21 de dez. de 2018


[Resenha] Uma Chance Para o Amor - Tessa Dare

Ficha Técnica 

Título: Uma Chance Para o Amor
Título Original: Lord Dashwood Missed Out
Autor: Tessa Dare
ISBN: 978-85-8235-555-8
Páginas: 112
Ano: 2018
Tradutor: A C Reis
Editora: Gutenberg
Uma nevasca não possui tanta fúria quanto uma solteirona desprezada. A senhorita Elinora Browning cresceu ansiando pelo amor do belo e inteligente cavalheiro da casa ao lado… mas ele deixou a Inglaterra sem nem olhar para trás. Em uma noite, inspirada pela bebida, Nora despejou seu coração partido no papel e escreveu um manifesto intitulado Lorde Ashwood perdeu sua oportunidade, para todas as jovens que tinham sido negligenciadas pelos homens. Depois de se tornar famosa pelo seu brilhante texto, a Srta. Browning está a caminho de Spindle Cove para dar uma palestra na biblioteca Duas Irmãs. Mas o tempo ruim atrasa sua viagem e ela é forçada a esperar a nevasca passar com o pior companheiro possível: o próprio Lorde que destruiu seu coração. E desta vez ele finalmente parece notar a sua existência…

Resenha


Gente, quem acompanha o blog viu que a Tessa Dare veio ao Brasil durante a Bienal do Livro e em suas entrevistas ela falou que havia a possibilidade de que a Gutenberg publicasse as duas novelas da série Spindle Cove, o que foi confirmado logo pela editora e não demorou muito para que isso acontecesse - Graças a Deus. Hoje a resenha é de Uma Chance Para o Amor, uma dessas novelas.

Em uma ordem cronológica, essa novela se passa antes do livro Como se Livrar de um Escândalo (que trouxe o romance de Charlotte Highwood e Piers Brandon, o marquês de Granville), afinal Charlotte ainda está na famosa Enseada das Solteironas. Nessa novela Pauline, agora a Duquesa de Halford, e a irmã são proprietárias da biblioteca Duas Irmãs e para reverter a baixa temporada iniciaram uma série de palestras para movimentar o local. A primeira convidada é a Srta. Elinora Browning, escritora do manifesto "Lorde Ashwood perdeu sua oportunidade".

Nora cresceu nutrindo um amor pelo jovem barão Dashwood, que morava na propriedade vizinha, Greenwillow Hall. Ele e era muito amigo do irmão mais velho de Nora, Andrew, e o garoto sendo órfão, viveu muito ligado à família Browning, a família que conhecia. Lá ele brincava com os amigos e tinha aulas com o pai deles. Com o tempo, Nora acreditava que seria inevitável se casar com ele, mas quando chegou a hora de ir para a Temporada, nada aconteceu como ela esperava e, em seguida, ele aceitou um emprego e foi para o alto-mar, ser cartógrafo. Foi depois disso, cansada de chorar por algo que não teria que ela, depois de tomar alguns xerez, escreveu o texto que inicialmente foi publicado em um jornal e depois virou um manifesto, vendido e motivo de discussão entre homens e mulheres.
Ela tinha exposto sua alma naquele manifesto. O ato de colocar as palavras no papel, na solidão de seu quarto, bastou para aterrorizá-la. Permitir que fosse publicado foi o maior ato de coragem de sua vida, e tantas coisas boas vieram disso. Ela conquistou amizades, respeito, uma carreira - ou o máximo de carreira que se permitia a uma dama. Mulheres de toda a Inglaterra e de outros países escreveram para ela expressando sua gratidão.
P. 37
Assim, aos 23 anos, Nora tinha desistido dos votos de matrimônio e havia feito uma promessa a si mesma de nunca mais colocar sua felicidade nas mãos de um homem. Ela só não esperava reencontrar Dash justamente durante sua viagem à Spindle Cove, uma viagem que estava se tornando cada vez mais complicada.

George Travers sempre foi fascinado por Nora, por sua inteligência, sagacidade e beleza, mas quando percebeu que esperavam que ele se casasse com ela, ele simplesmente fugiu em busca de algo mais para sua vida. Mas esquecê-la? Isso nunca aconteceu. Agora, com 25 anos e de volta a Inglaterra, seu tio deixou de ser o responsável por sua fortuna e ele precisa se casar e ter um herdeiro antes de sair em uma nova expedição pelo mundo, mas ele precisa encontrar Nora e tirar a limpo esse manifesto que ela escreveu sobre um lorde com o nome tão parecido com o seu.

Do outro lado dessa história, em Spindle Cove, Pauline está preocupada que sua convidada já deveria ter chegado, mas com a chuva, que logo virou uma nevasca, é muito provável que ela se atrase ou nem chegue e, para piorar, Griff chega de Londres sem o xerez que ela lhe recomendou tanto que não esquecesse. Assim, ele, Lorde Payne, Lorde Rycliff e o Capitão Thorne irão em resgate da jovem escritora pelas estradas.
— Vamos todos — Colin repetiu, vestindo o casaco. — Todas as mulheres estão ansiosas por essa palestra, o que significa que vão ficar gratas a quem salvar o evento. Acho que podemos aproveitar essa oportunidade para ficarmos bem com nossas esposas.
(...)
— Vamos logo, então — Griff disse. — Precisamos ser rápidos.
— É verdade — Rycliff respondeu levantando. — Do contrário as mulheres vão resolver o problema sozinhas, como sempre.
P. 30 - 31
As cenas do quarteto são hilárias e com Colin não daria para ser diferente, não é mesmo? 😂😂 Os Lordes da Perdição mereciam mais alguns capítulos de tão divertidos que são juntos, mas o foco aqui é o casal Nora e Dash.

A lavagem de roupa suja de Nora e Dash e a divisão da narrativa entre os dois nos permite entender os dois lados dessa história e torcer para que as mágoas sejam superadas, eles fiquem juntos e ela chegue a Spindle Cove. Agora quero muito ler a outra novela, O Presente Inesperado e saber que história é essa e o que ela me reserva.

Compre na Amazon

P.S.: Se quiser adicionar esse livro na sua lista de leitura do Skoob basta clicar na capa que você será redirecionado para a página do livro no Skoob 😉
Comentários
4
Compartilhe

4 comentários:

  1. Lay!
    Trouxeram logo porque os livros da autora tem feito muito sucesso.
    Tenho lido alguns da série e gostado muito.
    Nem sabia que tinha essa lavação de roupa geral, bacana.
    Desejo um ótimo final de semana!
    “Que os sinos do Natal sejam os mensageiros de boas festas e que o ano novo seja repleto de realizações. Feliz Natal e um próspero Ano Novo!”
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DEZEMBRO - 7 GANHADORES – BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  2. Tessa tem ganhado seu espaço no mundo dos romances de época e com maestria!O jeito único da autora desenhar seus enredos, trazendo passado, presente e romance é maravilhoso.
    Eu tenho pouco contato com suas letras,mas mesmo assim, amo de paixão!
    E estou doida para ler este livro e os outros!rs
    Gostei muito disso de trazer os dois casais nessa briguinha gostosa. Acho que rendeu ótimas tiradas e eu gosto dessa inserção de bom humor em roteiros de época.
    Vai para a lista de desejados com certeza.
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Os romances da Tessa Dare parecem ser sensacionais. Nunca li nada da autora mas tenho visto muitos livros dela sendo comentados.
    Esse livro me deixou curiosa para saber se o casal realmente consegue superar as mágoas.
    Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Layane
    Que bom quea editora atendeu seu público e trouxe logo a continuação.
    Ainda não me aventurei a ler romances de época por ser muitos livros de cada série.
    Mas confesso que os livros da Tessa estou cogitando começar por ela.
    Beijos

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações