colocam à sua frente. Juntas, Sálvia e Lovelace vão descobrir que não importa qual seja o tamanho do espaço, duas pessoas podem preenchê-lo. A Vida Compartilhada em Uma Admirável Órbita Fechada é uma sequência independente do aclamado romance de estreia de Becky Chambers, A Longa Viagem a Um Pequeno Planeta Hostil. Com a criatividade e visão inovadora já conhecida entre seus leitores, a autora fala sobre amizade, humanidade, força feminina e também debate as teorias e limites do que é possível realizar com a Inteligência Artificial. Tudo com o apuro exigido pelos fãs de ficção científica, que agora encontram uma nova casa na linha DarkLove, da DarkSide® Books.

Resenha


Em A Vida Compartilhada em uma Admirável Órbita Fechada retornamos à trilogia Wayfarers da Becky Chambers e ao universo por ela criado. Quando lemos A Longa Viagem a um Pequeno Planeta Hostil, conhecemos a tripulação da nave Andarilha, suas particularidades e durante a viagem foi possível entender um pouco sobre eles. Pois bem, faltou uma personagem, que conheceremos agora.

Vimos como foi o final da história para Lovey, a Inteligência Artificial da Andarilha e, depois da tensão e da decisão tomada por ela, a curiosidade toma conta da gente, de como será seu futuro. Lovey agora é Sidra e, em um corpo orgânico, deixará a Andarilha com Sálvia e viverá com ela e seu companheiro, Azul, em Porto Coriol.
"Tenho tantas perguntas para fazer. Você me fez pensar em várias coisas que nunca considerei. Não é nada agradável perceber que você estava enganado sobre algo, mas acho que isso é positivo de vez em quando."
P. 167
Desde o início percebemos que Sálvia e Jenks compartilhavam uma opinião semelhante quanto aos direitos das IAs e nesse livro, com uma narrativa que alterna o presente, onde enfrentamos com Sidra suas dificuldades de adaptação à nova realidade e o passado, aproximadamente 20 anos atrás, vendo a infância e adolescência de Sálvia, conseguimos compreender sua ideologia, principalmente quando o assunto é Inteligência Artificial.

Ao longo dos capítulos Becky mais uma vez aborda muitos temas que nos remetem à reflexão. Amizade, força feminina, sustentabilidade, diferenças raciais, culturais e de gênero, recomeço, dilemas éticos e a busca por um propósito são alguns deles e, em alguns casos, são abordados através da interação entre diferentes personagens, nos proporcionando a possibilidade de aprofundar o conhecimento da personalidade do personagem e a oportunidade de ver diferentes pontos de vista de um mesmo tema. Tudo isso supera a ausência de um vilão e de um clímax muito elaborado, elementos que estamos acostumados a encontrar nas narrativas atuais. Mas vamos combinar, já são tantos temas a refletir, não é mesmo?
Mas então olhou para cima de novo, para a grande galáxia macia, e se sentiu bem depois de um tempo. Ela se sentiu bem. Por algum motivo, ficar ali fora, olhando para as estrelas, deixou tudo um pouco melhor. Não fazia sentido em sua cabeça, mas fazia sentido no estômago dela. Ela olhou para as estrelas e soube que todas as suas perguntas seriam respondidas, todas as coisas seriam consertadas. Todas aquelas coisas estranhas eram boas.
P. 130
Além de falar da história e de como os personagens são bem construídos, em se tratando de um livro da DarkSide, não posso deixar de falar sobre o projeto gráfico: a fotografia da capa, a capa dura, a textura dela, a diagramação interna, com a separação das três partes do livro em cor preta, remetendo ao universo e suas estrelas, tudo é cuidadosamente pensado para prender nossa atenção e eles conseguem isso de maneira primorosa.
"Você  estudou história. Você sabe disso. A história de todas as espécies consiste em uma longa cadeia de atrocidades que cometemos uns contra os outros."
P. 281
A escrita da Becky me impressionou, sua criatividade em criar o universo da Comunidade Galáctica, os detalhes de seus personagens, os temas que escolheu abordar em sua narrativa, a coragem em fugir do comum e não apresentar um vilão e um clímax. Sinceramente estou curiosa para saber o que ela trará no terceiro e último livro dessa trilogia.

Compre na Amazon

P.S.: Se quiser adicionar esse livro na sua lista de leitura do Skoob basta clicar na capa que você será redirecionado para a página do livro no Skoob 😉
Comentários
5
Compartilhe

5 comentários:

  1. Oi Layane,
    Menina, quantos temas presentes em uma só história não é?
    Como eu já disse, e percebo mais ainda nesse livro, é uma história bem original, e acho que falar sobre inteligência artificial é bacana por ser um tema bem atual.
    Que bom que curtiu a leitura, como sempre a editora nos mostra uma edição impecável.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Não há como não falar do trabalho impecável da DarkSide. A gente chega em uma resenha de algum dos seus livros e já sabe que encontrará coisa boa!
    E que livro mais lindo, capa, diagramação, parece tudo perfeito.
    Me recordo bem da resenha do primeiro livro e parece que este segundo volume trouxe ainda mais informações sobre os personagens, dando a cada um, uma descrição profunda e doce.
    Ficção não é muito meu forte,mas essa forma lúdica de conduzir um enredo, é!rs
    Então com certeza, espero ler os livros em breve e me jogar neste universo todo particular.
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Lay!
    Bom ver que a série continua trazendo novidades a cada novo livro.
    Não li nenhum ainda, porém como gosto de ficção fiquei interessada para acompanhar a saga desses aventureiros.
    Uma semana pleno de luz e paz!
    “"A felicidade deveria ser assim mesmo, sem data, sem encomenda, medo de existir. Os dias mais felizes são aqueles com menos planos na agenda." (Caio Fernando Abreu)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA NOVEMBRO - 5 GANHADORES – BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  4. Tenho muita vontade de ler esta triologia, ultimamente venho procurando ler mais ficção que é um gênero que não leio quase nada. Quem sabe eu comece por esta triologia.

    Beijos, Jady
    garotaeraumavez.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    um livro muito interessante, além de aborda vários temas incríveis, tem uma historia envolvendo tecnologia de uma inteligencia artificial coisas que ficamos naquela duvida se existirá daqui a 30 anos em nossa sociedade. Gostei bastante do livro!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações