07 março, 2020


[Resenha] Pôr do Sol no Central Park - Sarah Morgan

Ficha Técnica 

Título: Pôr do Sol no Central Park
Título Original: Sunset in Central Park
Autor: Sarah Morgan
ISBN: 978-85-398-2664-3
Páginas: 368
Ano: 2018
Tradutor: William Zeytounlian
Editora: Harlequin
Frankie Cole e suas duas melhores amigas inauguraram um novo negócio em Manhattan que está sendo um sucesso. Frankie é designer e ama trabalhar com paisagismo de jardins suspensos nos telhados dos arranha-céus da cidade. Entre amizades verdadeiras e um trabalho gratificante, ela tem tudo para ser feliz. Frankie nunca deu muita atenção às relações românticas, sempre preferindo focar em si e no trabalho. Ela e Matt, irmão de sua melhor amiga, se conhecem há anos, mas nunca tiveram nada além de amizade. Até que ele descobre novas coisas sobre a mulher que pensou conhecer tão bem, e decide que não quer passar mais nenhum dia longe dela. Matt sabe que Frankie se mantém segura por trás de sua barreira emocional, mas fará de tudo para superar os bloqueios e conquistá-la.

Resenha


Desde que saiu para cursar a faculdade, Francesca Cole nunca voltou à Ilha Puffin. Tudo isso porque, no início da adolescência seus pais se separaram e as consequências para ela foram imensas: o pai saiu de casa sem olhar para trás e a mãe, após um período de reclusão e muito choro, mudou radicalmente - perdeu peso, fez um upgrade no visual, passou a usar roupas de Frankie e a sair com vários homens, independente da idade ou do estado civil deles.
Talvez não se trate de entender. Amizade, talvez, seja amar alguém mesmo quando você nem sempre consegue entendê-lo.
P. 22
Esse histórico familiar levou Frankie a desacreditar no amor e a desconfiar de tudo e de todos. Somem a isso o fato de que as pouquíssimas interações com o sexo oposto foram péssimas, não é de se estranhar que agora seus relacionamentos se resumem aos amigos, seus livros e suas plantas. Sendo que, mesmo amando as amigas, ela vive sozinha em seu apartamento, enquanto Eva e Paige dividem outro.

Em Pôr do Sol no Central Park, a Gênio Urbano está repleta de trabalhos e as amigas estão super empolgadas com o rumo que suas carreiras estão tomando, sem falar que Paige ainda tem o plus do relacionamento com Jake, que vai muito bem. Mas também conheceremos mais sobre Frankie e tudo que ela guarda apenas para si. É aí que saberemos mais sobre a relação dela com a mãe, a ausência de contato com o pai e descobriremos seu interesse em Matt, irmão mais velho de Paige, uma pessoa que conhece há mais de vinte anos.

Matt Walker é um empresário de sucesso e um homem que protege aqueles que ama, às vezes até um pouco de mais, mas para ele, isso não tem problema. Quando o assunto é amor, ele sempre se sentiu atraído por Frankie, mas, conhecendo-a, ele nunca investiu nessa relação. A mudança de atitude ocorreu quando ele descobriu algo sobre ela que nunca havia imaginado, afinal, conhecendo-a há vinte anos, Matt acreditava que não havia nada sobre ela que não soubesse. Quando descobre que Frankie também sente-se atraída por ele, é o incentivo a mais que precisava para mudar o status desse relacionamento.
— Aqui vai minha visão masculina... — Matt pressionou a coxa contra a de Frankie. — É um erro dar as costas a um problema ou tentar fugir dele.
A boca de Frankie ficou seca:
— Por quê?
— Porque ele te perseguirá. Esse problema não vai sair da sua cola, então é melhor se virar e encará-lo.
Ela encarou Matt e viu um brilho malicioso em seus olhos.
Frankie se derreteu toda. Era o homem mais sexy que conhecera na vida.
P. 114-115
Enquanto Matt está decidido a levar a amizade a outro nível, Frankie morre de medo de estragar um relacionamento tão bom adicionando sexo, que certamente complicará e fará com que no futuro, ela perca tudo.

Matt é um homem carinhoso e paciente e, quanto mais ele está com ela, mais descobre que está apaixonado, mas é claro que sequer pode dizer isso para ela. Por outro lado, é difícil ver como o passado de Frankie a imobiliza de viver uma vida normal, como está presa ao medo. Sem dúvida foram dois personagens que amei e tão intensos que fazem com que nos apaixonemos por eles e claro que Matt se tornou meu novo crush (mais um para minha lista infinita).
— Se uma pessoa mente uma vez para você, como ter certeza de que não o fará novamente? A confiança acabou. Nada é possível entre duas pessoas se não houver confiança. Nenhum relacionamento é perfeito. Não importa quanto amor exista, sempre haverá conflitos. A vida é imprevisível. Ela sempre envolve o inesperado, o desafiador. Para enfrentá-la é preciso confiança e honestidade.
P. 228
 Além do romance entre Frankie e Matt, mais uma vez Sarah nos mostra como a amizade de Frankie, Paige e Eva é um fundamental alicerce para a vida delas. Também aborda temas presentes em nosso dia a dia e que precisam ser discutidos, sem falar nos personagens secundários que também são incríveis - adorei Roxy e James. Agora é saber qual será a história da Eva no terceiro e último livro da série Para Nova York, com amor.

Compre na Amazon

P.S.: Se quiser adicionar esse livro na sua lista de leitura do Skoob basta clicar na capa que você será redirecionado para a página do livro no Skoob. 😉
Comentários
1
Compartilhe

Um comentário:

  1. Mesmo sem ter lido o primeiro livro, deu para entender que é bem possível ler ambos de formas não continuadas e gostei disso!
    Eu sou fã de um bom romance e tem muito disso não só nesse livro,mas acredito que na trilogia toda!
    Espero ler esse e o anterior!
    Beijo
    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos. Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações