17 de ago. de 2019


[Resenha] Feitos de Sol - Vinícius Grossos

Ficha Técnica

Título: Feitos de Sol
Autor: Vinícius Grossos
ISBN: 978-85-9581-080-8
Páginas: 256
Ano: 2019
Editora: Faro Editorial
E se você soubesse que o mundo está prestes a acabar, qual seria o último momento que você gostaria de guardar para sempre? E se fosse sua última chance de seguir seu coração e descobrir um mundo novo de possibilidades? E se você encontrasse o verdadeiro amor prestes a enfrentar o bug do Milênio? Essas eram algumas das dúvidas que Cícero tinha em mente, no auge de seus 15 anos e prestes a vivenciar a virada dos anos 2000. Mas tudo isso mudou no instante em que Vicente atravessou o seu caminho e colocou tudo de pernas para o ar. A Faro Editorial lança em julho “Feitos de Sol”, o novo romance de Vinicius Grossos, um dos mais amados autores nacionais de YA. Vinícius incluiu nesta obra cenas que ele próprio viveu: a luta por aceitação em um lar religioso e o medo do fim do mundo. Neste romance, vamos acompanhar os planos finais de dois meninos que viram suas vidas se entrelaçarem quando um grande desastre estava prestes a acontecer. Vicente, um jovem reprimido por uma família extremamente religiosa e conservadora. Cícero, um garoto criado apenas pela mãe com muito carinho, mas com enormes dúvidas quanto ao seu papel no mundo. Unidos pelo destino em busca da última edição de uma revista da qual eram fãs, Vicente e Cícero vão descobrir o valor da amizade e do primeiro amor, o peso do ódio e do preconceito, e meio a momentos inesquecíveis em uma das décadas mais fantásticas: os anos 90. Um a história delicada e divertida sobre o primeiro amor e suas consequências.

Resenha

Todo o mundo teve um primeiro amor que deu certo ou não. E é muito comum ter aquele sentimento de novidade boa, aquele nervosinho, o frio na barriga, a emoção de um amor novo que a gente tanto procura depois de adulto. E que muitas vezes faz a gente se voltar pra literatura YA (pra jovens adultos) pra tentar lembrar como era ser adolescente e estar apaixonado. Por isso a leitura de Feitos de Sol é tão prazerosa: ela traduz em palavras a sensação do primeiro amor e de todas as descobertas que vem com ele.

O terceiro livro solo do Vinícius Grossos conta a história de dois meninos que se conhecem pouco antes do apocalipse. Ou pelo menos é o que eles acreditam. Cícero e Vicente acham que o mundo vai acabar na virada do século, por motivos bem diferentes: enquanto um acredita piamente no bug do milênio, o outro aposta no arrebatamento bíblico. Os dois se conhecem por acaso durante a busca pelo último número do quadrinho do seu super herói favorito e acabam desenvolvendo uma amizade sincera e inesperada. Apesar das dificuldades que encontram, como a família de Vicente ser ultra religiosa e não permitir que ele tenha contato com coisas “do mundo”, os rapazes se descobrem apaixonados. 

E toda essa paixão vem com um sentimento de urgência, tão comum em adolescentes, agravado pela proximidade do fim do mundo e contido pelas dificuldades de dois jovens que não saíram do armário e ainda não tem certeza de como lidar com seus sentimentos. É uma história bonita, às vezes triste, e principalmente muito fofa. Os dois meninos são uns amores (principalmente o Vicente, nossa, não me admira o Cícero se apaixonar por ele), o que faz a gente torcer por eles desde o comecinho. Até os coadjuvantes são carismáticos e cheios de personalidade, em especial a dona Emir, avó do Vicente. 

A ambientação me lembrou uma série chamada Everything sucks, que também se passa nos anos 90. Tanto na série quanto no livro, os elementos marcantes da época, como filmes e músicas, não estão simplesmente jogados lá, como referências aleatórias. Eles funcionam em benefício da história, como uma forma de criar a ambientação certa pro enredo sem nunca tomar espaço demais. São detalhes que ajudam a contextualizar a história e não um apelo vazio à nostalgia. 

A edição está uma gracinha, com uma ilustração lindinha na capa, e as cores evocam a sensação de ser um romance quentinho, daqueles que aquecem o coração mesmo. É uma leitura fluida (eu quase li todo de vez e não conseguia largar), que faz a gente querer ler tudo logo pra saber o que acontece com os personagens mas ao mesmo tempo querer que o livro dure pra sempre. Porque os personagens são uns fofos e eu quero ser amiga deles e abraçar e dizer que vai ficar tudo bem. 

Lá no final da ficha catalográfica tem dizendo que Feitos de Sol é classificado como ficção brasileira e romance LGBT. Mas ele também é um romance YA maravilhoso e daqui a alguns anos pode até ser considerado romance de época (rs). E em todas essas categorias ele é um livro lindo e bem escrito, com uma história de amor reconfortante e cheio de personagens fofos.

Compre na Amazon

P.S.: Se quiser adicionar esse livro na sua lista de leitura do Skoob basta clicar na capa que você será redirecionado para a página do livro no Skoob 😉
Comentários
2
Compartilhe

2 comentários:

  1. Apesar de só ter lido um livro do autor, admiro demais suas letras e este super lançamento tem dado o que falar, pela doçura e por trazer tantos elementos desta década que marcou gerações.
    A capa é maravilhosa e o amor precisa ser sentido em todos os gêneros, em todas as situações e oh, acho que ler esta obra embalada por um trilha sonora de época também seria muito gostoso!
    O livro já está na lista dos desejados e espero ler em breve.
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Que bom que gostou do livro
    Ainda não li nada do autor mas tenho visto bastante resenhas positivas sobre ele

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações