7 de ago. de 2019


[Resenha] Um Cavalheiro a Bordo - Julia Quinn

Ficha Técnica 

Título: Um Cavalheiro a Bordo
Título Original: The other miss Bridgerton
Autor: Julia Quinn
ISBN: 978-85-8041-983-2
Páginas: 288
Ano: 2019
Tradutor: Thaís Paiva
Editora: Arqueiro
Ela estava no lugar errado… Durante um passeio pela costa, a independente e aventureira Poppy Bridgerton fica agradavelmente surpresa ao descobrir um esconderijo de contrabandistas dentro de uma caverna. Mas seu deleite se transforma em desespero quando dois piratas a sequestram e a levam a bordo de seu navio, deixando-a amarrada e amordaçada na cama do capitão. Ele a encontrou na hora errada… Conhecido entre a alta sociedade como um cafajeste e um corsário inconsequente, o capitão Andrew James Rokesby na verdade transporta bens e documentos para o governo britânico. No meio de uma viagem, ele fica assombrado ao encontrar uma mulher na sua cabine. Sem dúvida sua imaginação está lhe pregando peças. Mas, não, ela é bastante real – e sua missão para com a Coroa o deixa preso a ela. Será que dois erros podem acabar no acerto mais maravilhoso de todos? Quando Andrew descobre que Poppy é uma Bridgerton, entende que provavelmente terá que se casar com ela para evitar um escândalo. Em alto-mar, as disputas verbais entre os dois logo dão lugar a uma inebriante paixão. Mas depois que o segredo de Andrew for revelado, será que ele conseguirá conquistar o coração dela?

Resenha


Estava super ansiosa pelo livro do Andrew desde que o conheci no primeiro livro da série Os Rokesbys, Uma Dama Fora dos Padrões, e ele não deixou a desejar.

A história em Um Cavalheiro a Bordo se passa na Inglaterra de 1786, anos depois dos dois primeiros livros da série, ou seja, depois que Andrew fraturou o braço e a Marinha o encaminhou para se recuperar em casa (primeiro livro da série). O que vemos é que ele agora trabalha como agente secreto da Coroa Britânica disfarçado como corsário, capitão do navio Infinity. Lá ele é conhecido apenas como o Capitão Andrew James e é nesse papel que ele conhecerá Poppy Bridgerton.

Poppy é sobrinha do visconde e da viscondessa de Bridgerton, que são vizinho e praticamente segundos pais dos irmãos Rokesby, por isso, quando os marujos Green e Brown retornam de Charmouth (Dorset), onde deveriam buscar suprimentos para a viagem, com uma jovem como prisioneira, Andrew não imaginava que poderia ser alguém tão próximo do sua família.

Poppy cresceu em Somerset, mas sempre encontrava os tios e primos em Londres, assim, nunca havia ido a residência dos tios em Kent e por isso conhecia os Rokesby apenas de nome e jamais relacionaria Andrew com a família abastada do conde de Manston.

Poppy tem 22 anos e, após duas temporadas em Londres com a tia, ainda não conseguiu um casamento. A verdade é que Poppy é uma jovem curiosa, aventureira e o mínimo que espera de um casamento é que possa conversar com seu marido, o que não percebeu nos pretendentes que conheceu na capital, por isso, passar um tempo com a amiga em Charmouth após o término da temporada social, parece o ideal para recarregar as baterias antes de encarar mais uma e talvez sua última temporada. Ela só não imaginava que encontrar uma caverna escondida na praia a levaria a ser prisioneira em um navio rumo à Portugal.

Sua curiosidade foi a culpada por chegar a situação atual: prisioneira em um navio, mesmo que esteja confinada na cabine do capitão, e agora ela e Andrew estarão presos por duas semanas, tempo de viagem de ida e volta de Portugal.
Ela já o vira no papel de capitão, portando-se com total confiança e autoridade, e já o vira no papel de conquistador barato, todo movimentos fluidos e fala suave.
Mas aquele era um terceiro: ele movimentava os braços pelo ar como se rabiscassem desenhos e plantas, e quase chegava a dar pulinhos para ilustrar sua tela invisível e criar equações em pleno ar.
P. 185
Andrew sempre foi conhecido como uma pessoa brincalhona e de bem com a vida, por isso sempre se saiu muito bem das confusões em que se metia, em casa, na escola e agora usava esse dom no trabalho para o governo, mas a verdade é que ele é muito mais do que isso, o 'problema' é que nem todo mundo sabe que ele é muito mais do que aparenta. 

Durante a viagem, com a obrigatória convivência, Andrew e Poppy verão como são parecidos na curiosidade, sagacidade, retórica e, quanto mais os dias passam, mais isso fica claro e eu, é claro, torci muito para que eles ficassem juntos, que os problemas fossem superados, que quando Poppy descobrisse que Andrew na verdade não era um corsário e sim o terceiro filho de um conde, não se sentisse enganada. Enfim, torci pelo amor entre eles ser maior que os problemas encontrados pelo caminho.

Mais um romance lindo da Julia Quinn para nos encantar e, para presentear os fãs da série Os Bridgertons, Edmund e Violet aparecem como citação na história, prestes a terem seu segundo filho, nosso querido Benedict.

Compre na Amazon

P.S.: Se quiser adicionar esse livro na sua lista de leitura do Skoob basta clicar na capa que você será redirecionado para a página do livro no Skoob 😉
Comentários
1
Compartilhe

Um comentário:

  1. Que bom que a foi uma leitura prazerosa
    Está na minha lista de desejados

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações