8 de fev. de 2020


[Resenha] Uma Missão por Você - Aline Sant'Ana

Ficha Técnica 

Título: Uma Missão por Você
Autor: Aline Sant'Ana
ISBN: 978-65-5056-001-0
Páginas: 233
Ano: 2019
Editora: Charme
Meu nome é Mark Vance Murdock. No passado, fui conhecido por ser um major do exército americano, realizando operações militares que ficavam fora dos registros. Hoje, vocês estão habituados a me chamarem apenas de Mark. Sou o responsável pela segurança e pela vida da The M's. Dessa vez, estou em uma missão que eu mesmo me designei. Não é para defender os Estados Unidos, e sim aqueles com quem me importo, pelos quais me sinto responsável. Não vou falhar. Vou protegê-los custe o que custar. Por mais que essa tarefa ponha em risco o meu próprio coração. Essa é a minha promessa, e vou cumpri-la.

Resenha


É... acho que a série Viajando com Rockstars está chegando ao fim mesmo. Mas a Aline nos presenteou com um livro incrível e que eu ansiava, mas não acreditava que viria. O livro do Mark maravilhoso. Então, antes do livro 3.5 do Yan e o livro do Shane, temos esse presente.

Mark Murdock foi ganhando espaço enquanto as histórias contadas nos livros anteriores aconteciam e sempre deixava aquela curiosidade para conhecê-lo melhor. Como esse é o livro 3.1 da série, tudo que acontece nele é uma sequência do livro Apenas Com Você. Ou seja, você precisa ter lido o livro anterior para saber a motivação de Mark nessa história.

Suzanne escapou e Shane quase morreu pelo que Mark considera uma falha sua em seu trabalho. Lua também foi vítima dela e Mark não aceitará uma nova falha em sua vida. Por isso, ele irá atrás da mulher que quase destruiu a The M's. O que ninguém da banda sabe é que o segurança deles na verdade é um ex-militar, um major que trabalhou em missões secretas para os Estados Unidos, missões essas que nunca foram catalogadas porque, na verdade, nunca ocorreram.
— As pessoas se vão, Mark. Mas o que passamos com elas são tudo o que nós temos. A vida não é uma soma de tragédias, e sim de momentos nos quais sentimos que vale a pena viver.
P. 109
Mark contará com o apoio de um contato de quando era militar e cobrar um favor para iniciar essa missão e, assim, ele chega à Jacarta, lugar para onde Suzanne foi depois do Chile. Lá ele encontra Cahya York, uma agente da Interpol que o auxiliará nessa missão.

Cahya está em Jacarta há mais de dois anos usando sua segunda cidadania para apanhar um falsificador de obras de arte e tudo que ela não queria nesse momento era ter alguém em seu apartamento minúsculo e ainda ter que dividir sua atenção entre seu caso e o de Mark, mas era uma ordem de seu superior, não havia o que ser feito. Mas quando ela descobre que o favor que o seu chefe pediu é para um ex-major do exército americano, as coisas mudaram aos seus olhos, afinal, não era um cara qualquer que estava buscando justiça com suas próprias mãos, passando por cima da polícia.

Cahya vive sozinha. Ela é órfã de pai e mãe e quando descobrimos o caso de seu último relacionamento é perfeitamente compreensível que ela viva com apenas um prato, uma caneca, talheres para uma pessoa, uma toalha, sem sofá na sala, apenas poltronas: ela não quer que ninguém se aproxime. Do outro lado dessa história, Mark também vive sozinho, mas, embora considere os integrantes da The M's sua família (ainda que os trate profissionalmente), não tem uma família biológica: cresceu em orfanatos, passou por muitas famílias que sempre o testavam, mas nunca o adotavam e, por isso, quando completou a maioridade, alistou-se no exército. Mas talvez Cahya faça com que ele repense seu modo de ver a vida assim como ele irá influenciá-la nessa questão também.
— Vamos com calma, Cahya, porque, a cada dia que passa, estou me entregando mais a você. Eu vou me deixando aqui, um pouco mais, centímetro por centímetro, consciente de que eu nem preciso te beijar para ir atirando pedaços meus pelo seu apartamento. Não estou falando das canecas, dos pratos e nem dos talheres. Você está me desmontando. E estou deixando, porque é bom ser quebrado por você.
P. 100-101
Enquanto se ajudam a cumprir as duas missões, Mark e Cahya se aproximam cada vez mais, mas ambos sabem que não podem deixar se envolver nesse momento, afinal, mais de dezessete mil quilômetros os separam - e eu aqui sofrendo por eles, pois eles são um casal incrível, compatível e já tiveram muitos problemas na vida, merecem um pouco de felicidade, sabem?

Sei que li esse livro rapidinho. Claro que ele é menor do que os que Aline costuma escrever, mas é tão intenso que não dá para largar, tamanho é o desespero para saber o que aconteceria em seguida. Mas digo para vocês, valeu cada minuto, cada linha, cada página. Foi ótimo! Agora é esperar os próximos. 

Compre na Amazon

P.S.: Se quiser adicionar esse livro na sua lista de leitura do Skoob basta clicar na capa que você será redirecionado para a página do livro no Skoob. 😉
Comentários
1
Compartilhe

Um comentário:

  1. Ai ai ai..que capa hein?
    Mesmo não tendo lido os livros anteriores,sou louca para conferir todos os livros dessa série.
    Gosto como é abordado um a um dos personagens e como no geral, todos são importantes!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos.
Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações