16 de dez. de 2019


[Cinema] Uma Segunda Chance para Amar


Todo o mundo tem um filme de natal favorito. Aquele que esquenta o coração com um calorzinho gostoso, que faz a gente acreditar em Papai Noel e duendes, que faz a gente chorar. Alguns a gente assiste todo ano, outros fizeram parte da nossa infância. E a cada ano mais filmes surgem pra fazer parte dessa tradição. Todo dezembro, os cinemas e as plataformas de streaming são inundados de histórias de natal, cada uma delas com um toque especial.


Uma segunda chance para amar é uma história especial. Uma moça filha de imigrantes, que teve um problema de saúde grave, e agora leva a vida de forma desleixada. Kate poderia ser qualquer pessoa da nossa geração: jovem, com um emprego pouco emocionante, uma relação complicada com a família, vida pessoal bagunçada e problemas emocionais não resolvidos. Ela leva a vida um dia de cada vez, empurrando seus problemas com a barriga e não está nem um pouco interessada em romance. Quando Tom aparece, ela se esforça ao máximo pra não se envolver, mas sejamos sinceros, quem consegue resistir ao charme do Henry Golding?

O que poderia ser apenas uma comédia romântica de natal bobinha é uma história sobre se encontrar, sobre identidade e traumas e como a gente lida com tudo isso. Por trás do romance fofinho embrulhado em papel de presente tem uma crítica social extremamente relevante pro ano que está acabando. A crítica ao Brexit pode não ser óbvia pra maioria dos brasileiros mas as referências a xenofobia não estão tão distantes da gente. A expectativa que se coloca sobre pessoas que passaram ou ainda passam por problemas de saúde graves é injusta, e muitas vezes essas pessoas não tem o acolhimento que elas precisam. Espera-se que elas encaram tudo com bom humor e um sorriso no rosto quando elas não só precisam de apoio como tem direito de chorar e ficar tristes e achar tudo horrível.

Imagem relacionada

Não foi à toa que Emilia Clarke foi escolhida para interpretar Kate. A atriz teve dois aneurismas durante as gravações das primeiras temporadas de Game of Thrones; um deles rompeu, levando a um AVC, e o outro precisou ser removido por cirurgia. Apesar de não ter tido sequelas, todo o processo foi muito doloroso, física e emocionalmente, o que transparece durante o filme. Claro que ela é uma atriz muito talentosa e que consegue equilibrar muito bem os aspectos cômicos e dramáticos da personagem, que parece ter sido escrita pra ela.

Também não é a primeira vez que Emma Thompson canta em língua estrangeira para uma filha, já que em 2012 ela interpretou a mãe da Merida em Valente e cantou uma música linda em gaélico. Outra atriz que mostra seus talentos no filme é Michelle Yeoh, que interpreta Noel, a dona da loja. A atriz, tão acostumada ao papel de mulher séria e brava (como foi em Podres de ricos e Star Trek: Discovery, por exemplo), mostra um lado gentil e cômico que a gente não tinha visto ainda.

O grande defeito do filme é não incluir mais músicas do George Michael, já que o longa foi anunciado como inspirado nas músicas dele mas só duas parecem ter importância na trama. Apesar disso, o filme é muito fofo e com uma revelação surpreendente mais pro final. Um excelente filme de natal e uma comédia romântica dramática linda.

Numa escala de um a cinco dos meus filmes de natal favoritos, o quanto eu gostei deste:

Resultado de imagem para home alone posterResultado de imagem para love actually posterResultado de imagem para rise of the guardians posterResultado de imagem para die hard posterResultado de imagem para the nightmare before christmas movie poster


(Esqueceram de mim, Simplesmente amor, A origem dos guardiões, Duro de matar, O estranho mundo de Jack)
Comentários
3
Compartilhe

3 comentários:

  1. Um dos lançamentos mais aguardados por mim!Sou uma romântica incurável e não vejo a hora de poder conferir este filme.
    Amo o trabalho da Emilia.Ow danada de mulher talentosa em atuar em tantos gêneros. A eterna Mãe dos Dragões!!!
    E pelo que entendi este filme não é um romance fofo e açucarado, mas sim, uma verdadeira lição de vida!
    Verei!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Tamy!
    A mensagem do filme é tão importante, ainda mais nessa época natalina.
    Achei que seria apenas mais uma comédia romântica, que gosto muito, mas pelo visto, tem uma reviravolta totalmente inesperada e já fiquei daqui imaginando o que poderá ser…
    Já quero poder assistir.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  3. bom dia
    ainda não tinha lido nada a respeito desse filme e a sinopse me chamou a atençao
    dica anotada

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos. Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações