28 de ago. de 2019


[Resenha] Escritora de Romance e... Virgem - Meghan Quinn

Ficha Técnica 

Título: Escritora de Romance e... Virgem
Título Original: The Virgin Romance Novelist
Autor: Meghan Quinn
ISBN: 978-85-68056-93-6
Páginas: 288
Ano: 2019
Tradutor: Alline Salles
Editora: Charme
Alerta: “escritora de romance e... Virgem” é uma comédia que vai te fazer gargalhar como uma hiena em público. Leia no conforto da sua casa. Se você é viciado em cliffhangers, sentir o coração saindo pela boca e como se uma escavadeira tivesse acabado de abrir seu estômago, então este livro não é para você. Mas, se gosta de fazer xixi na calça e chorar de tanto rir, então, por favor, continue lendo. Seu peito se elevava a uma velocidade alarmante conforme a mão áspera dele seguia para sua roseira macia, mas volumosa e densa… Pode falar “roseira volumosa” em um romance? E “espada carnuda”? Porque é isso que é… uma espada carnuda, certo? Toda cheia de carne e em formato de espada, abrindo os calabouços internos dos desejos sombrios de uma mulher. E quanto a peito? Ele realmente se eleva? Deus, não faço ideia do que acontece quando partes íntimas se encontram. Sou uma virgem tentando escrever um romance e não consigo criar uma cena de sexo devido à minha falta de experiência. Então, meus dois melhores amigos me encorajam a parar de tentar por enquanto e ir em busca de um pouco de prática na vida real por meio de artimanhas, como encontros às cegas, perfis on-line e saídas casuais. Mas perder a virgindade vai ser mais difícil do que eu esperava…

Resenha


Está procurando um livro divertido que lhe garanta ótimas gargalhadas? Pode ler Escritora de Romance e... Virgem que é garantia de gargalhadas. Inclusive, comecei a ler o livro de noite e fiquei tentando não rir muito alto para não acordar minha irmã no quarto ao lado.

Faz pouco tempo que Rosie Bloom se formou na faculdade de Letras, mas, ao contrário dos seus amigos, que se formaram com ela já têm ótimos empregos, Rosie escreve numa revista para amantes de gatos e seu emprego não é nem um pouco glamouroso: ela não gosta dos gatos da sua chefe, principalmente o Sr. Se-Lambe-Muito que praticamente se apossou de sua sala e vive com pelo de gato das roupas, na boca... enfim, não é nem um pouco legal. Por isso, ela está empenhada em voltar a escrever seu romance e mudar de carreira.
Às vezes, eu ficava preocupada com o que as pessoas pensariam se eu contasse que tinha interesse em escrever sobre sexo, sobre romance, sobre essa força que tudo consome chamada amor. Sinto que há um estereótipo no mundo para pessoas que leem  romances, as pessoas as retratam como mulheres tristes sentadas no canto da casa, usando uma blusa rasgada enquanto comem chocolate e acariciam seus gatos, mas não é nada assim. Há toda uma comunidade que ama o amor, que ama romance, e eu sou uma delas.
P. 97
Escrever um romance sem nunca ter vivido um é muito mais complicado do que parece. Além disso, os romances que ela conhece são bem antigos e muito do que se escrevia naquela época, não se usa mais atualmente. Rosie tem 23 anos, mas foi criada em casa pelos pais, que pararam no tempo provavelmente lá pela década de 1940. Ela não só foi criada em casa, vendo seus pais dormindo em camas separadas, com ideias retrógradas de que o homem deve sustentar a casa enquanto a mulher deve apenas cuidar da casa e da família, como também estudou em casa, só saindo para ir para a faculdade em Nova Iorque. Ou seja, Rosie não tem muito traquejo social e nem sempre consegue perceber o que está bem na sua cara.

Mas agora que decidiu voltar a escrever seu romance, mais do que nunca precisa viver a vida real para ter a experiência necessária para colocar no livro. E para isso contará com seus amigos, companheiros desde a faculdade e que agora dividem o apartamento com ela: Delaney e Henry.
Bom, pela perspectiva de uma pessoa de fora, o amor parece fácil, porém, quando é você que está na linha de frente, tomando as decisões, não é tão fácil abrir o coração e reunir coragem suficiente para se jogar no desconhecido. O amor não é fácil nem gentil, o amor é algo pelo qual você sacrifica tudo pela esperança de que talvez, apenas talvez, haja uma pessoa neste mundo que te aceitará como você é.
P. 187
Os três são incríveis juntos e como se conhecem desde o início da faculdade e moram juntos desde então, se conhecem como ninguém. Por isso Delaney e Henry ajudarão Rosie a conhecer livros de romances atuais e viver a vida, a experimentar sair mais, conhecer novas pessoas, se dar a chance de viver um romance. Mas gente, preciso dizer que Rosie tem uma sorte – só que não – para arranjar uns carinhas e nas situações que acontecem com ela que, pelo amor de Deus, só gargalhando, porque não era possível que aquilo estivesse acontecendo. 😂😂

O livro é totalmente narrado na visão da Rosie, então dá para perceber mesmo como ela é muito alheia ao que acontece ao seu redor, sem se dar conta de que o amor está tão próximo dela (mas eu a entendo perfeitamente, pois no seu lugar também teria receio de arriscar... essa sou eu na vida).
— Sabe, Rosie, fico surpreso com o quanto você consegue ser sem noção e ingênua às vezes.
— O que disse?
— Você me ouviu. Não vê o jeito que te olho todo dia, o jeito que encosto em você, que converso com você? Não consegue enxergar meu coração batendo acelerado toda vez que estou perto de você?
P. 189
Não conhecia a escrita da Meghan, mas adorei a fluidez de seu texto, os personagens que criou e como eles pareciam certos, verdadeiros. Um livro deliciosamente divertido que nos prende de tal forma que só conseguimos largar quando chegamos ao final (e eu ainda queria mais). 😍

Compre na Amazon

P.S.: Se quiser adicionar esse livro na sua lista de leitura do Skoob basta clicar na capa que você será redirecionado para a página do livro no Skoob. 😉
Comentários
6
Compartilhe

6 comentários:

  1. Olá
    Não conhecia esse livro
    E a primeira resenha que leio sobre ele e olha me deixou com muita vontade de ler
    Já anotei e quando surgir uma oportunidade quero adquirir sim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aproveita que a Charme deve fazer promoção agora na Bienal e a Amazon está com a Book Friday ;) O livro é super divertido!
      Beijos

      Excluir
  2. Como não conhecia o livro e nem o trabalho da autora, estou aqui encantada e sorrindo com tudo que li e vi acima!
    Acho tão importante a nós, leitores, termos sempre em mãos, livros que sejam assim, leves e descontraídos e que sim, nos arranquem muitas risadas!
    Já quero saber mais de Rosie e de toda a turma!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É super divertido mesmo, Angela. E concordo com você, adoro ter em mãos esse tipo de livro, termino sempre com uma leveza indescritível!
      Beijos

      Excluir
  3. Respostas
    1. Que maravilha, Miriã!
      Espero que tenha a chance de ler, eu super me diverti.
      Depois me conta o que achou da história.
      Beijão

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações