17 de abr. de 2019


[Resenha] Um Estranho Irresistível - Lisa Kleypas

Ficha Técnica 

Título: Um Estranho Irresistível
Título Original: Hello Stranger
Autor: Lisa Kleypas
ISBN: 978-85-8041-928-3
Páginas: 288
Ano: 2019
Tradutor: Ana Rodrigues
Editora: Arqueiro
Uma mulher que desafia seu tempo. Dr. Garret Gibson, a única médica mulher na Inglaterra, é tão ousada e independente quanto qualquer homem – por que não lidar com os próprios desejos como se fosse um? No entanto, ela nunca ficou tentada a se envolver com alguém, até agora. Ethan Ransom, um ex-detetive da Scotland Yard, é tão galante quanto secreto, e sua lealdade é um verdadeiro mistério. Em uma noite emocionante, eles cedem a uma poderosa atração mútua antes de se tornarem estranhos novamente. Um homem que quebra todas as regras. Ethan tem pouco interesse pela alta sociedade, mas é cativado pela preciosa e bela Garrett. Apesar da promessa de resistir um ao outro depois daquela noite sublime, ela logo será atraída para sua tarefa mais perigosa. Quando a missão dá errado, Garret usa toda a sua habilidade e coragem para se salvar. À medida que enfrentam a ameaça de uma traição do governo, Ethan fica disposto a assumir qualquer risco pelo amor da mulher mais extraordinária que já conheceu.

Resenha


Um Estranho Irresistível é o quarto livro da série Os Ravenels, da Lisa Kleypas, e a protagonista é uma personagem que intrigou desde sua primeira cena: Dra. Garrett Gibson.
— As pessoas sempre dirão que nossos sonhos são impossíveis. Mas isso não pode nos impedir, certo? A menos que concordemos com elas.
P. 122
Garrett é a única médica mulher na Inglaterra e, ao contrário do que muitos esperam, ela é brilhante e absurdamente competente. Quando ela apareceu em Uma Noiva para Winterborne vimos como ela causava sempre que chegava em algum lugar. Se naquela sociedade havia poucos trabalhos que uma mulher poderia executar, certamente ser médica não era uma delas, uma atividade que exige muito do intelecto e muitas vezes da força física. Como se não bastasse, Garrett, que estudou na França, aprendeu a usar técnicas mais modernas do que as ainda praticadas pelos ingleses, causando mais desconfiança nos seus conterrâneos.

Por conta de tudo isso, Garrett, que tem 28 anos, está conformada que casar e ter uma família não está no seu destino, afinal, sua rotina é intensa, dividindo-se entre os pacientes da clínica, os atendimentos voluntários e cuidar do pai, um ex-policial que tem uma doença no sangue, que o deixa debilitado e exige que ela estude cada vez mais para descobrir como curá-la. Mas uma figura misteriosa se torna uma constante em sua vida: Ethan Ransom.

Ethan também apareceu no segundo livro da série como um policial de uma divisão pouco conhecida da população que foi contratado por Rhys Winterborne para fazer a segurança de Helen e Garrett de maneira bastante discreta e, ao conhecer a doutora, ele se surpreendeu não apenas por ser uma médica mulher, mas por ser linda, inteligente e ainda saber técnicas de defesa pessoal. Por isso mesmo, depois de ter terminado o trabalho para Rhys, vemos nesse livro, que ele continua acompanhando a doutora nos dias em que ela faz trabalho voluntário, ainda que o continue fazendo sorrateiramente. Aqui descobrimos que Ethan é um agente secreto e que neste momento, está traindo seu empregador por não concordar com o direcionamento que ações estão seguindo. Ou seja, mais do que nunca, se aproximar e se envolver com uma mulher agora era uma péssima ideia.

Por outro lado, Garrett também tem seus motivos para não se envolver com Ethan, pois sendo sua atuação profissional questionada constantemente, se descobrissem que ela tinha um caso amoroso, sua carreira iria por água abaixo.
No passado, sempre que a cabeça e o coração de Garrett entraram em conflito, a primeira vencia. Daquela vez, no entanto, o coração estava disposto a brigar.
P. 77
Ao contrário de tantos outros romances de época que li, aqui os protagonistas, ainda que tenham proximidade com a aristocracia inglesa, são pessoas comuns, então boa parte das cenas não são em bailes suntuosos e passeios pelo Hyde Park. Além disso, traz para nós uma visão além da aristocracia, com algumas inquietações sociais.

Nessa história, além do romance, é claro, segredos e suspense estão presentes do início ao fim, o que é um ingrediente a mais para tornar esse livro tão delicioso de ler.
— Não sou uma donzela indefesa que precisa ser mantida em uma torre, Ethan. E também não quero ser idolatrada como uma deusa de mármore em um pedestal. Quero ser amada como uma parceira que está ao seu lado em todas as horas, de igual para igual.
P. 267
Para mim, Lisa deu um show nesse livro criando esses personagens e essa história e o fato dela ter se inspirado em uma personagem real para criar a Dra. Garrett Gibson foi uma grande homenagem a uma mulher que, de fato, foi a primeira a atuar na Inglaterra e muitos outros assuntos também foram inspirados em fatos reais, como Jenkins e a situação do Tâmisa.

Já estou sonhando com os próximos livros da série, afinal queremos muito o livro da Cassandra e do West, claro, personagens que também merecem seu momento como protagonistas.

Compre na Amazon

P.S.: Se quiser adicionar esse livro na sua lista de leitura do Skoob basta clicar na capa que você será redirecionado para a página do livro no Skoob 😉
Comentários
2
Compartilhe

2 comentários:

  1. Lay!
    Muito não o que falar porque amo romances de época e amo a autora, então, é só ler.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Né, Rudy?! Tenho gostado muito dessa série e esses personagens são ótimossssss

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações