7 de out. de 2019


[Opinando] A Leitura na Minha Vida


Hello guys, are you ok?

Acredito que a maioria de vocês que leem esse blog são amantes da leitura, não é verdade? Pois então, vocês já pararam para pensar em como se tornaram leitores? Em como isso mudou a vida de vocês?

Eu me recordo que sempre que viajava com minha mãe e minha irmã para a casa da minha avó no interior, minha mãe comprava alguma revista em quadrinho na rodoviária para que eu ficasse quieta na viagem e não fosse conversando com minha irmã (que sempre ficava enjoada nessas viagens). Assim, eu adorava viajar para poder ganhar uma revistinha nova.

Também me lembro que, quando estava terminando o ensino fundamental, mudei para uma escola que tinha como parte da grade curricular a leitura de livros paradidáticos. Não lembro de todos, mas alguns ficaram na minha memória: O Mistério do Caderninho Preto, Coração de VidroCanção para DéboraA Hora do Amor. O que eu quero dizer com isso? Simples. Não eram livros clássicos, com escrita rebuscada e escrito para adultos. Acredito que a diferença está nesse ponto.

Com o passar dos anos, o gosto pela leitura só foi aumentando, fazendo com que eu fizesse um cadastro na biblioteca da cidade para ter acesso a mais livros e o horizonte se ampliou, me permitindo conhecer outros autores, outras histórias, outros mundos.

Ler faz parte da minha vida e, como sinto prazer com isso! Quando terminei a faculdade, pude me dedicar novamente a essa atividade tão gostosa e fui ampliando meu ritmo de leitura, pegando livros emprestados para ler, descobrindo o que eu gostava e também o que não me agradava.

No início do ano estava conversando com uma colega de trabalho e ela mencionou que adorava o fato de me ver sempre nas horas vagas lendo um livro, que queria ter esse hábito e eu lhe respondi que para mim isso era natural porque eu havia descoberto qual era o tipo de história que me agradava e que ela só precisava descobrir o dela também e tirar um tempo para essa atividade. Há dois meses, ela me parou no corredor da empresa e me falou que agora estava lendo todos os dias, mas que não eram livros como os meus, com uma história e sim livros de PNL. Vou repetir aqui o mesmo que disse para ela: não existe livro certo e livro errado, nem um livro melhor que o outro, existe apenas o livro que te agrada. A gente vive uma realidade em que a maioria das pessoas, embora reconheçam a importância da leitura, não leem. Logo, é um desserviço fazer essa distinção.

Assim como a leitura ganhou importância na minha vida durante a infância, acredito que essa é a melhor fase para despertar o interesse pela leitura. Se uma criança é incentivada desde cedo com a escuta de histórias e, posteriormente, a ler os livros, desenvolverá o hábito e descobrirá o prazer da leitura. Por isso, desde que passei a frequentar as bienais do Rio e de São Paulo, compro livros para as minhas primas para incentivá-las a conhecer esse mundo fantástico.

Exposição "Olá, Mauricio!" no Centro Cultural FIESP, na Avenida Paulista, até 15/12/2019
Na semana passada mesmo, com esse espírito de reviver a leitura da minha infância, fui com uma amiga à exposição "Olá, Mauricio!", que ficará até 15/12/2019 no Centro Cultural FIESP, na Avenida Paulista, em comemoração aos 60 anos de carreira do Mauricio de Sousa, que faz parte da vida de muitos de nós, concordam?

Agora eu convido vocês para refletirem sobre isso. Como começaram a gostar de ler? Vocês já incentivaram alguém a ler? Como se sentiram com isso? Não deixem de me contar, certo?

Comentários
2
Compartilhe

2 comentários:

  1. ola
    QIE POST LEGAL
    EU sempre gostei de ler lia muitos gibis ACHO QUE O GOSTO pela leitura começou ai
    DEPOIS eu adquiri o habito de ler jornais
    MEU amsado pai gostava nuito de ler jornais
    CURIOSO É QUE NÃO LI muitos romances na minha juventude
    O MEU negocio era ler jornais até que um dia achei duas sacolas de romances julia sabrina na rua,ALGUEM não queria mais e a partir de então recomecei a ler romances
    incentivei meus filhos a lerem inclusive leram bastante livros da AGHATA CHRISTIE até mais do que eu
    HOJE JÁ não leem mais só um que ainda gosta de ler
    tenho carteirnha da biblioteca da minha cidade de vez em quando lá pegar algum livro para ler
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por compartilhar sua história conosco, Eliane. Acho que muitos começaram com os gibis, não é mesmo?
      Maravilhoso é, independente de como começamos ou do que gostamos de ler, ler é maravilhoso, abre novos horizontes e sempre que pudermos, acredito que devemos sim levar esse hábito para mais pessoas.
      Beijos

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações