9 de nov. de 2019


[Resenha] Mack Daddy - Penelope Ward

Ficha Técnica 

Título: Mack Daddy
Título Original: Mack Daddy
Autor: Penelope Ward
ISBN: 978-85-68056-98-1
Páginas: 272
Ano: 2019
Tradutor: Alline Salles
Editora: Charme
Elas o chamavam de papai Mack. Não, sério, o nome dele era Mack, diminutivo de Mackenzie. O homem de todas as mulheres. Esse apelido era perfeito, não? Na escola particular em que eu ensinava, Mack Morrison era exatamente isso: o único homem em um mar de mulheres. Todo mundo queria aquele gostoso e solteiro pai de um lindo garotinho. Eu me tornei uma pessoa que não reconhecia, ciumenta, porque elas não sabiam que, para mim, ele era muito mais do que isso. Elas não sabiam sobre o passado. Ele escolheu minha escola por causa do filho, já que tínhamos assuntos mal resolvidos. Ainda estava muito atraída por ele. Tentei resistir, arriscando um relacionamento com outra pessoa, para proteger meu coração. Sem contar que era contra as regras da escola se envolver com um pai de aluno. Mas ver Mack todos os dias estava me matando. E talvez, em breve, eu quisesse quebrar todas essas regras.

Resenha


Mack Daddy é minha primeira experiência com um livro escrito apenas pela Penelope Ward. Como vocês já viram aqui, li Metido de Terno e Gravata e Piloto Playboy, ambos em parceria com a Vi Keeland - que eu adoro - e agora descobri que a Penelope também arrasa sozinha na escrita.

Francesca O'Hara sempre quis trabalhar ensinando crianças, por isso é apaixonada por seu trabalho. Quando não está dando aulas, seu tempo é aproveitado com Victor, seu namorado que também é professor - mas universitário - e com quem divide um apartamento em Boston. Embora tenham uma grande diferença de idade, o relacionamento deles é de muito amor e cumplicidade.

Tudo ia bem tranquilo na vida de Frankie até que chegou o início do novo ano letivo e, no primeiro dia, ela ouviu a voz de uma pessoa de quem não tinha notícias há mais de oito anos: Mackenzie Morrison.
Olhá-lo no rosto era realmente doloroso, provocando ataques de lembranças que eu preferia manter guardadas. Uma coisa era certeza: o homem adulto diante de mim era bem mais confiante do que o cara que vi com lágrimas nos olhos da última vez.
P. 07-08
Mack acabou de retornar a Boston porque seu filho, Jonah, veio com a mãe para a cidade por conta do novo emprego dela e para ele esse é um sinal de que sua vida está perto de entrar novamente nos eixos, é sua chance de reencontrar e reconquistar Frankie.

Mack e Frankie se conheceram anos atrás, quando ela ainda estava cursando a faculdade e passou a dividir o apartamento com Mack e Moses. Frankie era de Boston mesmo, mas Mack estava cursando um mestrado na cidade apenas para fugir do pai, o senador Michael Morrison. Entretanto, todo final de semana voava para Washington D.C. para encontrar a namorada, Torrie.

A amizade entre Frankie e Mack foi extremamente inusitada. Ainda que estivessem dividindo o mesmo teto, eles eram completamente diferentes um do outro. Enquanto Frankie sofria com TOC, crises de ansiedade e não conseguia interagir muito com outras pessoas, Mack esbanjava confiança e carisma, o que, claro, fez com que ela se apaixonasse por ele. Como dá para perceber logo no início, essa história não terminou muito bem e agora que Mack retornou à vida de Frankie, ela precisará entender seus sentimentos.
— (...) Trata-se somente disso, viver sem arrependimentos. Se realmente ama esse homem com quem está, apenas esqueça Mack. Ele vai seguir em frente em algum momento. O Senhor sabe que há uma fila de mulheres esperando esse dia. Mas... agora ele não consegue seguir em frente até saber que não tem absolutamente nenhuma chance com você. Sabendo ou não, está carregando o coração desse homem com você todos os dias. Em algum momento, precisa devolvê-lo e libertá-lo... ou lhe dar o seu. Se é ele que você quer, não deixe o medo atrapalhar uma coisa boa.
P. 156
Intercalando o presente e o passado e o ponto de vista da Frankie e do Mack, Penelope faz com que a gente entenda tudo que está acontecendo com eles e como a relação chegou àquele ponto. O que gostei bastante nesse livro, é que logo nas primeiras páginas Mack mostra a cara e diz que voltou pelo filho e por ela, sem enrolação e demonstra que está disposto a lutar para ser novamente parte da vida dela.

É um romance sem muita enrolação e por isso mesmo li rapidamente, doida para saber se Frankie conseguiria superar o medo, se nada de novo iria atrapalhar o reencontro deles e sem falar em Jonah que é maravilhoso e a Sra. Migillicutty que é uma figuraça. Que venham mais livros da Penelope.

Compre na Amazon

P.S.: Se quiser adicionar esse livro na sua lista de leitura do Skoob basta clicar na capa que você será redirecionado para a página do livro no Skoob. 😉
Comentários
0
Compartilhe

0 comentários:

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações